Entenda por que o New England Patriots vai vencer o Super Bowl 52

Após meses e meses de análises, prévias e discussões, o Endzone Brasil encara o desafio máximo de uma temporada: tentar prever o destino de um Super Bowl. Claro que os números e as estatísticas são importantes, mas é preciso sempre lembrar que a grande final da NFL está longe de ser um jogo comum – a virada dos Patriots sobre os Falcons há um ano talvez seja o maior exemplo disso. O coeficiente emocional muitas vezes fala mais alto na equação e pode transcender a tática ou o talento.

Como é impossível levar esse aspecto em conta, a ideia desses dois posts é usar a razão e analisar friamente quais os motivos que levarão tanto Philadelphia Eagles como New England Patriots a levantar o Vince Lombardi no domingo à noite. Veja por que os Patriots vão vencer o Super Bowl 52 em Minneapolis:

+ VEJA TAMBÉM POR QUE OS EAGLES VÃO VENCER O SUPER BOWL 52

Campanhas longas

Contra a intensa defesa dos Eagles, os Patriots precisarão cansar os jogadores do sistema defensivo adversário, principalmente o front seven. Com a linha defensiva e os linebackers desgastados, a linha ofensiva conseguirá deixar Brady com mais tempo para encontrar seus recebedores e jogar na sua zona de conforto, dentro do pocket e sem ser incomodado.

Se tem alguém que sabe como controlar um jogo e ir cozinhando o adversário como ninguém é Tom Brady. Foi assim contra os Titans, contra os Jaguars e em diversos momentos decisivos dos jogos dos Patritos. No Super Bowl 52 não será diferente.

Pressão em Nick Foles

Se Brady tem experiência de sobra, indo para o seu oitavo Super Bowl, do outro lado é o contrário. Nick Foles fará seu quarto jogo de playoffs – metade do que o camisa 12 tem de SB. Com os holofotes todos voltados para ele, terá que mostrar todo talento e tranquilidade no principal palco do esporte americano.

A defesa de New England precisará fazer uma coisa que os Vikings não conseguiram: pressionar Foles. Fora da sua zona de conforto, o quarterback dos Eagles é normal e dificilmente conseguirá fazer a diferença. Sendo assim, o bom funcionamento da linha ofensiva é essencial para conseguir botar pressão e complicar a vida da franquia da Philadelphia.

Dion Lewis

No corpo de running backs dos Pats, nenhum RB se destaca muito em jogadas explosivas pelo chão. O contrário dos Eagles, que tem Jay Ajayi e LeGarrette Blount. No entanto, em New England, os corredores se destacam pela versatilidade, e neste quesito se sobressai Dion Lewis, que tem muita velocidade, agilidade e boas mãos para receber passes.

Quando o ataque precisa transformar passes curtos em grandes jogadas, Dion Lewis é o cara ideal, que poderá tirar os Patriots do buraco em diversas situações neste jogo.

Bill Belichick

O treinador é um dos grandes diferenciais dos Patriots. Uma das mentes mais brilhantes da NFL, ele é capaz de enxergar o andamento da partida e mudar o comportamento do seu time em um curto intervalo de tempo – um Show do Intervalo, por exemplo.

O que ele enxerga e a maneira como comanda este time do New England Patriots é um dos grandes diferenciais na mudança histórica do time.

Experiência em grandes momentos

Na hora de uma decisão, já ter passado por momentos assim é fundamental para sentir menos a pressão e conseguir render o máximo possível, com a concentração considerada adequada para o momento. E nesse tipo de qualidade os Patriots levam ampla vantagem.

Quando faltar dois minutos para o fim do jogo, se tiver que apostar em alguém, você iria contra Tom Brady por exemplo? Difícil arriscar algo diferente quando chegar a hora da decisão mesmo, mesmo com o momento dos times sendo parecidos.

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Comentários