Prévia da temporada 2018: Como será o ano do Indianapolis Colts

Com Luck saudável e novo comandante, a promessa é de dias melhores em Indy

Os últimos seis anos deixaram muito claro a importância do quarterback Andrew Luck no Indianapolis Colts. Enquanto esteve saudável, de 2012 a 2014, o QB liderou a equipe aos playoffs com três campanhas 11-5. Nos últimos três anos, o QB perdeu 26 jogos por conta de lesão, incluindo todo no ano passado, e isso refletiu diretamente no desempenho da franquia: os Colts não tiveram nenhuma temporada com mais vitórias do que derrotas e fecharam 2017 com um decadente 4-12.

A promessa é de um Luck totalmente saudável e pronto para a ação… mas somente a presença dele será suficiente para levar os Colts de volta aos playoffs? Nem pensar. Identificando o péssimo trabalho da equipe nas trincheiras, dos dois lados da bola oval, o general manager Chris Ballard gastou quatro das primeiras cinco escolhas do último Draft em jogadores de linha. Com o fim da era Chuck Pagano e a chegada de Franck Reich, a expectativa é de uma reconstrução pelos lados de Indiana – apoiada na juventude dos novos talentos e na capacidade fora de série de seu quarterback.

Reforços na linha ofensiva devem manter Luck mais protegido

A última temporada deixou claro que os problemas do Indinapolis Colts vão muito além de ter Andrew Luck em campo. Agora, é inegável que o time sobre de prateleira com o camisa 12 novamente em alto nível. Será que a franquia finalmente consegue manter o seu QB saudável? Seu substituto, Jacoby Brissett, foi o jogador que mais sofreu sacks no ano passado: 56 no total.

Apesar das pontas linha ainda serem pontos de questionamento, o interior promete ser bem sólido: Quenton Nelson e Braden Smith, as duas escolhas dos Colts no último Draft, devem fazer um bom trio com Ryan Kelly no centro.

Claro que com Luck de volta e bem protegido o ataque vai melhorar os números pífios do ano passado, agora, não se trata de um grupo explodindo de talento. Com a saída de Frank Gore, o garoto Marlon Mack deve carregar o backfield do time com Robert Turbin de suporte. Já no jogo aéreo, Apenas Eric Ebron chegou para reforçar um grupo que possui dois alvos realmente confiáveis: TY Hilton e Jack Doyle.

>>>Veja a nossa página com todas as prévias da temporada 2018

A defesa ainda preocupa

Na defesa, o novo coordenador, Matt Eberflus, terá bastante trabalho para melhorar um grupo que foi o terceiro pior da NFL em jardas totais e segundo pior em sacks. A aposta é em um sistema mais veloz e agressivo – mudando do 3-4 para o 4-3.

A mudança de esquema fez com que o time dispensasse talvez o melhor jogador da defesa – o nose tackle Johnathan Hankins. a tendência é de que esse grupo melhore de produção na medida em que os jogadores absorvam as novas ideias e o grupo recheado de calouros promissores como Darius Leonard, Kemoko Turay e Tyquan Lewis se acostumem com a pegada da NFL.

A secundária também está longe de ser um grupo sólido a curto prazo. Nas pontas, Quincy Wilson, Pierre Desir, Kenneth Acker e Kenny Moore devem brigar pelas duas vagas de titular. No miolo, o playmaker Malik Hooker deve dar mais estabilidade se voltar totalmente recuperado da lesão sofrida na temporada de calouro em 2017.

Favoritismo em 2018

Será que Andrew Luck conseguirá comandar os Colts para a glória máxima em 2018? Se isso acontecer você pode ficar rico! Segundo dados do Oddsshark.com, a chance do time ganhar o Super Bowl é de 67 para um. Indianapolis é o 11º nome para vencer a AFC, com 31 para um, e o último dentro da AFC South: R$5,50 para cada real investido.

Vai até onde?

Para azar dos Colts, a AFC South passou de uma das mais fracas para uma das mais fortes divisões da NFL. Com quatro dos primeiros seis jogos do ano fora de casa, incluindo Eagles e Patriots, a vida dos Colts não será nada fácil. Por mais que o time venha fazendo um trabalho decente na reconstrução, ainda há vários buracos no elenco para 2018. Andrew Luck saudável vai ajudar a vencer algumas partidas, mas não espere um ano brilhante em Indy. Talvez a torcida acostumada com sucesso recente fique indignada com o time mais um ano fora dos playoffs, mas essa parece ser a realidade por enquanto.

Previsão: 4º da AFC South

Comentários