Prévia da temporada 2018: Como será o ano do Los Angeles Chargers

Em alta, o Los Angeles Chargers busca voltar aos playoffs depois de cinco anos de jejum

2017 foi mais um ano dos Chargers sendo os Chargers. Assim como em 2016, o time começou a temporada devagar e perdeu os quatro primeiros jogos – alguns deles de maneira bem boba. A equipe embalou a partir da semana 5 e teve uma arrancada espetacular, mas o péssimo início custou uma das vagas da acessível AFC. Los Angeles terminou o ano 9-7 e não se classificou apenas por critérios de desempate! Certamente a equipe faria mais barulho que Bills, Titans e Chiefs nos playoffs.

Caso o Los Angeles Chargers consiga repetir o nível de atuações da segunda metade do ano passado em 2018, a expectativa de vencer a AFC West é muito alta – especialmente em uma divisão que aparenta estar totalmente em aberto com as caídas de Chiefs, Raiders e Broncos no ano passado. Será que Philip Rivers consegue vencer sua divisão pela primeira vez desde 2009? O relógio está correndo para o quarterback.

Ataque deve manter o bom rendimento

Será que este ano os Chargers começam com mais força e não precisam correr atrás do prejuízo? Muito dessa evolução precisa passar pelo braço de Philip Rivers. Muitas vezes injustiçado pela mecânica de lançamento, ele é um dos melhores QBs da última década e foi muito sólido em 2017: 4,515 jardas, 28 touchdowns e apenas 10 interceptações.

Os alvos para lançamento seguem bem sólidos: Keenam Allen voltou em grande estilo em 2017 e com muita justiça foi ao Pro Bowl; Mike Williams e Travis Benjamin possuem potencial para contribuir mais. Na posição de TE, Virgil Green assume o posto do dispensado Antonio Gates e do machucado Hunter Henry.

A expectativa também é animadora na linha ofensiva – com o retorno de Forrest Lamp de lesão e da contratação do experiente Mike Pouncey. Com isso, tendência é de que Melvin Gordon finalmente exploda e consiga produzir algo próximo do seu potencial no backfield.

>>>Veja a nossa página com todas as prévias da temporada 2018

Pass-rush excelente e secundária consistente

Como uma defesa com um pass-rush excelente e uma ótima secundária foi apenas a 15ª cedendo jardas? Simples:o time foi o segundo pior contra corridas em 2017 – cedendo uma média de 131 jardas terrestres por jogo. Exatamente por isso LA trouxe o OLB Uchenna Nwosu, DT Justin Jones e o LB Kyzir White nas primeiras rodadas do Draft para colocar mais ‘bife’ no miolo do front seven.

Se melhorar contra corridas, a defesa tem calibre de playoffs carregada por Joey Bosa e Melvin Ingram – talvez a melhor dupla de DEs da NFL. Mesmo sem o contundido Jason Verrett, a tendência é de mais um ótimo ano da secundária com o reforço do calouro Derwin James – minha escolha favorita na primeira rodada do último Draft.

FAVORITISMO EM 2018

Talvez as casas de aposta não estejam dando o devido valor a uma equipe que promete um 2018 bem promissor Segundo dados do Oddsshark.com, a chance do time ganhar o Super Bowl é de 23 para um. Los Angeles é o quinto favorito para vencer a AFC, com 12 para um, e o principal favorito dentro da AFC West: R$2,87 para cada real investido.

VAI ATÉ ONDE?

Mesmo começando a temporda 0-4, o time venceu seis dos últimos sete jogos e ficou de fora dos playoffs por critérios de desempate. Se o Los Angeles Chargers voltar com a mesma eficiência e corrigir o problema contra o jogo corrido, é o principal candidato ao título da AFC West.

PREVISÃO: 1º DA AFC WEST

Comentários