Análise tática: entenda a jogada ‘Statue of Liberty’ utilizada em TD dos Dolphins

ANÁLISE TÁTICA

statue comparaçãoApós três derrotas consecutivas, o treinador Joe Philbin foi demitido do Miami Dolphins no dia 5 de outubro. Para o seu lugar, o time efetivou Dan Campbell, treinador de tight ends até então. O técnico fez a sua estreia na tarde de ontem (18), diante do Tennessee Titans em Nashville, no primeiro drive da equipe já se pôde ver a nova cara desse ataque.

23 jardas separavam Miami da end zone,  Campbell e o coordenador ofensivo Bill Lazor chamaram uma variação de uma jogada muito interessante, apelidada pelos americanos de “Statue of Liberty”.  Nela, o quarterback finge que vai para uma jogada screen em um canto do campo, mas entrega a bola para um jogador em movimento agarrar o handoff e correr para o lado oposto.

Por que a jogada é batizada assim? Pelo movimento feito pelo QB lembrar a posição da Estátua da Liberdade, um dos símbolos dos EUA. O quarterback deve esconder a bola contra o corpo e fazer um fake pump para um lado do campo, ou seja, fingir que lançará a bola. Enquanto o braço de lançamento do quarterback ainda está em movimento, o outro já deve esticar a bola para que o jogador em movimento a agarre e corra para o lado oposto.

inicioEis a jogada dos Dolphins que resultou no primeiro touchdown do time contra os Titans. Repare que todos os jogadores de ataque se encontram do lado esquerdo, uma formação muito utilizada em jogadas de screen (quando o QB faz um passe lateral para algum recebedor, com a linha e os demais jogadores se deslocando para bloquear e abrir caminho para ele). Tudo parecia um passe lateral para o RB Lamar Miller, bem, parecia…

meioTannehill finge passar a bola para Miller, mas o braço de lançamento não está com ela. Com a mão esquerda ele faz o handoff para o WR Jarvis Landry, que se desloca do slot para fazer a volta e correr para o lado direito. Veja que a grande maioria da defesa fixa os olhos no running back, nem desconfiam que a bola está nas mãos de Landry.

statue.0Mesmo com os defensores congelando por algum tempinho, estavam bem posicionados para pelo menos impedir o touchdown de Miami. Ai entra o talento e a competência do ataque.

Landry contou com dois bons bloqueios, mas ainda insuficientes para entrar na end zone. Três jogadores fizeram contato com o camisa 14, mesmo assim o WR escapou das pancadas, permaneceu em campo e anotou o touchdown com maestria. TD que abriu a importante vitória por 38 a 10 em Nashville! Será o início de uma arrancada dos Dolphins? Veremos…

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Comentários