Entenda por que o Atlanta Falcons vai vencer o Super Bowl 51

Uma das missões mais difíceis para qualquer amante da NFL é tentar prever o destino de um Super Bowl. Claro que os números e as estatísticas são importantes, mas o coeficiente emocional muitas vezes fala mais alto na equação e pode transcender a tática ou o talento.

Como é impossível levar esse aspecto em conta, a ideia aqui é usar a razão e analisar quais os motivos que levarão tanto New England Patriots como Atlanta Falcons a levantar o Vince Lombardi no domingo à noite. Veja por que o Atlanta Falcons vai vencer o Super Bowl 51 no Texas:

> VEJA TAMBÉM POR QUE O NEW ENGLAND PATRIOTS VAI VENCER O SUPER BOWL 51

– A defesa vai colocar muita pressão em Brady

Tom Brady é fora de série, mas também possui fraquezas. A maior delas? Ele não consegue desenvolver o seu melhor jogo quando o adversário consegue pressioná-lo apenas com os quatro homens de linha, ou seja, sem mandar blitz. Essa ‘kriptonita’ foi amplamente explorada pelos Giants nas duas vitórias dos Pats em Super Bowls! Sabe qual o aproveitamento de Brady Boy na grande final quando é pressionado sem blitz? 38% de acerto dos passes, nenhum touchdown e três interceptações.

Esse é o mapa da mina, e os Falcons possuem o necessário para segui-lo. A defesa pode ser criticada em alguns aspectos, mas está crescendo no momento certo quando o assunto é pass-rush! O time pressionou o QB adversário em 25% dos snaps na temporada regular e em 45% nos dois jogos da pós-temporada – 40% desses em formações que não eram de blitz. Se esses números se repetirem no próximo domingo a chance dos Falcons vencerem é muito grande.

– No Julio Jones? No problem!

Julio Jones é um monstro – atualmente o melhor WR da NFL. Paradoxalmente, os Falcons não precisam disso para vencer: o time venceu todas as seis partidas do ano em que Jones não passou das 55 jardas. O esquema defensivo de Bill Belichick é famoso por escolher o melhor jogador da defesa adversária e simplesmente anulá-lo. É exatamente isso que Atlanta quer. O coordenador ofensivo Kyle Shanahan vem sendo genial aproveitando as aberturas das defesas quando colocam coberturas duplas e triplas em Jones. as oportunidades estarão lá – especialmente porque os Patriots são bem conservadores quanto ao posicionamento dos safeties.

– A dupla de running backs é simplesmente letal

É chover no molhado falar bem da dupla de running backs dos Falcons. Devonta Freeman e Tevin Coleman computaram simplesmente 2.482 jardas de scrimmage somados… assustador! O algo a mais aqui é o que a presença deles no back field fará em relação as formações da defesa dos Patriots: certamente Belichick subirá um safety ou nickelback para mais próximo da linha em jogadas óbvias de passe, o que abrirá espaços para os WRs receberem passes longos de Ryan pelo meio. Como Freeman disse: pick your poison.

– Atlanta tem o MVP da temporada a seu favor

Apenas uma hecatombe tira o prêmio de MVP de Matt Ryan – vencerá com muita justiça o prêmio de melhor jogador da última temporada. O camisa 2 elevou seu jogo a outro patamar executando com perfeição o esquema do coordenador Kyle Shanahan – veja mais detalhes na nossa análise tática para o Super Bowl. Ryan está extremamente focado, em um momento de extrema confiança e ritmo de jogo. O fato de ele soltar a bola extremamente rápido após o snap e sempre tomar a decisão correta  deve estar tirando o sono de Belichick. Se Ryan estiver no melhor estilo ‘Matty Ice’ os Falcons saem na frente em Houston.

Bônus: este é o ano dos underdogs

Tivemos o Cleveland Cavaliers iniciando 2016 levantando o título da NBA depois de 52 anos, o Chicago Cubs quebrando um jejum inacreditável de 108 anos sem uma conquista na MLB em outubro e Clemson batendo Alabama na decisão do College Football. Será que os Falcons fecham o ciclo?

Comentários