Patriots sofrem apagão e Dolphins viram no segundo tempo

Brady sofreu quatro sacks e dois fumbles

Brady sofreu quatro sacks e dois fumbles

Dois dias depois de receber Brasil e Colômbia, o Sun Life Stadium foi a casa de uma virada sensacional do Miami Dolphins diante do New England Patriots. Os Patriots dominaram a primeira metade, mas no segundo tempo o monstro Cameron Wake acordou. Os donos da casa venceram o duelo no último domingo (7) por 33 a 20.

A estreia dos Patriots trazia Rob Gronkowski de volta aos gramados. O torcedor já sentia falta de um recebedor de segurança, como é o camisa 87. Do lado dos Dolphins, Knowshon Moreno estreou bem, mas algumas contusões no corpo de linebackers colocaram em risco a tarde na Flórida.

O jogo começou quente com um touchdown de Lamar Miller para Miami, mas logo em seguida Shane Vereen empatou o jogo. Na última pontuação do primeiro período, Stephen Gostkowski acertou um field goal de 47 jardas, dando a dianteira para os Pats.

Com o domínio das ações no segundo período, Tom Brady terminou sua campanha com um passe na endzone para Rob Gronkowski alegrar a torcida. O Ataque dos Dolphins pouco agredia, os Patriots seguiam com aquela velha calma. Cada time chutou um field goal, as equipes foram para o vestiário vendo New England liderar por 20 a 10.

Com uma defesa mais sólida na metade final do jogo, os Dolphins fizeram da vida de Brady um inferno. Cameron Wake e Olivier Vernon começaram a passar fácil pela linha ofensiva. Tanto que o primeiro citado terminou o jogo com dois sacks e dois fumbles forçados. Com o jogo em mãos e a torcida – raramente presente – fazendo o seu barulho do jeito que dava, a equipe jogou demais e fez 23 pontos na segunda etapa.

Nos Patriots, nota-se que Tom Brady ainda tem ‘gasolina no tanque’, mas precisa ser protegido. O guard recém-trocado com os Bucs, Logan Mankins, fez muita falta. O camisa 12 lançou 56 bolas, mas acertou apenas 29, além de avançar 249 jardas e conseguir um touchdown. O jogo corrido foi bem em alguns momentos, mas precisa ser melhor se quiser chegar ao Super Bowl.

Moreno correu para 136 jardas e um TD

Moreno correu para 136 jardas e um TD

Julian Edelman participou do ataque tanto pelo chão – nos reverses, onde correu 21 jardas -, quanto pelo ar. O baixinho mostra ter as mesmas características de Wes Welker, só que com menos drops. Foram 95 jardas em seis recepções. A defesa não foi tão mal, mas quanto foi requisitada, não deu conta do recado. Parece que está falando um Brandon Spikes ali para organizar a casa.

Os Dolphins fizeram o oposto do seu adversário: jogaram mal o primeiro tempo e muito bem o segundo. Ryan Tannehill acertou pouco mais de 50% dos passes, conseguiu dois touchdowns e uma interceptação. O jogo terrestre foi a chave para vencer. Knowshon Moreno correu para 134 jardas e um touchdown. Miller também ajudou com 59.

Mike Wallace foi muito bem. Sua velocidade desconcertou toda a defesa dos Patriots em rotas longas e que cruzam o campo de ponta a ponta. No total, foram 81 jardas em sete recepções, conseguindo, também, um touchdown. A OL toda reformulada após o escândalo de bullying em 2013 só cedeu um sack. Na defesa, como mencionado anteriormente, Cameron Wake roubou a cena. Melhor jogador da partida.

No próximo domingo, as equipes viajarão para enfrentar dois times que venceram na primeira rodada, ambos jogarão às 14h. Os Dolphins vão até Buffalo para enfrentar os Bills. Já os Patriots vão para a casa dos Vikings enfrentar o dinâmico ataque com Cordarrelle Patterson e Adrian Peterson.

Comentários