De virada, Steelers vencem os Titans no LP Field

LeVeon Bell destruiu a defesa dos Titans pelo chão

LeVeon Bell destruiu a defesa dos Titans pelo chão

Parecia que o Pittsburgh Steelers ia fazer mais uma vez jus a fama de “Robin Hood da NFL”, o time entrou no último quarto perdendo por 11 pontos para o esforçado Tennessee Titans no Monday Night Football desta segunda-feira (17). Não dessa vez. Ben Roethlisberger e companhia arquitetaram uma linda virada, venceram por 27 a 24 no LP Field e se isolaram na segunda posição da disputada AFC North. Além de Big Ben, o destaque ficou mesmo por conta de LeVeon Bell, o running back correu 204 jardas em 33 tentativas, anotou um dos touchdowns do último período.

Pittsburgh confirmou o suposto favoritismo no começo do duelo, abriu dez pontos logo de cara em Nashville. A primeira campanha da partida se resumiu somente a avanços de LeVeon Bell. Foram seis tentativas dele, o RB posicionou Shaun Suisham para o chute de 37 jardas que abriu o placar. O time visitante anotou o primeiro touchdown da noite logo em seguida, o CB William Gay interceptou o primeiro passe do calouro Zack Mettenberger e retornou por 28 jardas até a end zone.

 

O novato vindo da LSU se redimiu logo em seguida, comandou um bom drive de cinco jogadas, finalizado com uma ótima corrida de nove jardas do também calouro Bishop Sankey para touchdown. Pittsburgh recebeu a bola de volta, fez o que sabe muito bem: controlar o relógio. Porém, dessa vez a campanha longa não resultou em mais sete pontos, apenas outro field goal convertido por Suisham.

-> CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO DA TEMPORADA 2014
-> VEJA OS PRÓXIMOS JOGOS DO SEU TIME

Tennessee aos poucos foi encontrando seu melhor jogo, incentivado por seu torcedor no LP Field. Os Titans chegaram pertinho da end zone, mas dessa vez Sankey não entrou, tiveram que se conformar com um field goal com distância de extra point. O time da casa chegou a virada no final da primeira etapa, capitalizando um erro de Ben Roethlisberger. O QB estava bem próximo de anotar mais um TD, mas lançou uma interceptação nas mãos do CB Jason McCourty. Mesmo com menos de um minuto no relógio, foi os Titans que marcaram um touchdown antes do intervalo, uma conexão de 80 jardas de Mettenberger para o veterano Nate Washington. Até de forma surpreendente, Tennessee foi para os vestiários vencendo por 14 a 13.

Brown recebendo o TD da virada

Brown recebendo o TD da virada n0 LP Field

O time visitante tentava pelo menos um field goal para voltar a ponta do placar, mas Big Ben, para variar, sofria demais com a pressão da determinada defesa de Tennessee. Foram cinco sacks e onze pancadas no camisa 7 ao longo do jogo. Já Mettenberger tinha tempo suficiente para achar seus alvos, teve sua melhor campanha na partida, e possivelmente na NFL, no terceiro período. O QB calouro acertou cinco dos oito passes que tentou, o último deles uma bola bem alta no fundo da end zone, que o TE Chase Coffman agarrou com firmeza. Estava desenhada mais uma derrota de Pittsburgh para times com saldo de vitória negativo?

Nada disso. Aproveitando a já cansada defesa dos Titans, os Steelers fizeram tudo como manda o figurino: dominaram no último quarto, anotaram dois touchdowns e ainda por cima gastaram muito bem o relógio para garantir a vitória. O primeiro deles em um avanço curto de LeVeon Bell, coroando a atuação brilhante do RB em Nashville: 204 jardas terrestres em 33 carregadas. O touchdown da virada veio na já conhecida conexão de Roethlisberger para Antonio Brown. Após boa atuação da defesa, Pittsburgh recebeu a bola de volta com sete minutos para o fim do duelo, controlou o relógio e não deixou o ataque do time da casa voltar a campo. Virada na terra da música country! Com a vitória, os Steelers se isolam na segunda posição da disputada AFC North. Tennessee, por outro lado, já pensa nas escolhas do próximo Draft.

Os Titans voltam a campo no próximo domingo (23), duelo complicado contra o Philadelphia Eagles no Lincoln Financial Field. Os Steelers folgam na semana 12, jogam somente no dia 30 de novembro contra os Saints em New Orleans.

Comentários