Análise de elenco e posições carentes para o Draft 2018: AFC North

Ao longo dos próximos dias o Endzone Brasil chega com um especial analisando os elencos e as carências das 32 equipes da NFL dias antes do tão esperado Draft na próxima quinta-feira (26). Hoje é dia de falar da AFC North!

AFC NORTH   –   AFC SOUTH   –   AFC EAST   –   AFC WEST

NFC NORTH   –   NFC SOUTH   –   NFC EAST   –   NFC WEST

BARRA RAVENSNúmero de escolhas no Draft 2018: oito
Três principais contratações: Michael Crabtree (WR), John Brown (WR) e Robert Griffin III (QB)
Três posições carentes para o Draft: tight end, wide receiver e center

Embora o time tenha fechado o ano com um recorde positiva, o torcedor de Baltimore lembra com muita tristeza da última temporada. Para quem não se lembra, bastava Baltimore vencer o já eliminado Cincinnati Bengals para carimbar o passaporte à pós-temporada. Tudo parecia estar certo – eis que Andy Dalton tirou um passe mágico da cartola, em uma 4º para 12 nos segundos finais, e lançou um magnífico touchdown de 49 jardas para o TE Tyler Boyd. Fizemos a análise tática desse lance.

Grande parte do recorde positivo pode e deve ser creditado à defesa – a sexta melhor da NFL cedendo pontos. Já o ataque… Joe Flacco ano após ano mostra não ser o quarterback de elite que todos esperavam – mais uma temporada bem mediana com pouco mais de 3 mil jardas aéreas. Agora, não é justo ele segurar essa bomba sozinho. Há alguns anos a equipe sofre com problemas crônicos na posição de wide receiver – Mike Wallace e Jeremy Maclin decepcionaram demais e não permanecem no elenco para 2018.

Mesmo com as chegadas de Michael Crabtree e  e John Brown, os Ravens precisam de mais ajuda nesse setor – talvez a posição 16 seja a ideal para buscar um dos principais prospectos da posição no dia 26. Como Maxx Williams e Crockett Gillmore não parecem ter vingado, um tight end que seja capaz de desafogar Flacco nos momentos decisivos também precisa chegar.A saída do center Ryan Jensen para os Buccaneers também abre um buraco no setor.

BARRA BENGALSNúmero de escolhas no Draft 2018: 11
Três principais contratações: Cordy Glenn (OT), Preston Brown (LB) e Matt Barkley (QB)
Três posições carentes para o Draft: Linha ofensiva, cornerback e linebacker

Fica extremamente complicado chegar próximo dos playoffs com um começo 0-3 na temporada regular. Apesar de ter fechado 2017 com o pior ataque e a 18º defesa em jardas de 2017, os raros momentos de brilhantismo da equipe mantiveram tanto Andy Dalton como o técnico Marvin Lewis pelos lados de Cincinnati para o próximo ano. Já a dois anos longe dos playoffs, é bem provável que este seja o último ano do treinador caso não chegue à pós-temporada.

A grande movimentação dos Bengals na última offseason foi boa no sentido que reforçou o setor até então mais carente da equipe: o tackle Cordy Glenn veio dos Bills para ser titular absoluto e dar alguns segundos a mais para Dalton encontrar os seus alvos. Agora, será que ele consegue ficar saudável? Independente disso, o time ainda precisa de ajuda na linha ofensiva – pelo menos mais um tackle e um center.

Outro setor que deve receber uma boa ajuda é a secundária – que ficou mais fraca após a franquia dar adeus ao CB Adam Jones. Com a nova punição anunciada a Vontaze Burfict, dar mais juventude e velocidade para o setor de linebackers foi de necessidade a obrigação.

BARRA BROWNSNúmero de escolhas no Draft 2018: Doze
Três principais contratações: Jarvis Landry (WR), Carlos Hyde (RB) e Tyrod Taylor (QB)
Três posições carentes para o Draft: Quarterback, left tackle e secundária

Com apenas uma vitória no currículo nos últimos dois anos e um caminhão de dinheiro para gastar, o Cleveland Browns foi às compras e reforçou bastante um elenco que estava caindo aos pedaços. O time chega no Draft 2018 dono das escolhas 1 e 4 no geral e certamente comandará todo o destino do evento na próxima quinta-feira. São ao todo 12 escolhas – sendo seis delas entre as primeiras 65. Será que finalmente chegou o renascimento do nosso querido Brownzão da Massa?

É uma unanimidade que a franquia vai utilizar as primeiras escolhas para buscar o seu tão sonhado franchise quarterback – foram 28 titulares diferentes desde o retorno da franquia à NFL em 1999. A grande questão é: o time escolhe o seu favorito logo de cara, seja Sam Darnold, Josh Allen, Josh Rosen ou Baker Mayfield, ou seleciona o RB Saquon Barkley, possivelmente o melhor prospecto no geral, e reza para o seu QB estar disponível na quarta posição? Talvez nem os Browns consigam fazer algo tão maluco assim.

No mais, o time terá várias outras posições para reforçar: a linha ofensiva precisa de um substituto depois da aposentadoria da lenda Joe Thomas e a secundária, mesmo com os reforços que recebeu, ainda é carente de jogadores talentosos com calibre de titulares. Mesmo após a chegada de Jarvis Landry, a posição de wide receiver deve receber alguma atenção. Se fizer um trabalho certinho, os Browns podem deixar de passar vergonha nos próximos anos.

BARRA STEELERSNúmero de escolhas no Draft 2018: Sete
Três principais contratações: Morgan Burnett (S), Jon Bostic (LB) e Stevan Ridley (RB)
Três posições carentes para o Draft: Inside linebacker, Quarterback (reserva) e running back

Após mais uma campanha tranquila na temporada regular, parecia que o Pittsburgh Steelers seria aquela ameaça real à hegemonia dos Patriots dentro da AFC. Não foi. A defesa sofreu um colapso no Heinz Field no divisional round e conseguiu levar 45 pontos do ataque do Jacksonville Jaguars – liderado pelo ‘brilhante’ Blake Bortles. A ausência do linebacker Ryan Shazier teve um impacto gigantesco na queda de rendimento desse grupo na última temporada, portanto, nada mais natural que a franquia busque um bom subatituto o quanto antes.

Eu sei que falar em Pittsburgh correndo atrás de um running back no Draft parece meio absurdo, mas, como as negociações com Le’Veon Bell parecem não avançar mais uma vez, Pittsburgh certamente precisará de um running back para assumir o posto em um futuro não tão distante. Afinal, será quase impossível a franquia colocar a franchise tag em Belll pelo terceiro ano consecutivo.

Embora Big Ben tenha dado declarações que esqueceu a aposentadoria, por enquanto, e pretende jogar mais alguns anos, já passou da hora dos Steelers buscarem um jovem QB para aprender com o camisa 7. Tirando as questões de QB e RB, o foco do time no próximo Draft precisa ser a defesa.

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Comentários