Dança das cadeiras: mudanças de treinador agitam o mercado da NFL

Vários times ficaram sem comando técnico após a temida ‘Black Monday”, primeira segunda-feira depois do fim da temporada regular. Outros dispensaram seus comandantes no começo de 2015… Aos poucos, os cargos vagos estão sendo preenchidos. Confira as mudanças até então:

Técnicos principais

Jim Tomsula no San Francisco 49ers:

tomsulaMuito se falou no nome de Adam Gase, coordenador ofensivo dos Broncos, para substituir o polêmico Jim Harbaugh. Entretanto, a franquia resolveu apostar no talento feito em casa, promovendo Jim Tomsula, coordenador de linha defensiva, para o cargo de técnico principal. Tomsula começou sua carreira como coordenador de linha defensiva no College. Ficou nove anos na NFL Europe (1998-2006), onde trabalhou em quatro times diferentes. Chegou ao 49ers em 2007, onde está até hoje. Dirigiu o time como interino na última semana da temporada 2010, uma vitória por 38 a 7 contra os Cardinals.

 

Gary Kubiak no Denver Broncos

kubiakDiz o ditado que o bom filho a casa torna, Kubiak volta para o time que deu destaque ao trabalho realizado por ele, trabalhou por 11 anos como coordenador ofensivo dos Broncos de 1995 a 2005. Foi o técnico principal do Houston Texans de 2006 a 2013, onde teve um recorde de 61 vitórias e 64 derrotas. Teve três temporadas com mais vitórias do que derrotas (2009, 2011 e 2012), em todas foi aos playoffs. Venceu dois jogos de pós-temporada, ambos contra o Cincinnati Bengals. Duas das três derrotas foram para os Patriots. Foi o coordenador ofensivo do Baltimore Ravens na última temporada.

 

John Fox no Chicago Bears

foxApós deixar os Broncos, ele terá um difícil desafio pela frente, arrumar uma das piores, se não a pior, defesa de 2014.  Técnico principal desde 2002, comandou o Carolina Panthers por nove anos (2002 – 2010),  mais quatro no Denver Broncos (2010 – 2014). Levou Carolina ao Super Bowl em 2003, caiu diante dos Patriots na grande final. Foi três vezes aos playoffs por lá, cinco vitórias e três derrotas. Teve um desempenho fantástico nos Broncos, 46 vitórias e 18 derrotas, disputou o Super Bowl 48, caindo diante dos Seahawks. Apesar dos bons números, a principal crítica a ele em Denver é não ter conseguido levar o bom time ao “próximo nível”.

 

 Todd Bowles no New York Jets

todd bowlesBowles retorna aos Jets 14 anos depois de ter sido o técnico da secundária do time. Atuou nessa função de 2000 a 2012, com passagens por Cleveland Browns, Dallas Cowboys, Miami Dolphins e Philadelphia Eagles. Foi técnico interino em Miami por três partidas em 2011, duas vitórias e uma derrota. Assumiu também o cargo de coordenador defensivo interino dos Eagles no desastroso ano de 2012, o famoso ‘Dream Team’ que na prática não funcionou. Coordenador defensivo dos Cardinals nas últimas duas temporadas, foi um dos responsáveis por uma das melhores defesas da liga no período.

 

Rex Ryan no Buffalo Bills

ryanSempre polêmico, Ryan chegou aos Bills prometendo acabar com a seca do time e colocar os Bills de volta aos playoffs. A equipe parece ter um futuro promissor em matéria de novos talentos, resta saber se o técnico terá capacidade para isso. Foi treinador da linha defensiva dos Ravens de 1999 a 2004, coordenador defensivo do time de 2005 a 2008.  Já como técnico principal dos Jets, classificou o time a duas finais de conferência consecutivas (2009 e 2010), com o famoso esquema do ‘ground and pound’. Não teve o mesmo sucesso nas quatro temporadas seguintes, nenhuma com mais vitórias que derrotas.

 

 Jack Del Rio no Oakland Raiders

del rioMais um que deixou o barco após o fracasso do Denver Broncos nos playoffs deste ano, Del Rio chega aos Raiders com nove anos de experiência como técnico principal, todos pelo Jacksonville Jaguars (2003 e 2011). Teve três temporadas com mais vitórias do que derrotas (2004, 2005 e 2007), em duas delas foi aos playoffs. Venceu um jogo de pós-temporada em 2007, contra o Pittsburgh Steelers, as duas derrotas foram para os Patriots. De volta ao cargo de coordenador defensivo nos últimos três anos, não fez um trabalho espetacular em Denver.

 

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Comentários