Em jogo truncado os Chargers superam os Rams

Ryan Mathews foi um dos destaques do jogo pelos Chargers

Ryan Mathews foi um dos destaques do jogo pelos Chargers

Interceptações, muitas faltas do ataque de San Diego, uma crítica de Rams e um fieldgoal bloqueado são apenas flashes desse sensacional jogo que os Rams estiveram muito, muito, muito perto de vencer, mas como perto não ganha jogo, foram os Chargers que levaram essa por 27 a 24, no Qualcomm Stadium.

O primeiro tempo começou morno, com apenas um Field Goal para cada, ambos de muito perto da Endzone adversária. Shaun Hill ainda começou o dia lançando uma interceptção, apenas no seu segundo lançamento do dia. Já no segundo quarto, continuando a campanha iniciada no primeiro, Philip Rivers tenta encontrar Keenan Allen que estava muito bem marcado no lance Janoris Jenkins e acaba encontrando os braços do jogador dos Rams, que retorna a bola 99 jardas para a endzone dos Chargers. San Diego em sua próxima posse de bola é varrido de campo apesar de ter ficado bem próximo da primeira descida, dando a oportunidade ao time de St. Louis que já havia surpreendido os Broncos na semana passada, pegarem mais um time da AFC West com as calças à mostra. Foi a defesa que mostrou que não ia ser tão fácil assim bater um time que ainda tem esperanças de conseguir se não o título da Divisão, pelo menos uma vaga de Wild Card: numa tentativa de Field Goal de 46 jardas de Greg Zuerlein, Eric Weedle consegue chegar a tempo na bola, impedindo que St. Louis pulasse 10 pontos na frente. Duas posses depois San Diego ainda consegue marcar num field goal de 48 jardas de Nick Novak, deixando a diferença em apenas 4 pontos, indo para o intervalo.

-> CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO DA TEMPORADA 2014
-> VEJA OS PRÓXIMOS JOGOS DO SEU TIME

Foi na primeira posse do segundo tempo que os Chargers começaram sua reação. Combinando boas corridas e passes, numa combinação que a volta de Ryan Matthews possibilitou devido a sua versatilidade, os Chargers pontuaram com ele, o camisa 24 correndo para 32 jardas e permitindo que San Diego ficasse a frente do placar. No lance seguinte, um atropelamento faz com que Shaun Hill perdesse a posse da bola, deixando a bola para Andrew Gachkar fazer o TD. Na posse seguinte foi a vez do time especial de St. Louis botar as manguinhas de fora e trazer o time de volta para o jogo, mas não sem a ajuda de Keenan Allen, que se chocou com o companheiro, deixando a bola viva para Alex Bayer recuperar e deixar St Louis bem próximo dos 6 pontos, que vieram numa corrida de 6 jardas de Tavon Austin, correndo por trás da linha defensiva a toda velocidade e achando o canto da Endzone, contando com o bloqueio de Jared Cook.

Keenan Allen ainda se recuperou no último quarto pegando a bola na linha de scrimmage e levando até a endzone, quebrando tackles e avançando com muita técnica. Foi com Stedman Bailey, segundo anista de West Virginia, com 17 recepções ano passado inteiro e duas recepções para Touchdown na mesma jogada, sendo que a primeira foi anulada por uma falta de Jared Cook, que os Rams se mantiveram acessos no jogo. Os Chargers tiveram a bola ainda para tentar matar o jogo, mas Philip Rivers comeu grama e deixou o caminho livre para Hill levar os Rams a vitória. Com bons passes, incluindo um de 27 jardas para Kenny Britt, que deixou os Rams a 6 jardas da vitória. Depois de uma corrida de Benny Cunningham para 2 jardas, Hill mirou e disparou para Kenny Britt, porém o camisa 38 dos Chargers Marcus Ghilchrist, que mal se moveu na jogada apenas se adiantou para acabar com as chances dos Rams de qualquer reação a apenas 1 minuto do fim.

Na próxima semana os Rams recebem os Raiders, em St. Louis, numa sequência de times da AFC West. Já os Chargers viajam até Maryland para enfrentar o Baltimore Ravens.

Comentários