Wild Card 2017: pré-jogo de Miami Dolphins x Pittsburgh Steelers

Com grandes times em suas histórias, Miami Dolphins e Pittsburgh Steelers tem histórias incríveis construídas ao longe de suas temporadas na NFL. Os Metaleiros são os maiores vencedores do Super Bowl, com seis conquistas, enquanto os Golfinhos de 1972 são a única equipe a terminar a temporada perfeita. Neste domingo, os dois times entrarão em campo para definir uma vaga no Divisional Round e quem segue na luta pelo título do Super Bowl. Se der Miami, o time encara os Patriots. Caso Pittsburgh vença, vai encarar os Chiefs.

Na AFC, os Steelers chegam nesta rodada com a melhor sequência. Sem perder a sete partidas, o time cresceu no momento certo e contará com o apoio maciço da torcida no Heinz Field para estender a série invicta para oito jogos e embalar para o Divisional Round. O trio formado por Ben Roethlisberger, Le’Veon Bell e Antonio Brown fará seu primeiro jogo de playoffs juntos, fato que é muito animador para a torcida de Pittsburgh. Com eles, além de Eli Rodgers e Sammie Coates, as jogadas explosivas do ataque Metaleiro podem acontecer a qualquer momento, recomendando atenção total na defesa.

Nos últimos 15 anos, esta é apenas a segunda vez que os Dolphins vão jogar na pós-temporada. A outra vez foi em 2008, quando tinha Chad Pennington de quarterback e acabou perdendo para os Ravens no Wild Card. Para ter uma história diferente neste domingo, mais uma vez contra um time da AFC North, Miami precisará de uma tarde inspirada de seu ataque. Mais uma vez sem Ryan Tannehill, que vinha muito bem no ano até se machucar. Matt Moore assume a responsabilidade de buscar uma vitória em playoffs, feito que não acontece desde 2000, quando o time venceu os Colts.

No confronto deste domingo, a responsa está toda do lado dos Steelers, fato que pode atrapalhar um pouco o time, principalmente no início da partida. Os jogadores mais experientes, como Big Ben e James Harrison vão ter que assumir suas funções de líderes e campeões. Pelo outro lado, ser franco-atirador é uma chance boa de Miami fazer uma boa partida fora de casa e pressionar o adversário.

O jogo deste domingo é um tira-teima para os times. São 26 jogos na história entre Steelers e Dolphins e cada equipe venceu 13 vezes. Na pós-temporada são três duas, com duas vitórias para Miami e apenas uma para Pittsburgh. O último encontro entre os rivais foi na semana 6 da temporada regular, e com um show de Jay Ajayi, o time da Flórida venceu por 30 a 15.

Contra a terceira pior defesa para parar o jogo terrestre, Bell será um jogador fundamental para os Steelers conseguirem fazer o jogo fluir. No encontro da semana 6, ele parou em apenas 53 jardas, sua segunda pior marca no ano. Dono de nove touchdowns no total, sua calma para achar as brechas na linha defensiva será desequilibrante.

Se Bell é a chave para o ataque, a chave para defesa é conseguir parar Jay Ajayi. O técnico dos Steelers, Mike Tomlin, disse durante a semana que seu sistema defensivo precisará parar o running back adversário, destacando o fato de ele ter corrido para mais de 200 jardas no segundo jogo do ano contra os Bills. Esta será a segunda vez que Pittsburgh e Miami se enfrentam na temporada. O retorno de Stephon Tuitt pode ajudar neste quesito.

Se Jay Ajayi conseguir impor seu ritmo terrestre, como fez no encontro da temporada regular, Miami já terá dado um passo importante para surpreender em Pittsburgh e vencer o jogo. Outro fator crucial é o time ser menos inconstante. Os Dolphins não poderão sofrer apagões como em jogos nesta temporada, quando foi muito bem em um ou dois quartos e mal demais no restante do jogo.

A pressão forte em cima de Ben Roethlisberger, não dando chance e tempo para ele achar seus recebedores em profundidade é um passe importante para a vitória. Foi assim no primeiro jogo, quando o QB dos Steelers levou seis pancadas e sofreu dois sacks, deixando a partida antes do fim com uma lesão.

Consultando o Oddsshark.com/br, os Steelers são favoritos por 10,5 pontos. Ou seja, para equilibrar o jogo nas casas de apostas, os Dolphins começam vencendo por 10,5 a 0. Pelo primeiro jogo entre os times e por se tratar de playoffs, esta margem de vitória está um pouco alta, assim como a vitória simples de Pittsburgh paga apenas 1.16. O melhor mercado para este jogo talvez seja o de pontos. Com dois ataques bem fortes e que marcam pontos, a opção por +45,5 pontos, que é a margem de pontos, é uma boa escolha, pagando 1.90.

BANNERNOVO

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Comentários