Jared Goff tem jogo perfeito e lidera vitória dos Rams sobre os Vikings em LA

O Thursday Night Football desta quinta-feira foi daquelas partidas que você utiliza para convencer os seus amigos que ainda não amam a NFL de como esse esporte é espetacular. Quem ficou ligado na televisão presenciou possivelmente o melhor jogo da temporada 2018! Por incrível que pareça, o duelo foi ainda melhor do que se esperava – não se surpreenda com essas duas equipes se encontrando nos playoffs em janeiro. No fim das contas, prevaleceu o talento do Los Angeles Rams – agora indiscutivelmente o melhor time da liga: vitória por 38 a 31 diante do valente Minnesota Vikings no Los Angeles Memorial Coliseum, no embate que abriu os trabalhos da semana 4 da NFL na Califórnia. 

Para se ter uma ideia do que foi esse jogo, as duas equipes somaram 1,002 jardas totais! Claro que em um tiroteio desses os quarterbacks chamam toda a atenção – tanto Kirk Cousins como Jared Goff fizeram um trabalho espetacular ao longo dos 60 minutos. O QB dos Vikes fez, de longe, o melhor jogo dele com a camisa de Minnesota, mas não foi o suficiente para igualar uma das maiores performances individuais da história da NFL por um quarterback. O que o menino Goff fez beirou o inacreditável: completou 26 de 33 passes, 465 jardas, cinco passes pata touchdown e nenhuma interceptação – fechou com um rating perfeito de 158,3. Ele ainda vai dar muito o que falar!

A vitória mantém os Rams como um dos invictos na temporada 2018, com 4-0, e deixa os Vikings com um complicado 1-2-1 na NFC North podendo parar na lanterna de sua divisão no fim da rodada.  

 

Goff e Cousins soltando o braço na primeira etapa

A promessa de um jogaço se confirmou logo nos primeiros snaps – um duelo digno de duas das melhores franquias da NFL atual. Tanto Vikings como Rams mostraram o cartão de visitas no primeiro quarto com uma campanha longa de cada lado. Kirk Cousins começou com tudo e logo anotou o primeiro touchdown da noite: drive de sete minutos e conexão com o veterano Aldrick Robinson. Jared Goff teve a bola pel primeira vez e logo empatou o jogo com uma campanha de seis minutos e um lindo passe para Todd Gurley empatar a parada no Coliseum: 7 a 7.

O show de Jared Goff seguiu no segundo período – é assustador como o QB dos Rams está jogando no sistema de Sean McVay. O garoto seguiu soltando o braço e lançou mais três touchdowns antes do intervalo: duas conexões com o WR Cooper Kupp, um passe mágico de 70 jardas e um de 19, e mais uma bomba de 47 jardas que caiu no colo de Brandin Cooks dentro da end zone. Sensacional!

Vareio na ensolarada Califórnia? Nada disso. Na verdade, as duas equipes foram para o intervalo quase que empatadas em jardas totais: 281 para os Rams e 279 para os Vikes. Kirk Cousins não deixou por menos e encontrou vários buracos na desfalcada secundária de Lams – mostrando o que o torcedor de Minnesota tanto estava esperando quando ele foi contratado. Além do segundo touchdown na noite, mais uma vez na conexão com Robinson, ele posicionou o veterano Dan Bailey para dois field goals tranquilo na faixa das trinta jardas. Que jogaço, senhores! Os Rams foram para os vestiários vencendo por 28 a 20.

 

Vikes não se entregam, mas qualidade dos Rams prevalece

Ao contrário de outras equipes em vantagem, Los Angeles em nenhum momento tirou o pé do acelerador e seguiu castigando: Sam Ficken converteu um field goal curto e subiu a vantagem para 10 pontos. Os Vikes receberam a bola de volta e seguiram martelando – Kirk Cousins deu continuidade a um dos melhores jogos de sua carreira e logo diminuiu a vantagem: uma conexão maravilhosa de 45 jardas para o TD de Adam Thielen e uma conversão de dois pontos de Latavius Murray.  A diferença em apenas três pontos!

Nada que Jared Goff não pudesse resolver. O QB dos Rams coroou uma das melhores apresentações da NFL com mais um drive espetacular e o seu quinto, isso mesmo, quinto passe para touchdown na noite: conexão maravilhosa de 31 com Robert Woods no finalzinho do terceiro período.

Pensa que os Vikings desistiram? Nem pensar. Kirk Cousins entrou no último quarto precisando de um touchdown e um field goal para levar o épico duelo para a prorrogação. Os três pontos até vieram, no terceiro chute certeiro de Dan Bailey na noite, mas a reação parou por ai. Quando caminhava rumo ao TD que empataria o duelo, Cousins sentiu toda a pressão do excelente pass-rush dos Rams – especialmente Ndamukong suh e Aaron Donald. A linha forçou um fumble do quarterback e logo em seguida recuperou a posse a pouco mais de um minuto do fim – colocando um ponto final em um dos melhores jogos da história!

 

Próximos jogos

As duas equipes fazem jogos complicados fora de casa no dia 5 de outubro às 17h25: os Rams visiram os Seahawks no CenturyLink Field e os Vikings fazem a reedição da final da NFC contra os Eagles no Lincoln Financial Field.

Comentários