Análise tática: Como Aaron Rodgers imitou Dan Marino

Sem dúvida alguma a campanha da vitória dos Packers pra cima dos Dolphins foi o destaque da semana 6 da temporada regular. Faltando 13 segundos para o fim, com a bola na linha de 16 jardas e sem timeouts para pedir, Aaron Rodgers usou uma jogada que os torcedores de Miami conhecem bem: o fake spike.

Antes de analisarmos a jogada de A-Rod, pedimos desculpas pela qualidade das imagens do jogo entre Jets e Dolphins, em 1994.

Para quem começou a acompanhar agora, o spike é uma jogada que o quarterback acelera o snap e lança a bola no chão para parar o relógio e ganhar mais tempo para trabalhar a próxima jogada. Normalmente é utilizado quando o time está sem timeouts e o tempo de jogo está acabando.

AT1-MARINOPor que o torcedor de Miami conhece bem o fake spike? Dan Marino, lendário QB dos Dolphins, já havia utlizado a jogada em 1994, em uma partida contra os Jets. Perdendo por 24 a 21, sem tempo e com 25 segundos no relógio, o quarterback fingiu o spike, surpreendeu a defesa dos Jets e virou o jogo para Miami.

Na jogada, Marino  tinha dois recebedores, um em cada lado, um tight end posicionado junto à linha defensiva e dois jogadores no backfield, enquanto defesa dos Jets tinham um CB com cada WR, os linebackers todos posicionados no meio e os safeties na parte central do campo.

AT2-MARINOApós o snap, toda a defesa de New York achou que seria um fake spike e não partiu pra cima do quarterback. A linha ofensiva dos Dolphins também não se movimentou muito. A movimentação foi toda de Marino, do WR Mark Ingram e do CB Aaron Glenn.

Em sua rota curta, Ingram para exatamente ao entrar na endzone, já sabendo que seu quarterback ia lançar a bola ali. O movimento rápido tira o marcador da jogada e, com o timing perfeito, não deixa brechas para uma possível reação de Gleen, garantindo o touchdown da vitória.

AT4-ARODNo caso de Rodgers, a jogada não foi para garantir a vitória, mas o triunfo veio na jogada seguinte. Assim como a defesa dos Jets, a defesa dos Dolphins não esperava que o lançamento acontecesse, mas sim o fake spike. A secundária deu espaço para os WRs e a linha ofensiva ficou esperando. Observem que dois linebackers e um safety param no meio.

AT5-ARODAaron Rodgers passa a bola rapidamente para o rookie Devante Adams, que está no mano a mano contra Cortland Finnegan. Mais ágil e veloz, o WR dos Packers ganha na corrida, deixa o seu marcador para trás, conquista a primeira descida e só sai do campo, parando o relógio, após a chegada do safety na cobertura. Na chance seguinte, A-Rod conectou passe com Andrew Quarless e venceu o jogo para os Packers.

Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Comentários