Como Adrian Clayborn acabou com os Cowboys e quase igualou recorde

Se o Atlanta Falcons venceu o Dallas Cowboys por 27 a 7, mostrando extrema facilidade, grande parte disso se deve a um nome: Adrian Clayborn. Em tarde inspiradíssima, o defensive end dos Falcons foi um tormento para a linha ofensiva do adversário, principalmente para o LT Chaz Green. Clayborn pressionou o QB Dak Prescott 13 vezes, conquistando SEIS sacks e forçando dois fumbles (veja todos os tackles no vídeo abaix0).

Em um só jogo, Adrian Clayborn conseguiu mais do que na maioria de suas temporadas na carreira. Só em 2011, seu ano de calouro, teve mais sacks que na partida contra Dallas. Diante dos Cowboys, ele aproveitou a ausência do LT titular, Tyron Smith, para deitar e rolar (no terceiro sack ele literalmente rolou em Chaz Green) no adversário, tendo uma grande tarde no Mercedes-Benz Stadium.

Após o jogo, muitos perguntaram: este é o recorde da NFL? Não. Foi quase, mas não foi a maior marca. O recorde de sacks em um jogo da NFL pertence a Derrick Thomas, ex-jogador dos Chiefs, que conseguiu SETE sacks no dia 11 de novembro de 1990, contra os Seahawks. Clayborn é o quarto jogador a anotar seis sacks na partida. Antes dele, conseguiram a marca o próprio Derrick Thomas (Chiefs, em 1998), Fred Dean (49ers, em 1983) e Osi Umenyora (Giants, em 2007).

Confira como foi cada sack

SACK 1
1º quarto – 2ª para 9 jardas

Clayborn posiciona onde já vinha atuando, do lado direito. Logo após o snap, parte com muita explosão para cima de Dak Prescott e não dá a menor chance para Chaz Green. São menos de três segundos entre o snap e o sack. Atlanta encaixou uma blitz para cima da linha ofensiva dos Cowboys, mas antes mesmo da chegada do sexto jogador dos Falcons para cima do quarterback, Prescott já estava no chão.

Clayborn massacrou Dak Prescott no jogo

SACK 2
2º quarto – 3ª para 9 jardas

Mais uma vez do lado direito, desta vez Adrian Clayborn recua e fica na proteção contra o passe. Com o pocket fechando, Prescott tenta a saída para correr com a bola, mas o camisa 99 dos Falcons lê muito bem a jogada e parte para cima do quarterback, conseguindo o segundo sack.

SACK 3
2º quarto – 1ª para 10 jardas (FUMBLE)

Na primeira e única vez que o spin move deu certo, Clayborn rodou em cima de Chaz Green e rapidamente chegou no adversário. Outros jogadores dos Falcons alcançam Prescott, que tenta escapar do sack pelo lado, mas é derrubado pelo 99. Na queda, solta a bola, recuperada por Atlanta perto do meio de campo, já no fim do primeiro tempo.

SACK 4
3º quarto – 1ª para 10 jardas

Sem blitz, Adrian Clayborn supera Chaz Green com tranquilidade para chegar rapidamente no QB adversário, mais uma vez no ponto cedo. Dak  Prescott deu sorte de não ter sofrido fumble no lance.

+ CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO COMPLETA DA TEMPORADA 2017

SACK 5
4º quarto – 3ª para 13 jardas

Nem mesmo uma cobertura dupla foi capaz de parar Clayborn. Em uma terceira descida crucial para o jogo, Chaz Green teve a ajuda G Jonathan Cooper, mas o segundo nem viu o jogador dos Falcons passando. Green não parou, Cooper não viu e Adrian Clayborn derrubou Dak Prescott pela quinta vez no jogo. E tinha mais!

SACK 6
4º quarto – 2ª para 3 jardas (Fumble)

Para encerrar o jogo, nada como mais um sack e fumble do camisa 99. Como filme repetido, Clayborn saiu do lado direito do campo, ganhou de Green sem dificuldades e saltou atrás de Prescott. O QB, que já preparava o lançamento, fica sem a posse, novamente recuperada por Atlanta.

Mais do que a marca expressiva, Clayborn ainda preencheu sua conta bancária. Com os seis sacks contra os Cowboys, ele chegou a oito na temporada e garantiu um aditivo no contrato de 750 mil dólares. Se chegar até dez sacks, mais dinheiro entrará na conta do DE, que garante 1.25 milhões de dólares pela marca. Tudo isso está no contrato do jogador.

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Comentários