Prévia da temporada 2014 – Detroit Lions

Confira o que esperar do Detroit Lions na temporada 2014

Draft
Eric Ebron – TE
Kyle Van Nov – LB
Travis Swanson – OL
Nevin Lawson – CB
Larry Webster – DE
Caraun Reid – DT
TJ Jones – WR
Nate Freese – K
Estatísticas em 2013 (Média por jogo)
Jardas aéreas 280.1 (3º)
Jardas terrestres 112.0 (17º)
Jardas aéreas cedidas 246.9 (23º)
Jardas terrestres cedidas  99.8 (6º)
Líderes
Passe Matthew Stafford – 4650 jardas
Jogo corrido Reggie Bush – 1006 jardas
Jogo aéreo Calvin Johnson – 1492 jardas

Incrível o que aconteceu com o Detroit Lions em 2013. O time liderou a NFC North por boa parte da temporada, chegou a ficar 7-5, mas inexplicavelmente perdeu as quatro últimas partidas, mais uma vez ficou de fora dos playoffs. Muito talento e pouca produtividade, essa é a melhor definição. O principal culpado do colapso foi o QB Matthew Stafford, que curiosamente piora ano após ano. Apesar do bom número de jardas, ele teve a pior porcentagem de passes completos desde que virou titular (58,3).

Ebron terá um papel importante já em 2014

Com excelentes armas no ataque a sua disposição, 2014 realmente será um ano crucial para a carreira de Stafford na liga. Principalmente porque toda a comissão técnica foi mudada. O novo coordenador ofensivo, Joe Lombardi, já afirmou que sua principal prioridade é melhorar a mecânica e a inconsistência do seu quarterback. Stafford terá muitos alvos de qualidade para lançar: além do monstro Calvin “Megatron” Johnson, o time trouxe o bom WR Golden Tate, ex-Seahawks, ainda usou a 10º escolha no último Draft com o promissor TE Eric Ebron.

Apesar do fortíssimo jogo aéreo, o novo treinador, Jim Caldwell, declarou que vai correr mais com a bola na próxima temporada. Auxiliar de Reggie Bush ano passado, Joique Bell deve ter um papel mais importante em 2014. Bush continua no time, mas sofreu um pouco com inconsistência e fumbles. A linha ofensiva não será problema, o time manteve a base do grupo que cedeu apenas 23 sacks em 2013.

O mesmo não se pode falar da defesa, principalmente a posição de cornerback. É disparado a posição com menos talento no time. O time dispensou Chris Houston, principal CB do ano passado, e quase não se reforçou no setor. O veterano Rashean Mathis deve ser titular pela esquerda, com os limitados Darius slay e Drayton Florence brigando pela posição do outro lado. Pelo meio da secundária, os Lions trouxeramJames  Ihedigbo, ex-Ravens, para fazer parceria com Glover Quinn.

O front seven da equipe deve oscilar um pouco no início, devido a troca de esquema para um misto de 4-3 e 3-4. Os nomes são os mesmo do ano passado, a mesma base que conseguiu 33 sacks em 2013. O principal foco do novo coordenador defensivo, Teryl Austin, será de diminuir as penalidades, somente os DTs Ndamukong Suh e Nick Fairley juntos somaram 20 infrações.

Previsão Endzone Brasil: Difícil não pensar em playoffs pelos jogadores talentosos que o time possui, mas a presença na NFC North complica um pouco as coisas. Se Matthew Stafford melhorar de produção e o front seven se adaptar rápido ao esquema da nova comissão técnica, o Detroit Lions briga pelo título da divisão, ou por uma vaga de Wild Card.

Comentários