Defesas ganham campeonatos! A dos Broncos brilha, e o time vence o SB50

O velho ditado da NFL está mais vivo do que nunca. “Ataques ganham jogos, defesas ganham campeonatos” se fez presente no Super Bowl 50. Melhor na temporada regular e nos playoffs, a defesa do Denver Broncos não deu chances para Cam Newton e o ataque do Carolina Panthers respirar no Levi’s Stadium, e o resultado foi um domínio do início ao fim. De ponta a ponta, o time da AFC venceu por 24 a 10 e conquistou o tricampeonato da NFL!

Cam Newton não teve um minuto de sossego na Califórnia. Foram quatro fumbles forçados, uma interceptação e seis sacks. A defensiva liderada por Von Miller, que deu um show e saiu de campo como o Melhor Jogador da Partida (MVP).

Von Miller: um monstro que comandou a conquista dos Broncos

Von Miller: um monstro que comandou a conquista dos Broncos

Antes do jogo, um caminhão de homenagens, com direito a presença dos MVPs de todos os Super Bowls para serem ovacionados. Alguns mais, como John Elway e Joe Montana, outros menos, como Tom Brady. No intervalo, uma bonita festa comandada por Coldplay, com participação de Beyoncé e Bruno Mars. Com a bola oval voando, dom

Defesas incríveis

Defesa dos Broncos dominou o jogo

Defesa dos Broncos dominou o jogo

O primeiro quarto do jogo foi completamente dominado por Denver. Dono da primeira campanha, Peyton Maninng foi quase perfeito nos passes e contou com a boa ajuda de CJ Anderson. No entanto, na hora de definir, a defesa dos Panthers apareceu, forçando o campeão da AFC a chutar um field goal de 34 jardas para abrir o placar.

Melhor defesa da temporada regular, Denver mostrou sua força após conseguir um three and out na primeira campanha dos Panthers. Na segunda o resultado foi ainda pior para Carolina. Von Miller conseguiu um sack em Cam Newton e forçou o fumble, recuperado por Malik Jackson na endzone. Touchdown defensivo e 10 a 00 para os Broncos.

Stewart voa para o touchdown

Stewart voa para o touchdown

Apagado, o ataque dos Panthers só conseguiu reagir no segundo quarto. Quando passou a tensão, Cam Newton começou a correr, e o sistema ofensivo da franquia da NFC começou a fluir. E foi assim que Jonathan Stewart voou sobre a defesa dos Broncos para deixar o jogo 10 a 07 para Denver. O touchdown empolgou o time, que forçou um rápido punt e teve a posse de bola da virada faltando 10:46, mas nada fez. Com as defesas voando, precisou de um retorno de punt de 61 jardas de Jordan Norwood para deixar os Broncos em boa posição de campo. Mesmo assim o time não conseguiu entrar na endzone novamente e teve que chutar um FG de 33 jardas, abrindo 13 a 07.

A superioridade defensiva se mostrou no final do primeiro tempo. Os Broncos anotaram mais um fumble recuperado, desta feita por Danny Trevathan. No entanto, o erro gerou um novo erro logo na sequência. Peyton Manning foi interceptado pelo DE K. Ealy, evitando que Denver abrisse longa frente. Resultado no intervalo: 13 a 07

Segundo tempo

McManus foi perfeito nos FGs para os Broncos

McManus foi perfeito nos FGs para os Broncos

A primeira posse dos Panthers no segundo tempo terminou de maneira trágica. Após bons avanços, Graham Gano errou um FG de 44 jardas, deixando os Broncos em boa posição de campo. Como resposta, Denver chegou até a redzone do adversário mais uma vez, mas novamente não anotou um touchdown e saiu de campo com três pontos, após um chute de 30 jardas de McManus.

Na campanha seguinte, Cam Newton conectou Corey Brown para um avanço de mais de 40 jardas, mas errou. A defesa dos Broncos interceptou o camisa 01 com T.J. Ward. No retorno ele sofreu um fumble, mas recuperado seguiu com a posse. No entanto, não rendeu em nada, pois Denver foi para o punt logo na sequência. Mesma coisa para Carolina, que só tinha mais 15 minutos para reagir.

O último quarto começou com a defesa dos Panthers tentando dar uma sobrevida, com K. Ealy forçando um fumble, recuperado por Carolina. Para melhorar, Graham Gano se redimiu do erro e anotou um FG de 39 jardas, deixando a partida em apenas uma posse de bola, com 16 a 10 para os Broncos.

Com as defesas dominando, não poderia ser diferente a jogada decisiva. Com seis pontos atrás, os Panthers entravam no desespero para virar o jogo, mas pararam em Von Miller, que forçou mais um fumble em Cam Newton, deixando os Broncos com a posse na linha de quatro jardas. Ai coube a CJ Anderson fechar o caixão, com direito a uma conversão de dois pontos de Peyton Manning para B. Fowler, colocando 24 a 10 no placar do Super Bowl 50.

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Comentários