Em noite de Thomas Rawls, Seahawks batem os Lions e avançam nos playoffs

Deu a lógica no primeiro dia de playoffs em 2017 – a zebra não passeou em nenhum dos confrontos de Wild Card até então. Fragilizado após três derrotas seguidas ,o Detroit Lions chegou na pós-temporada precisando de um jogo simplesmente perfeito para bater o Seattle Seahawks no CenturyLink Field – o que não aconteceu na noite deste sábado (07). Mesmo sem ser brilhante, os donos da casa dominaram os Lions em vários momentos e venceram até com certa tranquilidade – 26 a 6 em Washington. A vitória veio no melhor estilo de Seattle nos playoffs nos últimos anos: pelo chão. Marshawn Lynch não estava no backfield, mas Thomas Rawls representou muito bem o Beast Mode com 161 jardas e um touchdown – quebrando por quatro jardas o recorde do próprio Lynch em um jogo de pós-temporada.

Seattle avança nos playoffs e fará o Divisional Round contra o Atlanta Falcons no Georgia Dome: duelo que acontece no próximo sábado (15) às 19h35. O jogo promete! Já Detroit chegou até longe demais na temporada e já começa a pensar em subir de patamar em 2017.

Seahawks na frente no primeiro tempo

Como previsto no nosso pré-jogo, o duelo no CenturyLink Field começou muito truncado. Assim como nos últimos jogos, o ataque de Detroit penava para arrancar first downs, já a linha ofensiva de Seattle mais uma fez sofria para proteger seu quarterback. Os Lions tiveram a primeira boa campanha da partida no fim do primeiro quarto e até entraram em zona de field goal, mas uma falha na conversão de quarta descida fez com que a partida permanecesse zerada.

Outra questão abordada na prévia da partida era se alguma das equipes conseguiria correr com a bola, afinal, trata-se de dois dos piores ataques terrestres de 2016 (Seattle 25º e Detroit 30º). Os Lions seguiam com dificuldades, já os Seahawks atropelavam pelo chão! Thomas Rawls estava em uma noite inspirada e passou das 100 jardas terrestres já no primeiro tempo – ele é um RB excelente quando consegue permanecer saudável.

Rawls foi fundamental nas duas boas campanhas dos Seahawks no segundo período – ambas resultaram em pontos. A primeira delas foi uma aula de futebol americano: foram 14 jogadas gastando mais de sete minutos do relógio. O jeito como o drive terminou foi algo de outro mundo – Paul Richardson fez uma das recepções mais incríveis de toda temporada! Ele recebeu um lindo passe de Russell Wilson no canto direito da end zone e, mesmo sofrendo falta, agarrou a bola com uma das mãos e anotou o touchdown! A polêmica ficou por conta que o WR também cometeu uma penalidade no lance: agarrou a máscara do capacete do defensor na hora da recepção. Nada foi marcado… Placar aberto em Seattle!

Os Seahawks ampliaram a vantagem logo em seguida: drive de dois minutos e um field goal certeiro de 43 jardas convertido por Stephen Hauschka. Os Lions receberam a bola de volta com menos de dois minutos para o intervalo e foram buscar a primeira pontuação no confronto – field goal de 51 jardas convertido com facilidade por Matt Prater. Sem grandes sustos, Seattle foi para o intervalo vencendo por 10 a 3.

Seattle sacramenta vitória com tranquilidade

Os Seahawks voltaram para o segundo tempo dispostos a matar de vez o confronto. Com Rawls voando, o time teve uma boa campanha de cinco minutos logo de cara, mas um sack em  Russell Wilson tirou a equipe da zona de field goal. Detroit devolveu na mesma moeda – foram cinco minutos de posse e um difícil field goal de 53 jardas convertido por Prater. O terceiro período terminou com Seattle vencendo por menos de uma posse de bola: 10 a 6 no CenturyLink Field.

Meio sumido até então, Russell Wilson resolveu dar o ar da graça no quarto período: completou alguns passes longos e praticamente matou o leão de Detroit. Após Hauschka converter um field goal de 27 jardas, o segundo dele no jogo, Thomas Hawls coroou uma atuação de gala com uma corrida de quatro jardas para touchdown. Seattle a um passo da vitória! O tiro de misericórdia foi dado por Russell Wilson: passe de 13 jardas para touchdown de Doug Baldwin – que momentos antes havia feito uma recepção espetacular com o auxílio das nádegas! Teve até ‘Butt Catch’ em Seattle! Com tranquilidade, os donos da casa administraram a vantagem e avançam nos playoffs!

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Comentários