Prévia da temporada 2018: Como será o ano do San Francisco 49ers

Parceria entre Shanahan e Garoppolo pode levar os Niners de volta aos playoffs

Antes da semana 13 da última temporada, se você falasse para um torcedor do San Francisco 49ers que o time poderia brigar por playoffs em 2018 ele provavelmente acharia uma piada. Afinal, o time da Califórnia ostentava um recorde nada promissor de três vitórias e 24 derrotas desde o início de 2016. Quem diria que, poucos meses depois, a pós-temporada se tornaria realidade!  O destino de uma das franquias mais tradicionais da NFL mudou totalmente no dia 30 de outubro de 2017 – quando a equipe fez uma troca com o New England Patriots e trouxe o quarterback Jimmy Garoppolo para comandar o seu ataque.

A partir do momento que o novo QB assumiu a titularidade, os Niners não perderam mais: foram cinco vitórias consecutivas contra Bears, Texans, Titans, Jaguars e Rams – os últimos três foram á pós-temporada em 2017. Apesar do pouco tempo de análise, a diferença de Garoppolo para os demais quarterbacks foi gritante: a média de pontos de San Francisco passou de 17 nos primeiros 11 jogos para 28,8 nas últimas cinco partidas. O bom desempenho rendeu a “Jimmy G” um mega contrato de cinco anos e 137.5 milhões de dólares na intertemporada. A promessa é de um 2018 bem mais promissor na Califórnia!

Ataque promete embalar com “Jimmy G” no comando

Se com pouquíssimo tempo de adaptação ao esquema de Kyle Shanahan o QB Jimmy Garoppolo completou 67% dos passes e teve média de 308,4 jardas nos últimos cinco jogos do ano, imagine o que essa parceria pode render com toda uma temporada de preparação? O estilo de passes rápidos e precisos do garoto encaixou perfeitamente na mentalidade ofensiva do treinador. Essa dupla ainda vai dar muito o que falar!

Depois de encontrar o sonhado ‘franchise QB’, agora é hora de cercá-lo de talento. A primeira medida do GM John Lynch foi trazer Jerick McKinnon – aquele running back que também pode ser uma ameaça no jogo aéreo que Shanahan tanto ama. Será que ele pode ser algo similar a Devonta Freeman nos tempos de Falcons? A expectativa é de que ele receba cerca de 60 bolas no ano – até porque o corpo de recebedores não é dos mais animadores. Marquise Goodwin deve reeditar a boa parceria com Garoppolo – junto com Pierre Garçon, o TE George Kittle e o calouro Dante Pettis.

Setor mais carente do ataque em 2017, a linha ofensiva ainda sofre com problemas no interior. O center Weston Richburg foi o único bom reforço – resta saber se ele vai conseguir se manter saudável. Já nas pontas a promessa é de mais qualidade com Joe Staley na esquerda e o calouro Mike McGlinchey na direita.

>>>Veja a nossa página com todas as prévias da temporada 2018

É hora do investimento na linha defensiva dar frutos

Pupilo de Pete Carroll, Robert Saleh trocou o sistema para um 4-3 mais agressivo no ano passado e conseguiu dar vida nova ao que era até então a pior defesa da NFL cedendo jardas e pontos em 2016. Apesar de uma melhora no âmbito geral, um setor caiu de produção: a proteção contra o passe. A promessa é de dias melhores no setor com a chegada de Richard Sherman – que chega dos Seahawks para elevar essa jovem secundária de patamar.

Mais experiente, o front seven também promete um salto de produção em 2018. Os 49ers gastaram nada menos que três escolhas de primeira rodada em jogadores de linha defensiva nos últimos anos: Arik Armstead (2015), DeForest Buckner (2016) e Solomon Thomas (2017). Agora chegou a hora de colher os frutos. Mais atrás, Malcolm Smith deve ajudar bastante o trio de linebackers: ele foi contratado dos Seahawks no ano passado, mas perdeu toda a temporada com uma lesão no pescoço.

Favoritismo em 2018

As casas de aposta aos poucos estão entrando na “Garoppolomania”! Segundo dados do Oddsshark.com, a chance do time vencer o Super Bowl 53 é de 21 para um. San Francisco é o sétimo na lista para vencer a NFC, com 11 para um, e o segundo dentro da NFC West: R$3,75 para cada real investido.

Vai até onde?

Será que aquele final de temporada espetacular foi para valer ou apenas uma miragem? Creio que seja a primeira opção. Embora seja muito difícil para o San Francisco 49ers tirar o título da divisão das mãos do Los Angeles Rams, a promessa é de um ano digno dos Niners – inclusive brigando por uma das duas vagas de Wild Card na feroz NFC. Se Garoppolo ficar saudável, a franquia pode ter a primeira temporada com mais vitórias do que derrotas desde 2013.

Previsão: 2º da NFC West

Comentários