Eagles batem os Patriots e conquistam o primeiro Super Bowl da sua história

Solta o grito de campeão da garganta torcedor do Philadephia Eagles. Com uma vitória por 41 a 33, em um belíssimo jogo, os Eagles venceram o New England Patriots e conquistou o Super Bowl 52, no US Bank Stadium, em Minneapolis. Foi a coroação de uma grande temporada do time, que foi a melhor campanha da Conferência Nacional, jogou bem nos playoffs e culminou na brilhante conquista.

Nick Foles foi brilhante no Super Bowl 52 e acabou como MVP

Melhor jogador do Super Bowl 52, Nick Foles foi eleito o MVP com justiça. O QB dos Eagles terminaram o jogo com 28/43 passes completados para três touchdowns e uma interceptaçao (que não foi culpa dele). Além disso, Foles ainda recebeu um passe para touchdown – isso mesmo. Do outro lado, Tom Brady teve 28/48 para QUINHENTAS E CINCO JARDAS e três touchdowns. Entre os recebedores, quatro passaram de 100 jardas recebidas: Danny Amendola (152), Chris Hogan (128), Rob Gronkowski (116) e Corey Clement (100).

Em linhas gerais, os Eagles dominaram a maior parte do jogo, ficando atrás do placar apenas durante uma posse, isso já no quarto período. Foram apenas dois turnovers forçados, um de cada lado, e um punt da equipe da Philadelphia. O Super Bowl 52 foi uma partida com muito talento dos dois lados, com recordes quebrados e drama até o último segundo de partida.

O confronto no Super Bowl 52

Muitos esperavam um Super Bow elétrico, e foi assim que o jogo começou. Vencedor no cara ou coroa, os Patriots escolheram chutar e deram aos Eagles a primeira posse. E o time da Philadelphia não decepcionou. O drive inicial durou mais de sete minutos, percorreu 67 jardas e teve 14 jogadas, mas acabou em field goal de 25 jardas de Jake Elliott. New England respondeu na mesma moeda, mas com uma campanha rápida. Brady percoreu o campo e posicionou Stephen Gostkowski para fazer  3 a 3.

Com os ataques pegando fogo, coube a Nick Foles o primeiro grande momento da noite: uma bela conexão com Alshon Jeffery. Um passe de 34 jardas na endzone, colocando 9 a 3 para os Eagles, após o extra point errado de Elliott. Na sequência, no início do segundo quarto, Gostkowski errou um field goal de apenas 26 jardas, deixando o time sem pontuar.

Brady passou das 500 jardas, mas acabou sem o título

O jogo voltou a esquentar no fim do primeiro tempo. LeGarrette Blount fez valer a “Lei do Ex” com uma corrida e rasgou a defesa dos Patriots até a endzone, colocando Philly com 15 a 03. Aproveitando uma interceptação de Foles, em passe que foi desviado, New England conseguiu voltar ao jogo e diminuir a vantagem para apenas três pontos em 15 a 12. No entanto, os Eagles jogaram um balde de água fria com mais um touchdown. Com apenas 1:30 de posse, Philadelphia correu 70 jardas e voltou a anotar um TD, em uma conversão de quarta descida de Nick Foles, que recebeu passe de T. Burton na endzone. 22 a 12, placar do intervalo.

Com a primeira posse do segundo tempo para os Patriots, o time tratou de rapidamente pontuar. Com Rob Gronkowski entrando em jogo e recebendo três passes, incluindo o do touchdown, o time atravessou rapidamente o campo para anotar o TD. Seguindo seu script no jogo, os Eagles conseguiram mais uma grande campanha, com mais um touchdown. Nick Foles mandou mais um belo passe, desta feita para Corey Clement, colocando a diferença em nove pontos novamente: 29 a 19.

No entanto, ainda no terceiro quarto, um drive rápido de Brady, utilizando muito o no huddle, terminou com passe do camisa 12 para Chris Hogan, que ganhou no alto da marcação e colocou a vantagem em 29 a 26, faltando pouco mais de 15 minutos para o fim do Super Bowl 52.

Os últimos 15 minutos começaram com New England assumindo a liderança do placar pela primeira vez na noite. A dupla Brady/Gronkowski funcionou mais uma vez, e o torcedor explodiu. Com um lindo toque do camisa 12 para o 87, os Pats viraram o placar para 33 a 32, deixando Nick Foles com precisando de sua campanha da vida com 9:22 para o fim do jogo.

Foles foi o destaque dos Eagles

Em grande noite, com campanhas longas e seguras, os Eagles conseguiram mais uma. Trabalhando bem corridas e passes, Philadelphia percorreu todo o campo até a endzone, com Nick Foles achando Zach Ertz e colocando o time na frente novamente: 38 a 33. A explosão dos torcedores de Philly foi grande, mas mal poderiam esperar o que estava por vir na sequência. Um fumble forçado por B. Graham deu a posse novamente para os Eagles. Elliott acertou um field goal de 46 jardas e colocou o placar em 41 a 33, praticamente selando a vitória.

New England ainda teve uma última chance, mas a Hail Mary de Brady não deu certo, e o torcedor do Philadelphia Eagles pode comemorar o título do Super Bowl pela primeira vez. FLY EAGLES, FLY!!

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Comentários