Cinco veteranos que devem dar a volta por cima em 2015

davis5- Vernon Davis – TE do San Francisco 49ers

Sob o comando de uma nova comissão técnica e no último ano de contrato, 2015 será decisivo na carreira de Vernon Davis. Após tantas mudanças pelos lados de San Francisco, Davis permanece no elenco, será um dos líderes desse ataque na próxima temporada. O TE vem de um 2014 horroroso, prejudicado por brigas contratuais com os Niners e algumas lesões, isso sem contar o relacionamento muito ruim com o coordenador ofensivo Greg Roman. Segundo o camisa 85, os tight ends simplesmente não faziam parte do ataque pensado por ele.

Teve também sua parcela de culpa: dropou muitos passes e sofreu fumbles, não foi nem de longe aquela ameaça na end zone adversária que costumava ser. Para ter futuro não somente nos Niners, mas na NFL, precisa mostrar serviço este ano. Além do novo esquema tático, a chegada do veloz Torrey Smith no passe longo deve abrir mais espaços para o TE brilhar. Resta saber se o QB Colin Kaepernick e a linha ofensiva vão ajudá-lo…

 

tuck4 – Justin Tuck – DE do Oakland Raiders

Assim como o Oakland Raiders como um todo, Justin Tuck tem muito potencial para melhorar em 2015. Pela primeira vez em muitos anos, o time da Califórnia parece entrar em uma temporada no caminho certo. Com Derek Carr e Amari Cooper comandando o ataque, a tendência é que a defesa fique menos em campo, mais descansada para pressionar o QB com mais intensidade.

Mesmo com míseros 22 sacks dos Raiders em 2014, Tuck computou 5,5, deve dobrar esses números em 2015. Aos 32 anos, ele computa 60,5 sacks e dois Super Bowls nos nove anos que atuou pelos Giants. Terá um ótimo trio de linebackers para ajudá-lo: Khalil Mack, Curtis Lofton e Sio Moore. Isso sem contar a nova comissão técnica.

 

allen3 – Jared Allen – OLB do Chicago Bears

Outro pass-rusher que já fez muito barulho na NFL e tem todas as condições de retomar os números de uma carreira vitoriosa. Allen é o jogador com mais sacks em atividade (134), o nono na história da liga. Apesar do sucesso nos anos anteriores, a primeira temporada nos Bears foi um fracasso, a pior da carreira derrubando o QB adversário (5,5). Foi parte da pior defesa da história da franquia, que sempre foi conhecida por ser dominante.

A perspectiva é de uma melhora acentuada no desempenho defensivo de Chicago, até porque seria quase impossível piorar mais. Sob o comando de uma nova comissão técnica, Allen deve, pela primeira vez na carreira, atuar como OLB. O camisa 69 será um puro pass-rusher no esquema do coordenador defensivo Vic Fangio, que fará a transição do sistema 4-3 para o 3-4.

 

peterson2- Adrian Peterson – RB do Minnesota Vikings

Ao contrário dos outros nomes da lista, Adrian Peterson não esteve em campo em 2014, a questão aqui é se “All Day”conseguirá retomar as brilhantes atuações após um ano parado e com trinta anos nas costas. Apesar dos questionamentos, o camisa 28 já mostrou em diversas oportunidades que nunca se deve duvidar dele. Se trata do atleta que, alguns meses após romper o ligamento cruzado anterior do joelho, correu para 2,097 jardas e venceu o prêmio de MVP.

Ele certamente retorna para o melhor Minnesota Vikings dos últimos anos, um jovem talentoso elenco que não depende exclusivamente de AP para brilhar, assim como foi em 2012. O que a equipe necessita neste momento é de um toque de experiência e liderança, justamente o que Peterson traz para a mesa. Dividindo a responsabilidade com o jovem talentoso Teddy Bridgewater, deve ter um 2015 brilhante.

 

johnson1 – Andre Johnson – WR do Indianapolis Colts

“Imagine o que Andre Johnson poderia produzir com um QB de elite lançando a bola?”. Quantas milhões de vezes essa pergunta foi feita… Mesmo com quarterbacks medianos, ele é o segundo com mais recepções atuando na NFL (1012), o nono de todos os tempos. Apesar da idade um pouco avançada, a expectativa do que pode fazer nas mãos de Andrew Luck e do ataque dos Colts é gigante.

Não será aquela ameaça de passes longos do começo da carreira, até porque Indianapolis conta com  TY Hilton para a posição, mas certamente será a primeira opção de lançamento de Luck após o snap. O camisa 81 ainda tem gasolina no tanque para dar muitas alegrias para a torcida dos Colts e, quem sabe, conquistar o tão merecido Super Bowl que falta em seu currículo.

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Comentários