Ezekiel Elliott brilha, e Cowboys derrotam os Steelers em grande partida

Com onze títulos em campo, três Super Bowls um contra ou outro e dois dos melhores trios de QB-RB-WR desta temporada da NFL, o duelo entre Dallas Cowboys e Pittsburgh Steelers era um dos mais aguardados da temporada. E os dois times fizeram jus a força das camisas naquele que foi a melhor partida de 2016 até aqui. Com um calouro inspiradíssimo, os Cowboys levaram a melhor por 35 a 30, graças a um touchdown de Ezekiel Elliott faltando 15 segundos para o fim do jogo.

Zeke Elliott teve uma atuação de gala no principal jogo da tarde

Zeke Elliott teve uma atuação de gala no principal jogo da tarde

O calouro de Dallas, que é favorito disparado para ser o Rookie of the Year e corre bem para ser o MVP, terminou a partida com 21 tentativas, 114 jardas (passou das 1.000 na temporada), e dois touchdowns, além de duas recepções, 95 jardas e um touchdown. Nem mesmo as 408 jardas e quatro touchdowns de Ben Roethlisberger adiantaram para os Steelers vencerem o jogo.

Na próxima semana, os Cowboys recebem os Ravens, no domingo, às 16h. Já os Steelers vão até Cleveland para encarar os Browns, no mesmo horário.

QUE JOGO!!

Bell teve o primeiro TD do ano

Bell teve o primeiro TD do ano

Foram necessários apenas 1:15 para a primeira grande jogada. No terceiro snap do jogo, Dak Prescott foi sacado e sofreu um fumble, recuperado pelos Steelers. Empurrado por um Heinz Field lotado, o time de Pittsburgh anotou o primeiro touchdown do jogo com Le’Veon Bell – seu primeiro na temporada, após passe curto de Ben Roethlisberger, fazendo 6 a 0 após a conversão de dois pontos dar errado.

Os Cowboys foram para a resposta, mas só conseguiram um field goal de 37 jardas de Dan Bailey, enquanto os Steelers voltaram a entrar na endzone, agora em conexão de Big Ben para Eli Rogers. Com mais uma conversão de dois pontos errada, a diferença ficou em 12 a 03, mas rapidamente caiu para 12 a 10, ainda no primeiro quarto. Em jogada de calouros, Dak Prescott conectou Zeke Elliott em um passe curto, e o RB correu 83 jardas até a endzone.

O segundo quarto foi dos kickers e cada um acertou um chute no meio do “Y”. Bailey anotou um FG de 53 jardas e virou o jogo para os Cowboys, mas Chris Boswell acertou um chute de 39 jardas e recolocou os Steelers em vantagem: 15 a 13, placar do intervalo.

Na segunda etapa, mais um FG para cada time no terceiro quarto. No último drive antes do fim do período, brilhou mais uma vez a estrela de Dak Prescott, que acertou uma bomba de 50 jardas para Dez Bryant, virando o jogo para os Cowboys e deixando Tony Romo com um sorriso amarelo na endzone, de quem sabe que está perdendo a vaga. 23 a 118 para Dallas, placar do terceiro período.

Prescott decidiu no fim

Prescott decidiu no fim

O último quarto do jogo no Heinz Field foi explosivo e emocionante. Depois de dois punts seguidos, só touchdowns. O primeiro veio em corrida de uma jarda de Le’Veon Bell, que se esticou todo para entrar na endzone e virar o jogo: 24 a 23. Na campanha seguinte, alternando passes curtos e corridas, os Cowboys voltaram a ficar na frente do placar em jogada terrestre de 14 jardas de Elliott. Na conversão de dois pontos, novo erro, deixando Dallas com 29 a 24 de vantagem, faltando 1:55.

Pouco tempo? Nada disso. Com dois timeouts para pedir, bastaram cinco jogadas para Big Ben liderar a campanha da virada e da então vitória. Depois de um passe de 24 para o TE Jesse James, Roethlisberger simulou um spike, mas fez o fake, ao melhor estilo Dan Marino, para achar Antonio Brown livre na endzone: 30 a 29, faltando 42 segundos. Pouco tempo? Nada disso.

A torcida dos Steelers estava em festa e fazendo muito barulho, mas os calouros do outro lado do campo não se intimidaram. Com três passes curtos e uma falta de 15 jardas por causa de um face mask, os Cowboys avançaram rapidamente para o campo de ataque. Na linha de 32 jardas, já em posição de chutar o FG para vencer o jogo, Ezekiel Elliott rasgou a defesa de Pittsburgh pelo meio e correu 32 jardas para a endzone, virando o jogo mais uma vez e dando números finais naquela que, até aqui, é a melhor partida do ano! Vitória dos visitantes por 35 a 30.

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Comentários