Kicker erra field goal de 27 jardas, e os Seahawks vencem os Vikings

No terceiro jogo com a sensação térmica mais baixa da história da NFL, a sensação térmica era de -31ºC. Sinal de que os passes não iam funcionar muito, as defesas teriam que sobressair e qualquer erro seria crucial. Na soma desses conjuntos, que levou a melhor foi o Seattle Seahawks, que cresceu no último período para vencer o gelado duelo contra o Minnesota Vikings por 10 a 09 e garantir a classificação para o Divisional Round.

Chancellor força fumble em AP

Chancellor força fumble em AP

O destaque do jogo foi o kicker Blair Walsh, dos Vikings. Ele acertou três field goals tentados (22, 43 e 47 jardas), mas faltando 26 segundos, errou um chute de 26 jardas após grande campanha do ataque e deixou a vitória mais importante de sua carreira escapar.

O próximo desafio dos Seahawks nos playoffs será o reencontro com os Panthers, em Charllote, no domingo, às 16h05.

Frio só fora de campo!

A primeira campanha dos Vikings foi basicamente construída em jogadas terrestres, inclusiva em uma conversão de quarta descida ainda antes do meio de campo, que foi convertida com corrida de Teddy Bridgewater. Mas ainda assim, mesmo gastando o relógio em quase metade do primeiro quarto, não rendeu nada para os donos da casa.

Jogo foi bastante pegado

Jogo foi bastante pegado

A resposta dos Seahawks durou só três jogadas e terminou de maneira trágica. Após não conseguir a primeira descida, o snap saiu baixo no punt e Jon Ryan não conseguiu chutar, deixando Minnesota em ótima posição de campo. Os Vikings não conseguiram o touchdown, mas saíram de campo com os primeiros pontos do jogo, em chute de 22 jardas de Blair Walsh.

Depois do susto, Seattle conseguiu suas primeiras boas jogadas apenas no segundo quarto, quando quase entrou na redzone adversária. No entanto, em uma quarta para 13 jardas que o time arriscou, Wilson completou o passe curto, mas não suficiente. Os Vikings voltaram a avançar para o campo de ataque, mas também não conseguiram pontuar de novo e o jogo foi para o intervalo 03 a 00 apenas.

Na primeira posse de bola do segundo tempo, Seattle caminhou bem em campo, mas desta feita foi pior. Na tentativa de conversão da quarta descida, Trae Waynes interceptou Russell Wilson e deixou os Vikings em ótima posição de campo. E os donos da casa pontuaram em mais um field goal de Walsh, agora de 43 jardas.

Wilson acordou no último quarto

Wilson acordou no último quarto

Nada funcionava para os Seahawks, tudo dava certo para Minnesota. Após dois sacks seguidos em Russell Wilson e uma falta no retorno de punt, os Vikings tiveram ótima posição de campo e abriram 09 a 00 no terceiro FG de Blair Walsh, complicando a vida de Seattle nos últimos 15 minutos.

Valendo a temporada, os Seahawks finalmente esquentaram no frio de Minneapolis. Na primeira posse do último período, Wilson salvou fumble, Christine Michael conseguiu boas corridas e o time anotou o primeiro touchdown da tarde em conexão para Doug Baldwin, deixando o placar em 09 a 07 para o time mandante. Bastou o TD para o momento do jogo virar. Duas jogadas após a pontuação, Adrian Peterson sofreu um fumble, recuperado por Seattle já no campo de ataque. Não deu TD, mas o field goal bom de Hauschka virou a partida para 10 a 09.

Pressionado pela primeira vez, Bridgewater não conseguiu nenhum first down e teve que devolver a bola para Seattle, que jogava para administrar o relógio, mas não conseguiu. Minnesota teve a última chance com apenas 1:42 para o fim, e correspondeu aos mais de 50 mil torcedores que encararam o frio. Quem não correspondeu foi o kicker Blair Walsh, que depois de acertar três FGs, errou um chute fácil de 26 jardas, mandando a esquerda do “Y” e pôs tudo a perder.

Mais uma vitória dramática dos Seahawks nos playoffs, que agora terá o reencontro contra os Panthers. Já aos Vikings, resta lamentar esta grande chance perdido. Dolorida derrota.

Comentários