Fly, Eagles, fly! Eagles batem os Falcons e voltam à final da NFC após nove anos

Mesmo classificado com a melhor campanha da NFC, o Philadelphia Eagles entrou como grande azarão no Divisional Round contra o Atlanta Falcons. Desacreditado por muitos, o time mostrou a sua força no momento certo e mais uma vez calou os críticos! Não se pode duvidar da força desse elenco! Mesmo sem a genialidade de Carson Wentz, a equipe mostrou muita personalidade e foi buscar um triunfo apertado por 15 a 10 no Lincoln Financial Field – o suficiente para levar o time de volta à final da NFC após nove anos! Como é difícil enfrentar essa equipe no frio da Filadélfia!

O ataque não foi nem de longe a máquina de pontos sob o comando de Wentz, mas fez o suficiente para gastar a posse de bola e pontuar nos momentos certos. Agora, quem brilhou mesmo foi a defesa! Que partida de Fletcher Cox e companhia: o grupo limitou o ataque de Matt Ryan a 281 jardas totais e apenas dez pontos! As únicas duas campanhas dos Falcons que resultaram em pontuação foram graças a turnover dos Eagles – foram dois no primeiro tempo. Mesmo perdendo a batalha dos turnovers, Philly foi buscar a vitória dominando as trincheiras. Os Eagles estão mais vivos do que nunca! A equipe agora espera o vencedor de Minnesota Vikings x New Orleans Saints que se enfrentam amanhã no US Bank Stadium. O sonho do Super Bowl segue vivo na Cidade do Amor Fraternal!

Eagles sofrem turnovers e os Falcons capitalizam

A atmosfera no Lincoln Financial Field estava simplesmente sensacional – desde 2008 o time não disputava a fase de Divisional Round! Os fanáticos torcedores criaram um ambiente altamente hostil, mas logo se calaram: Jay Ajayi sofreu um fumble no segundo snap! Que ducha de água fria na Cidade do Amor Fraternal… Assim como fizeram com os Rams, os Falcons logo trataram de capitalizar o turnover com um field goal de 33 jardas de Matt Bryant. Placar aberto no Linc! Os Eagles sentiram o baque e pouco produziram no primeiro quarto – principalmente por um começo bem ruim de Nick Foles. As Águias até entraram na área de field goal, mas um sack em Foles obrigou o time a ir para o punt.

Aos poucos, o nervosismo foi baixando e o ataque de Philly foi se encontrando – especialmente pelas mãos de Ajayi. Ele computou 50 jardas em oito carregadas e carregou os Eagles no começo do segundo quarto. Após uma campanha de mais de seis minutos, foi justamente pelo chão que o time da casa tirou o zero do placar: o time arriscou uma quarta descida na linha de uma jarda e LeGarrette Blount desfilou do lado direito da end zone! Explosão no Lincoln Financial Field! Que não durou muito…

Mais uma vez os turnovers atrapalharam as Águias – assim fica difícil vencer nos playoffs. Assim como os Rams na semana passada, Philly fez uma trapalhada gigantesca no retorno do punt e sofreu um fumble! Já na red zone, o ataque dos Falcons mais uma vez capitalizou nos erros dos Eagles: Matt Ryan acertou um passe maravilhoso para Devonta Freeman dentro da end zone. Atlanta na frente! Os Eagles ainda descontaram com um belo field goal de 53 jardas de Jake Elliott no estouro do cronômetro – mesmo assim o time foi para os vestiários perdendo por 10 a 9.

Ataque aparece no momento certo e defesa garante vitória

Se os ataques no primeiro tempo tiveram praticamente o mesmo número de jardas totais e tempo de posse, a balança pesou demais para o lado dos Eagles na segunda etapa. Mais centrado, Nick Foles foi crescendo de produção na medida que ia acertando passes importantes. Foram algumas terceiras descidas cruciais! Mesmo sem entrar na end zone, o camisa 9 comandou um drive de mais de sete minutos e conseguiu posicionar Elliott para um field goal de 37 jardas que colocou Philly pela primeira vez na frente. Do outro lado, o ataque dos Falcons sofria demais para mover as correntes contra o forte front seven do time da casa.

Em um melhor momento, o ataque dos Eagles continuava gastando a posse de bola e castigando a cansada defesa dos Falcons. Mesmo sem ser brilhante, Foles converteu descidas importantes e comandou um drive de mais de sete minutos! Apesar do time ficar a duas jardas da end zone, Doug Pederson optou por chutar um field goal que colocou a diferença em cinco pontos a cinco minutos do fim.

Matt Ryan recebeu a posse de bola tinha a difícil missão de anotar um touchdown contra uma defesa que vinha em um ótimo momento. O camisa 2 brilhou demais e até chegou a posicionar seu ataque a três jardas do TD, mas um drop de Julio Jones dentro da end zone na quarta descida sacramentou a vitória dos Eagles! Sim, o camisa 11 não agarrou a bola! Mesmo sem Carson Wentz, as Águias voaram alto até a final da NFC!

Comentários