Notas e análises do Draft 2016: AFC East

BARRA BILLS

draft billssNota no Draft: A-

Após uma offseason muito discreta, perdendo alguns nomes e contratando outros apenas para compor elenco, os Bills fizeram um ótimo trabalho no Draft, não somente buscando bons talentos, mas também cobrindo necessidades latentes da equipe. Foi dito aqui na análise pré-Draft que Buffalo precisava suprir as saídas de Mario Williams e Nigel Bradham, exatamente o que a franquia fez com as duas primeiras escolhas. Lawson é um dos melhores, se não o melhor pass-rushers do Draft, caiu no colo dos Bills por uma pequena lesão no ombro. Ragland também era material de primeira rodada, o time foi bem demais subindo na segunda rodada para contar com o ótimo linebacker.

Apesar de um Combine horroroso, Washington deve também brigar pela titularidade pelo seu tamanho no meio da linha. Após reforçar o front seven nos três primeiros picks, a equipe tratou de dar mais profundidade ao ataque. Se tivesse entrado no Draft ano passado, Cardale Jones seria material de primeira rodada, pode ser o QB dos Bills daqui a algum tempo. Com alguns questionamentos sobre LeSean McCoy, o jovem Williams pode ganhar espaço aos poucos, se conseguir ficar saudável. Não acho que Listenbee é aquele WR2 ao lado de Sammy Watkins, mas sua velocidade pode ajudar o time aos poucos. Ele tem potencial, mas era ofuscado por Josh Doctson em TCU.

BARRA DOLPHINS

draft dolphins

Nota no Draft: C+

Quando os Dolphins trocaram a a 8º posição gera pela 13º com os Eagles, alguns analistas de Draft disseram que o time não conseguiria um ‘franchise player’ com a primeira escolha. Mas os Dolphins conseguiram, foi surpreendente ver Laremy Tunsil cair no colo do time, que precisava de ajuda na linha ofensiva. Se conseguir manter a cabeça no lugar, Tunsil pode ser um jogador espetacular na liga. Como Miami precisa de ajuda na posição de left guard, ele deve começar por lá, se deslocando para as pontas conforme a necessidade.

O time foi muito bem na primeira escolha, mas tomou algumas decisões estranhas nos dias seguintes. Xavien Howard foi um bom CB escolhido para atuar ao lado de Byron Maxwell, entretanto, pelos nomes na mesa, uma troca para subir a 38º posição foi exagerada. E o que falar de abrir mão de escolhas de terceira e quarta rodadas de 2017, que terá uma classe de jogadores superior, para buscar o WR Leonte Carroo? Tudo bem que Rishard Matthews deixou o time, mas WR não era uma necessidade clara da equipe. Pelo menos o tão sonhado RB chegou, alguns colocavam Keynan Drake no top 3 da posição. Terá capacidade de assumir o posto de Lamar Miller? Tenho minhas dúvidas.

BARRA PATRIOTS

draft patriotsNota no Draft: B-

Para os que não se lembram, o time de Foxborough perdeu a primeira escolha em 2016 como parte do escândalo das bolas murchas na final da AFC de 2014. Muito difícil fazer estragos no Draft quando a escolha 60º é a primeira da equipe, mesmo assim os Patriots fizeram um trabalho decente buscando alguns bons nomes para melhorar o elenco. Mas tirando Cyrus Jones, como nickelback, e Joe Thuney de left guard, nenhum dos outros devem brigar por uma posição de titular logo de cara. Jones foi uma boa escolha, possivelmente o melhor talento defensivo na mesa. Thuney ainda é meio cru, mas pode brilhar sob a tutela de um dos melhores treinadores de linha ofensiva da NFL.

As duas escolhas seguintes fizeram o torcedor dos Pats mundo afora coçarem a cabeça. Tudo bem que estamos falando de uma organização que buscou Tom Brady na sexta rodada, mas ninguém entendeu a chegada de Jacoby Brissett na terceira rodada. Não somente por nomes como os de Connor Cook, Cardale Jones e Dak Prescott estarem ainda na mesa, mas por contar com Brady no auge da forma e já ter buscado há dois anos o ‘QB do futuro’. Será que Jimmy Garappolo não é o futuro da franquia? Vincent Valentine era cotado para sair na sexta rodada, outra decisão polêmica de Bill Belichick. Pelo menos o time trouxe um bom WR logo em seguida, Mitchell pode fazer estragos na liga se tiver oportunidade de brilhar.

BARRA JETS

draft jets

Nota no Draft: B-

Listei as três maiores necessidades dos Jets no Draft como linha ofensiva, linebacker e cornerback, portanto, impossível dar uma nota baixa para a equipe. A primeira escolha foi espetacular, Darron Lee preenche uma lacuna da equipe na posição de ILB e, provavelmente, era o melhor talento defensivo disponível na mesa na 20º escolha. De quebra se encaixa muito bem no esquema defensivo de Todd Bowles, melhor impossível.

A segunda escolha é questionável, mais por saber como Hackenberg se comportará na NFL. Não é o QB ideal no sistema do coordenador Chan Gailey, é inconsistente nas tomadas de decisões e carrega algumas questões extra campo em Penn State. O ideal para os Jets será renovar com Ryan Fitzpatrick e ir trabalhando Hackenberg para ser titular daqui a alguns anos, mas pode ser que o calouro já passe a frente de Geno Smith e comece como titular em alguns jogos em 2016. Os demais nomes foram bons, dão mais profundidade a esse elenco em algumas posições.

Já pensou em lucrar com seus conhecimentos em futebol americano?

A Winner está dando R$ 20 grátis sem necessidade de depósito nesse link:

Description

Comentários