Panthers crescem no segundo tempo e vencem os Bears, de virada

O Chicago Bears começou com tudo para cima do Carolina Panthers, mas cederam a vitória no final da partida. Fora de casa, o time abriu 21 a 07, mas marcou apenas três pontos no segundo tempo e viu a equipe da casa sair feliz da vida com o 31 a 24 no placar.

Punt bizarro retornado para TD

A primeira pontuação da partida saiu logo no começo do jogo, quando em um punt, o cornerback Teddy Williams acertou o retornador Philly Brown e a bola ficou viva após bater em um jogador de Carolina. Ao ver a flag no chão, os atletas de Chicago diminuíram a marcação e Brown, em um momento de esperteza, pegou a bola, acelerou e foi até a end zone: 7 a 0 após a jogada mais curiosa da rodada. Matt Forte, recebendo um passe, e Jay Cutler, correndo com a bola para o TD pela primeira vez desde 2011, viraram o placar.

No segundo período, Alshon Jeffery aumentou a vantagem para os visitantes, mas Greg Olsen, ex-Bears, recebeu um passe diminuindo a distância no placar para 14 a 07.

No começo da etapa final, Chris Ogbonnaya sacramentou uma campanha de 86 jardas, que durou só quatro minutos, e empatou o jogo. Robbie Gould colocou mais três pontos no placar para Chicago – os últimos do time na partida. O último quarto foi só de Carolina. Faltando pouco mais de quatro minutos para o fim do jogo, Graham Gano acertou um chute de 44 jardas empatando novamente a partida. E no fim, faltando dois minutos, após conseguir a posse através de uma recuperação de fumble, Cam Newton conectou o passe em seis jardas para novamente Greg Olsen marcar. Fim de jogo e uma vitória na base do coração dos Panthers.

Cam Newton celebra a vitória

Cam Newton celebra a vitória

Cam Newton lançou 35 bolas, acertou 19 para 255 jardas, dois touchdowns e uma interceptação. O motivo dele lançar tantas bolas é a ausência de DeAngelo Williams e Jonathan Stewart. Quem correu melhor nessa vertente carente Darrin Reaves: 11 carregadas e 35 jardas. A cada jogo que passa, Greg Olsen chama mais a responsabilidade entre os recebedores. Nessa partida foram 72 jardas em seis recepções, além de conseguir dois touchdowns – um decisivo.

Jay Cutler teria um bom jogo se não fossem as duas interceptações. Errou apenas oito passes dos 36 lançados, avançou 289 jardas e dois touchdowns. Matt Forte foi regular pelo chão com 61 jardas em 17 corridas, mas no ataque aéreo foi muito bem. 105 jardasa, 12 recepções e um touchdown.

Na próxima semana os Bears vão até Atlanta para enfrentar os Falcons e reencontrar Devin Hester. Já os Panthers viajam até Cincinatti para enfrentar o ex-invicto, Bengals, às 14h (de Brasília), do domingo.

Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Comentários