Defesa segura Aaron Rodgers, e Bills vencem os Packers

Tighpen retorna o punt para touchdown

Tighpen retorna o punt para touchdown

Se na semana 14 a vítima da defesa do Buffalo Bills foi Peyton Manning, que ficou sem lançar touchdowns após 51 partidas, na semana 15 quem parou foi Aaron Rodgers e o poderoso ataque do Green Bay Packers. Jogando em casa, os Bills venceram o jogo por 21 a 13 e manteve chances de chegar aos playoffs na AFC.

O destaque do jogo foi o o S Bacarri Rambo, que interceptou o QB dos Packers duas vezes, e Marcus Thigpen, que anotou um touchdown retornando punt por 75 jardas. Nem mesmo uma interceptação de Kyle Orton evitou a quarta vitória de Buffalo sobre os times da NFC North.

Depois de quatro punts seguidos, a equipe de Green Bay abriu o placar no Ralph Wilson Stadium com um FG de 45 jardas de Mason Crosby. Se o ataque estava eficiente, o time de especialistas resolveu aparecer e virou para os Bills. Marcus Tigphen retornou um punt para a endzone e virou o jogo: 7 a 3.

-> CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO DA TEMPORADA 2014
-> VEJA OS PRÓXIMOS JOGOS DO SEU TIME

Jordy Nelson dropa um passe decisivo

Jordy Nelson dropa um passe decisivo

Na primeira jogada do segundo período, os Packers voltaram a liderança do placar com uma corrida de Eddie Lacy. O RB foi o principal nome da campanha, que terminou na endzone. Com as defesas sobressaindo, restou aos Bills chutar um FG com Dan Carpenter e empatar o jogo no intervalo: 10 a 10.

No terceiro quarto, Carpenter voltou a chutar dois field goals certos: 51 e 35 jardas, para abrir 16 a 10. No último período o kicker dos Bills ainda acertou mais uma chute. Os Packers responderam com Mason Crosby e deixou o jogo em seis pontos com a última posse de bola. No entanto, na posse decisiva, Mario Willians conseguiu um sack em A-Rod e forçou um fumble na endzone, anotando o safety e fechando o placar em 21 a 13.

Na penúltima semana de jogos os Packers vão até tampa Bay para encarar os Bucs, no domingo, às 16h (de Brasília). Os Bills visitam os Raiders no mesmo dia, só que às 19h25.

 

Comentários