Falcons batem os Rams em Los Angeles e encaram os Eagles no Divisional Round

Se toda a rodada de playoffs for tão maluca como os jogos deste sábado, o torcedor pode se preparar para grandes surpresas até a grande final em Minnesota! Após os Titans virarem para cima dos Chiefs mais cedo, foi a vez de outro time considerado azarão aprontar: o Atlanta Falcons! O time chegou a Los Angeles quietinho, sem muita badalação, mas logo foi mostrando o porquê de ter sido o campeão da NFC no ano anterior. Com grande atuação de Matt Ryan e a defesa colocando o melhor ataque da NFL no bolso, os Falcons venceram o Los Angeles Rams por 26 a 13 e calaram o LA Memorial Coliseum – que recebia o primeiro jogo de playoffs em mais de 20 anos!

Foi um final amargo, para não dizer melancólico, para uma equipe que chegou à pós-temporada cercado de muita expectativa. No final das contas, a experiência pesou demais! Turnovers no primeiro quarto e um desespero acima do comum em vários momentos do jogo. Apesar de Todd Gurley ter computado 101 jardas, ele foi pouco utilizado e teve apenas 14 carregadas – muito pelo time estar atrás no placar e ter que abdicar do jogo corrido. Fica a lição para o jovem Sean McVay e seus garotos.

Já do outro lado, a experiência em playoffs pesou demais! Embora não tenha tido um jogo perfeito em números, Matt Ryan foi brilhante na execução do plano de jogo bolado por Dan Quinn. Qual o melhor jeito de brecar o ataque dos Rams? Deixando eles sentadinhos no banco! Mesmo com um número total de jardas bem parecido (322 Atlanta e 361 LA), os Falcons tiveram 37 minutos de posse de bola contra 23 dos Rams. Isso fez total diferença! Agora o time faz as malas e se prepara para o frio da Filadélfia em um Divisional Round espetacular contra o Philadelphia Eagles.

Falcons na frente na 1ª etapa

Apesar de Falcons e Rams se destacarem nos últimos anos pelos ataques avassaladores, foram as defesas que brilharam no primeiro quarto da partida. Para se ter uma ideia, o primeiro first down do jogo veio quase que no fim do primeiro período! Após um começo truncado, o mais temido pelo torcedor de LA aconteceu: o time começou a sentir o peso dos playoffs – especialmente Pharoh Cooper. Acredite se quiser: o jogador sofreu turnovers em dois retornos de punt consecutivos! Realmente é nos playoffs que se separam os meninos dos homens.

Mesmo longe de uma noite inspirada até então, o ataque dos Falcons aproveitou as ótimas posições de campo e transformou as roubadas de bola em 10 pontos: um field goal de 29 jardas de Matt Bryant e um touchdown de Devonta Freeman mergulhando ma end zone. É assim que se vence um jogo de pós-temporada. Bryant ainda converteu outro field goal entre essas marcações – abrindo uma vantagem gigantesca de 13 a 0 fora de casa!

Com apenas cinco minutos para o intervalo, o melhor ataque da NFL computava 44 jardas totais. Estava mais do que na hora de Jared Goff e companhia mostrarem serviço… Foi o que aconteceu – LA jogou em minutos tudo que não havia feito até então! Foram dez pontos para a conta: um passe de 14 jardas de Goff para Cooper Kupp e um field goal de 35 jardas de Sam Ficken quase que no estouro do cronômetro. Os Rams se mantiam vivos! Mesmo assim os Falcons foram para os vestiários no Coliseum vencendo por 16 a 13.

Nem Todd Gurley salvou os Rams

A bola na segunda etapa começou nas mãos de Matt Ryan – e ele logo mostrou o porquê de ter sido eleito o MVP da última temporada. Qual o melhor jeito de parar o forte ataque de LA? Mantendo Gurley e companhia sentadinhos no banco! Ryan foi genial no quesito controle de relógio e dominou quase que totalmente o terceiro período com drives de oito e cinco minutos. Embora a máxima da temporada regular tenha se repetido, a incapacidade de transformar campanhas em longas em touchdowns, em ambos Matt Bryant foi eficiente e colocou os field goals de 25 e 54 jardas no meio do “Y” – colocando a diferença em nove pontos no fim do terceiro quarto.

O ataque de Los Angeles voltou a criar no começo do último período e até entrou na red zone, mas teve que se contentar com um field goal de 35 jardas de Ficken – que colocou a diferença em uma posse de bola. Quando tudo se desenhava para uma reação dos Rams, eis que o melhor “Matty Ice” entrou em campo para comandar um dos drives mais importantes de sua carreira. O Camisa 2 acertou passes maravilhosos, incluindo um de mais de 50 jardas com Mohamed Sanu, e finalizou com uma conexão espetacular de oito jardas para o monstro Julio Jones no canto esquerdo da end zone. Esse time é capaz de coisas inimagináveis!

Já em modo de desespero, os Rams até esboçaram uma reviravolta no vim, mas não foram capazes nem de anotar um dos dois touchdowns que o time de LA precisava para vencer. Após um passe incompleto de Goff para Sammy Watkins dentro da end zone em uma quarta descida, Ryan ajoelhou na bola e manteve o sonho do Super Bowl 52 vivo nos torcedores de Atlanta. Esse time ainda vai dar o que falar!

Próximo compromisso

Como Atlanta passou como a pior campanha na NFC, já está certo que o seu adversário será o Philadelphia Eagles – time de melhor campanha na Conferência Nacional. O embate entre Matt Ryan e Nick Foles acontece no próximo sábado (13) às 19h no gelado Lincoln Financial Field, na Filadélfia.

Comentários