Prévia da temporada 2018: Como será o ano do Philadelphia Eagles

Após a conquista do Super Bowl inédito, a meta do Philadelphia Eagles é construir uma dinastia na NFL

2017 ficará para sempre marcado na memória dos torcedores do Philadelphia Eagles. Após uma temporada regular impecável de Carson Wentz, coube a Nick Foles a missão de substituir o lesionado camisa 11 e levar a equipe à terra prometida. Em uma final de matar todos do coração, os ‘underdogs’ bateram o todo poderoso New England Patriots e chocaram o mundo com o primeiro título de Super Bowl da história da franquia! Agora, o que esperar dessa equipe após a glória máxima alcançada? Será que há alguma chance desse elenco tirar o pé em 2018?

Muito pelo contrário. Trata-se de um grupo espetacular e que tem por objetivo se tornar uma das maiores dinastias da NFL. Apesar de algumas baixas, as Águias chegam ainda mais fortes buscando o bicampeonato! A franquia soube segurar as peças chave do elenco e trazer bons reforços com a limitação no teto salarial. Para se ter uma ideia, 20 dos 22 titulares em 2017 voltam para esta temporada! Com um técnico brilhante e um elenco praticamente sem buracos, não se surpreenda com os Eagles chegando longe na pós-temporada.

Ataque promete ser feroz com Wentz ou Foles no comando

Foi incrível o crescimento de Carson Wentz no segundo ano como profissional – o cara se transformou em uma máquina de lançar touchdowns! O camisa 11 era o principal candidato ao prêmio de MVP até romper os ligamentos do joelho na semana 13. Muitos deram o ano dos Eagles como perdido, mas o time ainda tinha Nick Foles. O reserva assumiu a bucha e foi um monstro nos playoffs -peça fundamental contra os Patriots na conquista do Super Bowl inédito. Qual equipe pode falar que possui dois QBs desse nível?

É indiscutível que Wentz será o titular quando estiver apto, mas, como a tendência é de que ele não jogue nas primeiras semanas, Foles vai ter que segurar a bronca mais uma vez. Embora o jogo de pré-temporada contra os Browns tenha assustado, ele deve reencontrar o seu bom futebol em breve.

Até porque esse ataque, apesar de não ter nenhuma mega estrela, é um dos mais talentosos e completos da liga. Opções de lançamento não faltam: Alshon Jeffery, Nelson Agholor, Mike Wallace, Zach Ertz e o calouro Dallas Goedert. No backfileld, Jay Ajayi está no auge da forma e deve carregar o piano auxiliado por um bom grupo de coadjuvantes.

Outra boa notícia é de que toda a linha ofensiva que fez um excelente trabalho no ano passado foi mantida e deve render ainda mais com o retorno de Jason Peters – que sofreu uma grave lesão no começo do ano passado. Certamente é uma das cinco melhores da NFL atual.

Defesa deve ter mais um ano consistente e com muita pressão

Muitos duvidaram do esquema wide-nine de Jim Schwartz, mas o Vince Lombardi na galeria é prova de que o coordenador sabia o que estava fazendo. A linha defensiva é, sem dúvidas, a mais talentosa e profunda da NFL – o time consegue manter todas as peças descansadas sem perder a qualidade. Fletcher Cox e companhia prometem mais uma vez ser o pesadelo dos QBs adversários – ainda mais com as chegadas de Haloti Ngata e Michael Bennett.

De todos os setores dos Eagles, talvez o mais fraco seja o de linebacker. Jordan Hicks deve comandar esse trio nas costas, mas, para isso, precisa ficar longe das lesões. Peça fundamental no título do ano passado, Nigel Bradham teve o seu contrato renovado e deve fazer falta na semana 1- quando cumpre suspensão. O jovem Nathan Gerry ainda está crescendo e Kau Grugier-Hill é mais efetivo no time de especialistas.

Já a secundária promete mais um ano consistente – com todas as peças de 2017 de volta e ainda com o grande reforço de Sidney Jones – calouro de segunda rodada  de 2017 que quase não conseguiu entrar em campo no ano passado. Jalen Mills e Ronald Darby fazem um bom trabalho pelas pontas e a dupla de safeties, Rodney McLeod e Malcolm Jenkins, é uma das melhores da liga.

Favoritismo em 2018

 Como não poderia ser diferente, os atuais campeões aparecem como fortes candidatos ao título – apenas atrás dos Patriots. Segundo dados do Oddsshark.com, a chance do time ganhar o Super Bowl é de 11 para um. Philadelphia é o principal nome para vencer a NFC, com 6 para um, e o time a ser batido dentro da NFC East: R$1,71 para cada real investido.

Vai até onde?

Mesmo depois de várias ‘cornetadas’, cravei aqui que o Philadelphia Eagles não só ganharia a NFC East como daria trabalho nos playoffs antes da temporada passada começar. E para 2018? Impossível não colocar Philly como um dos principais candidatos ao caneco pela manutenção do elenco campeão. Apesar de Foles já ter mostrado qualidade, ninguém discute que o retorno de Wentz em alto nível é crucial para falar em classificação aos playoffs. Mesmo com uma tabela brutal, as Águias podem muito bem voltar à grande final em Atlanta no ano que vem.

Previsão: 1º da NFC East

Comentários