Falcons humilham os Buccaneers em Atlanta

Devin Hester no momento que quebrou o recorde de Sanders

Devin Hester no momento que quebrou o recorde de Sanders

Foi simplesmente uma das piores, se não a pior,atuação de um time na história da NFL. O que o Tampa Bay Buccaneers fez no Georgia Dome na noite desta quinta-feira (18) foi indescritível, humilhado em todos os aspectos de um jogo de futebol americano. Os Bucs simplesmente não entraram em campo, foram massacrados pelo Atlanta Falcons, 56 a 14. O time mandante foi destruidor, anotou incríveis oito touchdowns. A noite também foi de recorde, com Devin Hester se tornando o jogador que mais retornou chutes para TD na história da liga (20).

Como já era esperado, os donos da casa começaram com tudo, explorando a fragilidade da defesa dos Bucs.  Foi uma verdadeira surra no primeiro quarto. Os Falcons abriram uma confortável vantagem de 21 a 0:  dois TDs em lançamentos de Matt Ryan para o TE Levine Toilolo e o WR Julio Jones, uma interceptação do safety Kemal Ishmael retornada para touchdown. Nas duas primeiras campanhas ofensivas, o QB dos Falcons computou 110 jardas, completou dez dos 11 passes tentados. Os Buccaneers tiveram seis jardas totais no ataque nesse período.

Um lance capital no meio do primeiro período exemplificou bem a fase que vive o Tampa Bay Buccaneers: o time visitante forçou um fumble em Toilolo, a bola ficou nas mãos de Alterraun Verner. O CB ex-Titans já estava na direção da endzone adversária, quando também soltou a bola, forçado pelo WR Devin Rester. Nem quando o time forçava turnover ficava com a posse de bola!

Harry Douglas recebeu o primeiro dos oito TDs dos Falcons

Harry Douglas recebeu o primeiro dos oito TDs dos Falcons

O massacre continuou no segundo período, os Falcons seguiam roubando a bola do adversário e transformando em pontos. O terrível ataque dos Bucs sofreu mais um turnover, um fumble do RB Bobby Rainey forçado e recuperado pelo LB Paul Worrilow. Com a bola de volta, o time da casa voltou a castigar, com uma corrida de Devin Hester para dentro da endzone. O WR foi a estrela da noite, entrou para história da NFL pouco antes do final do primeiro tempo: retornou o 20º chute para touchdown, quebrando o atual recorde da lenda Deion Sanders.

Tampa Bay sofria para ficar algum tempo em campo. O time ainda perdeu seu QB titular, Josh McCown, com uma suposta lesão na mão. A diferença nas jardas totais dizia tudo: 300 a 63. Os Falcons foram para os vestiários com o jogo praticamente definido, 35 a 0.

O “Fumble Night Football” seguiu no segundo tempo. As duas primeiras posses de bola, uma de cada time, terminaram em fumble, mas os turnovers não se transformaram em pontos. Avassalador, os donos da casa seguiam aproveitando a fragilidade dos Buccaneers, em uma noite simplesmente terrível. Atlanta anotou mais dois TDs no início do terceiro quarto: mais uma conexão de Ryan com Julio Jones dentro da endzone, depois uma corrida curta do RB Steven Jackson.  O segundo deles surgiu de um snap horroroso da linha dos Bucs que o reserva Mike Glennon não segurou, Atlanta recuperou a posse já muito próximo da linha de goal.

O jogo tomou contornos de melancolia: os Bucs totalmente arrasados tentando uma simples pontuação, enquanto que os Falcons, já com o time reserva, continuavam massacrando. O RB Antone Smith correu 39 jardas e cruzou o plano de goal, anotando o oitavo, isso mesmo, oitavo touchdown do time da casa. Tampa descontou com dois touchdowns no “garbage time”, um passe de Glennon para Vincent Jackson e uma interceptação do LB Danny Lansanah.

As duas equipes voltam a campo fora de seus domínios no dia 28 de setembro:  Os Bucs encaram os Steelers, os Falcons viajam até Minnesota para enfrentar os Vikings.

Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Comentários