Adrian Peterson desequilibra e lidera vitória dos Vikings sobre os Raiders

O aguardo duelo entre os segundo anistas Teddy Bridgewater e Derek Carr acabou decidido por um jogador veteraníssimo. Na partida entre Minnesota Vikings e Oakland Raiders, quem chamou a responsabilidade foi o running back Adrian Peterson, que aos 30 anos liderou o time de Minneapolis a importante vitória por 30 a 14, fora de casa.

AP correu para 203 jardas e um touchdown, justamente o que decidiu o jogo e assegurou aos Vikings a ponta da NFC North. Do lado derrotado, os Raiders perderam a chance de voltar a figurar entre os times que estariam nos playoffs da AFC se a temporada acabasse hoje.

O próximo jogo de Minnesota é contra os Packers, em casa, no domingo, às 16h (de Brasília). Quem vencer fica com a ponta da divisão. Já Oakland tem pela frente os Lions, em Detroit, também às 16h.

Adrian Peterson explode no meio da defesa para garantir o touchdown da vitória

Adrian Peterson explode no meio da defesa para garantir o touchdown da vitória

Primeira Patterson, depois Peterson

O confronto entre os dois melhores segundo anistas da NFL teve tudo para ser dramático. Derek Carr começou a temporada passada com os Raiders como titular depois da lesão de Matt Schaub e não saiu mais do time. Teddy Bridgewater entrou em ação após a lesão de Matt Cassel e teve que levar os Vikings nas costas após todo o ano passado sem Adrian Peterson.

Os visitantes no O.co Coliseum dominaram o início do jogo, com o primeiro drive terminando em uma recepção para TD de Rhett Ellison, TE que está em seu quarto ano na liga. Na busca pela reação, Derek Carr foi interceptado por Terrance Newman, depois de um play-action em que procurava seu recebedor favorito, Amari Cooper. AC não buscou a bola, DC não leu a cobertura, que estava claríssima e forçou o passe, pagando pelo erro. No entanto, o erro só virou um FG e Minnesota foi para o vestiário com 10 a 00 de frente.

Oakland continuou sem pontuar no começo do segundo quarto, permitindo que os Vikings abrissem 13 a 00 em novo FG de Blair Walsh. Só então os Raiders acordaram, com boas corridas de Latavius Murray e Jamize Olawale, e passes médios para Amari Cooper e Michael Crabtree, deixando o time na linha de 10 jardas e finalizando com um bonito passe para Clive Walford. Depois de forçar o punt de Minnesota, os donos da casa ainda pontuaram novamente, com Derek Carr mostrando toda a força que tem no braço, com uma conexão de 36 jardas AC/DC e outras 34 jardas para Andre Holmes, virando o jogo para 14 a 13. No entanto, a alegria durou pouco. Cordarrelle Petterson, que explodiu como calouro retornando punts e kickoffs, retornou essa nova saída de bola 93 jardas para o TD, fazendo 20 a 14 no intervalo.

A defesa dos Vikings, que vem se destacando na temporada, fez um papel brilhante no segundo tempo, segurando o ataque rival em zero pontos. Do outro lado, o sistema ofensivo de Minnesota também não conseguiu se sair tão bem. Depois de passar o terceiro período zerado, conseguiu mais um FG com Blair Walsh, desta vez de 34 jardas, e matou o jogo em um touchdown de Adrian Peterson, que correu 80 jardas e só parou na endzone, 1:50 para o fim do jogo. E o TD só veio após a segunda interceptação de Terrance Newman na partida, que agarrou passe de Carr em direção a endzone.

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Comentários