Entenda o porquê de seis times da NFL ainda estarem invictos após a semana 5

A NFL sempre foi conhecida por ser uma das ligas mais equilibradas do planeta. Bom… Em 2015 essa máxima não vem sendo tão efetiva assim. Apenas 12 dos 32 times possuem campanhas de mais vitórias do que derrotas, seis deles permanecem invictos com o término da semana 5: New England Patriots, Green Bay Packers, Cincinnati Bengals, Atlanta Falcons, Denver Broncos e Carolina Panthers.

Ao que parece, as seis franquias caminham tranquilamente para disputar os playoffs no começo de 2016. Essa seria uma afirmação complicada de se fazer em anos anteriores, mas nesta temporada é perfeitamente válida. Analisamos os números para tentar entender o porquê dessas equipes estarem invictas até agora.

Desempenho ofensivo

pojetu invictos ATAQUE

Não é coincidência cinco dos seis times estarem entre os seis melhores ataques, não se vai a lugar nenhum na NFL sem um grupo ofensivo eficiente. O que chama atenção é como os times estão trabalhando a bola. Não é surpresa para ninguém que os Patriots vem dominando pelo ar, melhor time da liga em jardas totais, jardas aéreas e passes para TD. Normalmente um time unidimensional sofre no decorrer do ano, mas os Pats passam demasiadamente a bola não por falta de opções no backfield, mas por ter um quarterback simplesmente fantástico. Tom Brady lança uma média de 40 passes por jogo, acerta 29, 72,5% das bolas que saem das mãos dele encontram seus recebedores.

Os Falcons também seguem invictos pela força do seu ataque, mas no caso do time de Dan Quinn as coisas se equilibram mais. Além de contar com possivelmente a melhor dupla de quarterback e wide receiver do momento, os Falcons finalmente podem falar que possuem um running back capaz de aliviar a pressão. Devonta Freeman vem se mostrando um bom RB, carrega o piano nos momentos em que Matt Ryan e Julio Jones não estão na mesma página. Vem sendo crucial para o ataque manter a posse de bola, coisa que não acontecia nos anos anteriores. Outro fator relevante é a força da defesa contra o jogo corrido, a melhor dentre os 32 times (como mostra a tabela abaixo). Belíssimo trabalho do ex-coordenador defensivo do Seattle Seahawks.

Outro ataque que vem se destacando é o do Cincinnati Bengals, muito da boa série de vitórias do time se deve ao ótimo trabalho do QB Andy Dalton em 2015. Ele computa um rating de 115,6 até então, distribui a bola muito bem entre os seus vários bons alvos, Cincinnati é o time com mais jardas ganhas por tentativa de passe. Além do bom momento vivido por seu quarterback, a defesa vem dando conta do recado, é a décima melhor em pontos cedidos.

Desempenho defensivo

pojetu invictos DEFESA

* em apenas quatro jogos disputados

Se a máxima de que defesas ganham campeonatos valer para 2015, os Broncos devem ir longe. Nunca imaginaria escrever isso, mas Peyton Manning é um mero coadjuvante nessa equipe. É a segunda defesa que menos cedeu pontos, a melhor contra o passe. O pass-rush do time vem sendo avassalador, ajudando demais a secundária a roubar bolas. O grupo é o melhor da NFL forçando turnovers, vem compensando o fato do camisa 18 já ter lançado sete interceptações nos cinco primeiros jogos.

Até de forma surpreendente, destaco a defesa de um time que conta com Aaron Rodgers no seu ataque, indiscutivelmente o melhor quarterback ATUALMENTE. Mais uma prova de como o Green Bay vem forte para disputar mais um Super Bowl. Quinto melhor ataque, terceira melhor defesa… Quando se atinge esse nível de equilíbrio na NFL, coisas boas acontecem. A única ressalva fica por conta da deficiência em parar o jogo terrestre adversário. Apesar dos pesares, o Green Bay Packers é, sem dúvida, o time a ser batido na NFC.

Muitos consideram os Panthers o ‘patinho feio’ desse grupo dos invictos, mas os números mostram o contrário. Assim como os Packers, é um grupo muito equilibrado, com o sexto melhor ataque e a quarta melhor defesa. Números que surpreendem se analisarmos a intertemporada do time, que perdeu nomes importantes no mercado e por lesão. O grupo defensivo deve melhorar ainda mais após o retorno de Luke Kuechly, fantástico LB que perdeu três jogos contundido.

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Comentários