Análise da temporada: como será o 2015 do Dallas Cowboys

De azarão a campeão de sua divisão, o Dallas Cowboys é o time a ser batido na NFC East em 2015. Cercado de questionamentos sobre a qualidade da defesa ano passado, o grupo foi muito bem, superou algumas deficiências e por muito pouco (Dez Bryant que o diga) não chegou a final Conferência Nacional. Apesar de ter perdido alguns talentos, DeMarco Murray o principal deles, o time se reforçou na parte defensiva e chega forte para a próxima temporada.

BOYS PREVIA

Mais uma vez Tony Romo será o principal nome no ataque dos Cowboys

SAIBA MAIS
> Compre ingressos para os jogos do Dallas Cowboys
> Veja a tabela completa da temporada regular 2015
O nível de dificuldade da tabela das equipes em 2015

Principal peça ofensiva em 2014, certamente a ausência do RB será sentida. Ao invés de dar a Murray a gorda renovação de contrato que ele pediu, a equipe deixou com que o running back chegasse ao mercado. Mal imaginavam que iria acertar justamente com o rival Philadelphia Eagles. Na cabeça dos dirigentes, o desempenho absurdo (12845 jardas e 13TDs) foi mais fruto do brilhante trabalho da linha ofensiva do que méritos dele. A diretoria resolveu apostar em nomes bem medianos para substituí-lo, como o sempre machucado Darren McFadden, além de Joseph Randle e Lance Dunbar. Pelo menos terão a ajuda de possivelmente a melhor linha da NFL, forte em todas as posições: Tyron Smith (LT), Ronald Leary (LG), Travis Frderick (C), Zack Martin (RG) e Doug Free (RT). Isso sem contar o ótimo calouro La’El Collins correndo por fora.

Apesar dos pesares, o ataque não deve sofrer de forma demasiada, pois conta com a dupla Tony Romo e Dez Bryant. Romo é um dos quaterbacks mais subestimados da liga, mostrou no ano passado tudo que pode fazer quando é bem protegido. Apesar de algumas falhas em momentos decisivos, é um QB acima da média. Terá por mais um ano Bryant como alvo principal, o WR é certamente um dos mais talentosos da NFL. As demais opções de lançamento no setor são medianas: Terrance Williams no outro lado e Cole Beasley no slot. Williams vem crescendo de produção aos poucos, teve uma boa pré-temporada. Na posição de TE, Jason Witten entra em sua 13º temporada como alvo de mais confiança para Romo.

O front seven da equipe passou de preocupação a destaque ano passado, principalmente no quesito pass-rush. Com alguns reforços no setor, o time tem tudo para colocar muita pressão nos QBs adversários em 2015. Tyrone Crawford foi de improvisado a solução no meio da linha defensiva, será um dos pilares dessa defesa ao lado de Nick Hayden como DTs. Pelas pontas, o time apostou no feroz Greg Hardy, ex-Panthers, mas o jogador não poderá jogar as primeiras partidas do ano por uma suspensão da liga. No seu lugar deverá atuar Randy Gregory, outra aposta ousada dos Cowboys. O calouro é muito talentoso, mas tem histórico de problemas fora dos gramados. Na outra ponta, Demarcus Lawrence será o outro defensive end.

A linha de linebackers ganha o importante reforço de Sean Lee, o LB perdeu toda a temporada passada com uma grave lesão. Fará um bom trio ao lado de Rolando McClain e Anthony Hitchens. A base da secundária do ano passado segue a mesma, má notícia para o torcedor de Dallas, é o setor mais fraco de toda equipe. Tanto que o time utilizou a primeira escolha no último Draft no CB Byron Jones, para, em tese, atuar ao lado de Orlando Scandrick, o único bom CB da equipe. Para azar do time, Scandrick rompeu ligamentos do joelho e está fora da temporada. Os decepcionantes Brandon Carr e Morris Claiborne devem ser os titulares um primeiro momento, com o calouro Jones correndo por fora. A dupla de safeties também é limitada: JJ Wilcox e Barry Church.

QUEM CHEGOU

RB Darren McFadden, FB Jed Collins, DE Greg Hardy, OLB Keith Rivers, ILB Jasper Brinkley, ILB Andrew Gachkar, CB Corey White

 

QUEM SAIU

RB DeMarco Murray, OT Jermey Parnell, DE Anthony Spencer, DE George Selvie, DT Henry Melton, OLB Bruce Carter, CB Sterling Moore, KR Dwayne Harris.

 

Vai até onde?

Mesmo sem DeMarco Murray, o time vem forte para 2015, deve fazer uma disputa feroz com o Philadelphia Eagles pelo título da NFC East. Resta saber como o time fará para suprir a ausência do RB e estabelecer o jogo corrido com os nomes medianos que possuem na posição. O front seven precisará pressionar como nunca, pois a secundária por mais um ano é motivo de preocupação.

pojetu PRÉVIA 2015 COWBOYS

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Comentários