Prévia da temporada 2016: Como será o ano do Denver Broncos

POJETU PREVIAS broncos

Defesa mais uma vez será base dos Broncos para repetir o título em 2016

Dias após conquistar o Super Bowl, com muito mérito da defesa, o time viu dois quarterbacks darem adeus. A lenda Peyton Manning se aposentou, como esperado, e o seu substituto natural, Brock Osweiler, resolveu deixar o clube que investiu quatro anos o desenvolvendo para ganhar uma bolada no Houston Texans. Em apuros, Denver tentou vários nomes do mercado, até trouxe Mark Sanchez, mas em todo tempo a solução já estava no elenco: Trevor Siemian. Escolha de sétima rodada em 2015, O 3º QB até este ano ganhou a disputa com Sanchez, já cortado da equipe, e terá a grande chance da sua vida – ser titular do atual campeão do Super Bowl. Os Broncos até trouxeram Paxton Lynch com a primeira escolha do último Draft, mas o jovem não será titular em um primeiro momento. Lynch deve ser o futuro, mas Siemian é o presente.

Novo-velho conhecido para substituir Manning e Osweiller

Siemian será o titular dos Broncos na abertura da temporada

Siemian será o titular dos Broncos na abertura da temporada

O QB produto de Northwestern ficou todo o ano passado aprendendo com o mito Peyton Manning e está familiarizado com o esquema West Coast de Gary Kubiak. Chegou a grande chance de sua vida. Ele terá à disposição um bom grupo de recebedores – principalmente a dupla Demaryius Thomas e Emmanuel Sanders. Thomas não vem de um 2015 muito bom, já Sanders está em boa fase e deve melhorar mais ainda de produção por estar no último ano de contrato. O resto do corpo de WRs é bem mediano. Quem também deve contribuir, especialmente no esquema de Kubiak, são os tight ends Virgil Green e o Jeff Heuerman. O jovem vinha cercado de muita expectativa na pré-temporada do ano passado até sofrer uma grave lesão.

No backfield o time ainda conta com CJ Anderson para carregar o piano – os Broncos cobriram a oferta dos Dolphins no período free agency e mantiveram o jogador no elenco. O RB termina a temporada muito bem, mas começa devagar. – precisa corrigir isso para 2016 de contrato renovado. Com a dispensa de Ronnie Hillman, o calouro de quarta rodada Devontae Booker vai auxiliar Anderson e dividir as carregadas.

A linha ofensiva merece mais atenção: apenas dois dos cinco que foram titulares no Super Bowl estarão como titulares diante dos Panthers logo mais – somente o center Matt Paradis na mesma posição. Não que o grupo do ano passado tenha sido espetacular, muito longe disso… Apenas deu para o gasto. O time foi ao mercado e trouxe dois tackles: Russell Okung será o LT e Donald Stephenson veio do rival Chiefs para assumir o lado direito. O primeiro sofre com várias lesões e o segundo vem de um 2015 bem fraco. Com Stephenson de titular o titular da posição ano passado, Michael Schfield, será o guard pela direita, com Max Garcia assumindo a posição de LG.

Defesa promete mais uma vez fazer barulho em 2016

Von Miller: um monstro que comandou a conquista dos Broncos

Von Miller: um monstro que comandou a conquista dos Broncos

Impossível não esperar coisas espetaculares de uma defesa que carregou o time ao último Super Bowl e manteve a boa base para 2016. Claro que sempre o time campeão é assediado no mercado, mas os Broncos fizeram um bom trabalho mantendo grande parte do grupo. O front seven continua feroz – mesmo com as saídas de Malik Jackson e Danny Trevathan. Mediano, Jared Crick veio dos Texans para substituir Jackson – terá o auxílio do calouro de segunda rodada Adam Gotsis. Crick vai atuar ao lado Sylvester Williams e Derek Wolfe.

A linha de linebackers segue espetacular, especialmente nas pontas: Von Miller e DeMarcus Ware prometem assombrar os quarterbacks em mais um ano de muito pass-rush. A ausência de Trevathan pelo meio será sentida – Todd Davis deve ser titular ao lado do excelente Brandon Marshall.

É até covardia falar que um time com um front seven espetacular como esse possui uma secundária que possivelmente é a melhor da NFL ao lado de Seattle. Sim, é verdade. O grupo foi absurdamente bom em 2015 e segue com todos os titulares para 2016: Chris Harris e Aqib Talib pelas pontas, Bradley roby como nickel e TD Ward e Darian Stewart no fundo. A pressão do front seven e a qualidade dos jogadores de secundária  faz com que Ward suba para a segunda linha e muitas vezes contribua contra o jogo corrido. Isso deve mais uma vez acontecer este ano.

Favoritismo em 2016

7O ponto de interrogação gigante na posição de quarterback fez o atual campeão descer nas casas de aposta. Segundo dados da Odds Shark, a chance do time vencer o Super Bowl é de 19 para um, apenas a 8ª equipe na lista de favoritos. Denver é o quarto time com mais chances de vencer a AFC, com 5,50 para um, e o favorito dentro da AFC West: R$2,75 para cada real investido.

Vai até onde?

É perfeitamente normal na NFL o atual campeão não ter o mesmo rendimento na temporada seguinte – por inúmeros fatores. Embora a questão do quarterback seja relevante, ela não é a crucial, visto que a defesa carregou um Peyton Manning bem debilitado ao título. Será que o grupo entrará com o mesmo apetite após a conquista? E se sim, conseguirá superar a saídas de dois atletas fundamentais no esquema? Somente o tempo dirá. Os Broncos devem voltar aos playoffs, mas talvez não como campeão da AFC West.

Previsão: 2º da AFC West

Ingressos para a temporada 2016 da NFL

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Comentários