Fitzgerald e Johnson comandam vitória dos Cardinals sobre os Niners no TNF

Não foi a atuação mais consistente da história do Arizona Cardinals, mas atualmente não é preciso fazer o melhor jogo de sua vida para bater o San Francisco 49ers. Que fase terrível dessa vitoriosa franquia! Mesmo com o QB reserva, os Cardinals venceram o Thursday Night Football por 33 a 21 no Levi’s Stadium, em Santa Clara. Grande parte do triunfo pode ser creditado a defesa de Arizona: forçou três turnovers que resultaram em 17 pontos capitalizados pelo ataque! Larry Fitzgerald e David Johnson foram os grandes destaques do embate – com dois touchdowns cada um. A vitória dentro da NFC West coloca os Cardinals de volta na briga pela ponta da divisão e afunda os Niners na lanterna com 1-4.

Os Niners buscam a reabilitação fora de casa contra os Bills – duelo no dia 16 de outubro às 15h. Os Cardinals entram em campo no dia seguinte: fazem o Monday Night Football em Phoenix contra o New York Jets.

cardinals-niners-grande

 

Como previsto, o duelo entre os ‘brilhantes’ Blaine Gabbert e Drew Stanton foi de poucos pontos – pelo menos no primeiro tempo. Os números mostravam isso: Arizona possui uma média de 15 pontos por jogo quando Stanton faz dez ou mais passes, já San Francisco computou uma média de 13,5 pontos nos últimos quatro jogos contra Arizona. O primeiro quarto foi um show de horrores ofensivamente falando – foram seis punts em 15 minutos! Foi possível ver o motivo das duas equipes computarem uma vitória e três derrotas em 2016…

cardinals-niners-1O embate se encaminhava para um sem graça 0 a 0 quando os pontos começaram a aparecer na segunda metade do primeiro quarto. Os Niners foram avançando em campo na primeira campanha longa da partida – foram dez jogadas que passaram nas mãos de apenas três jogadores: Blaine Gabbert, Carlos Hyde e Jeremy Kerley! Todos os quatro passes foram recebidos pelo wide receiver – incluindo uma conexão de nove jardas dentro da end zone. Placar aberto em Santa Clara!

O ataque de Arizona parecia morto sem a presença de Carson Palmer – até a defesa resolver para dar uma forcinha com um turnover que mudou a história da partida. Calais Campbell foi espetacular: espalmou o passe de Gabbert e ainda agarrou a bola que flutuava no ar. Já na redzone, os Cardinals empataram o jogo já no primeiro snap! Totalmente pagado até então, Drew Stanton lançou um passe de 21 jardas que o monstro Larry Fitzgerald transformou em touchdown. Tudo igual na Califórnia! Os times foram para os vestiários empatados em 7 a 7.

 

cardinals-niners-2O segundo tempo começou exatamente do mesmo jeito que acabou o primeiro: turnover dos Niners e touchdown de Arizona! Chris Davis soltou a bola no retorno do kickoff – mais uma vez os visitantes começaram um drive nas últimas vinte jardas do ano e capitalizaram a roubada de bola. A defesa dos Niners até forçou um field goal – mas uma pancada no kicker depois do chute deu vida nova ao ataque. Com tranquilidade, David Johnson entrou na end zone e virou o duelo! San Francisco sentiu o baque… Stanton aproveitou para ampliar a vantagem: drive de seis jogada finalizado com uma conexão de 29 jardas do camisa 5 para quem? Sim, Fitzgerald. Sempre ele!

Parecia que seria uma vitória até tranquila dos Cardinals, mas San Francisco renasceu no final do terceiro quarto. O time da casa deu uma centelha de esperança para seu torcedor após uma campanha de quase seis minutos finalizada com touchdown! Foram cinco corridas de Hyde liderando o drive – a última delas um mergulho para a end zone. Os Niners caminhavam para empatar o jogo – até o terceiro turnover da noite destruir a chance de vitória. Gabbert lançou uma interceptação na primeira jogada do último quarto e jogou tudo no lixo.

Assim como fez nos dois primeiros, Arizona capitalizou a terceira roubada de bola – dessa vez um field goal de 36 jardas de Chandler Catanzaro. O golpe de misericórdia veio em uma campanha perfeita do jogo corrido dos Cardinals – tirando proveito de uma defesa de San Francisco completamente exausta (algo protocolar nos times comandados por Chip Kelly). David Johnson fez o que quis jogada após jogada – até finalizar o drive com um mergulho dentro da end zone. Gabbert até descontou a vantagem com uma corrida para TD no famoso ‘garbage time’, mas um safety da defesa de Arizona deu números finais a vitória em Santa Clara.

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Comentários