Antes da bola voar no Thursday Night Fooball desta quinta-feira (1), o nome Nick Mullens era praticamente irrelevante na NFL: um quarterback calouro, não draftado, contratado pelo San