Falcons ou 49ers, quem vai garantir um lugar no Super Bowl XLVII?

San Francisco 49ers @ Atlanta Falcons
Estádio: Georgia Dome
Dia e horário: Domingo, 20/01/2013, às 18h
Transmissão: ESPN, ESPN+ e Esporte Interativo


Duas poderosas forças colidem na final da NFC no próximo domingo, às 18h, no Georgia Dome: será o duelo do fogo contra o gelo. Calma, eu explico. A mídia americana apelidou assim o confronto de San Francisco 49ers e Atlanta Falcons pelo que os quarterbacks das duas equipes fizeram na semana passada: Colin “on fire” Kaepernick simplesmente arrebentou com o Green Bay Packers, enquanto que Matt “Ice” Ryan mostrou a frieza já característica em momentos decisivos para posicionar seu kicker a chutar o field goal da vitória com apenas 30 segundos no cronômetro. Somente um deles estará presente no Super Bowl em New Orleans, no dia 3 de fevereiro.

Análise da partida:

O Atlanta Falcons foi o melhor time da NFC com 13 vitórias e três derrotas, venceu o ótimo time do Seattle Seahawks no domingo passado e joga em casa a final da conferência nacional contra o San Francisco 49ers… E ainda sim os Niners lideram em todas as bolsas de apostas dos Estados Unidos.  Como explicar isso?


É o efeito Colin Kaepernick, a performance do jovem na vitória maiúscula por 45 a 31 contra o bom time do Green Bay Packers foi algo fora do comum. Ele bateu o recorde de jardas terrestres para um quarterback em um único jogo com 181, marcou 2 TDs correndo com a bola e ainda lançou 263 jardas e mais dois touchdowns. O ataque de San Francisco computou 579 jardas totais no ataque, sendo que o ponto forte do time na temporada toda foi a defesa. Difícil não ser favorito assim…

Digamos que o desempenho dos Falcons em playoffs nos últimos anos também contribui um pouco, o time tem fama de amarelar na pós-temporada. A vitória contra o Seahawks no último final de semana foi a primeira desde 2004, sendo que Atlanta chegou nos playoffs em três das últimas quatro temporadas. Sem dúvida esse rótulo de “azarão” vai motivar ainda mais Matt Ryan e companhia.

Últimos confrontos:
A última vez que San Francisco e Atlanta se enfrentaram foi no dia 3 de outubro de 2010 no Georgia Dome, mesmo local da final da conferência nacional no próximo domingo. Na ocasião, os Falcons começaram perdendo por 14 a 0 e viraram a partida para 16 a 14, garantindo a vitória. Analisando os números, o jogo foi bem fraco: nenhum dos running backs passou das 100 jardas e os quarterbacks Matt Ryan e Alex Smith lançaram um TD e duas interceptações cada um. A virada de Atlanta culminou com três field goals seguidos do kicker Matt Bryant, será que a definição do jogo de amanhã também passará pelos pés dele?

Chave da vitória para Atlanta:
Será quase impossível uma vitória de Atlanta se o time não tiver sucesso em parar o jogo corrido do 49ers com Frank Gore e Colin Kaepernick, bem, pergunte ao Packers. A defesa dos Falcons precisa melhorar muito em parar ataques que utilizam o “read option”, Cam Newton e recentemente Russel Wilson fizeram estragos com esse tipo de formação ofensiva. O forte sistema defensivo na red-zone, prioridade do coordenador Mike Nolan, precisa voltar a mostrar serviço, levar três touchdowns dentro das últimas 20 jardas do campo em um único quarto como aconteceu semana passada é simplesmente inaceitável.

 No ataque, o QB Matt Ryan precisa continuar o bom trabalho na chamada das jogadas, variando entre passes curtos e bolas longas explorando a velocidade e o dinamismo de Roddy White, Julio Jones e o veterano Tony Gonzalez. Ryan também deve ter um pouco mais de cuidado com a bola, não arriscar alguns passes desnecessários como fez contra o Seahawks, a defesa dos Niners interceptou 14 bolas na temporada regular.

Chave da vitória para San Francisco:
A defesa dos 49ers cedeu uma média de 30 pontos nos últimos quatro jogos, o que chega a ser surpreendente devido a quantidade de talento que possui esse grupo. Fato que está diretamente ligado a falta de pressão no QB adversário, o time perdeu muito no “pass rush” com a contusão do DE Justin Smith, que teve uma ruptura parcial do tríceps no final da temporada regular. A máquina de sacks, Aldon Smith, computou 19,5 em 2012, mas nenhum depois da contusão de Smith. Coincidência? Nem pensar. Justin Smith será o termômetro dessa defesa, resta saber em que condições físicas ele vai atuar.

Passando para o ataque, é bem difícil apontar algo a melhorar em um grupo que marcou assustadoras 579 jardas contra a boa defesa de Gren Bay na semana passada. Se o ataque conseguir estabelecer o jogo terrestre, controlando o tempo de posse de bola, já é meio caminho andado. Outro fator que já disse semana passada e volto a repetir é a inclusão do TE Vernon Davis no plano de jogo, especialmente pela dificuldade da defesa de Atlanta em parar o TE de Seattle Zach Miller no último jogo, foram 142 jardas e um TD anotado.

Jornalista de Jundiaí e apaixonado pela NFL, Matheus 
Filippi é colaborador do @NFLBrasil.
Siga-nos no Twitter @NFLBrasil – Visite nossa página no Facebook – NFL Brasil

Tags:

Endzone Brasil - Onde termina tudo que você precisa saber sobre a NFL!

Mais notícias