Seahawks passam o trator nos Cardinals e assumem ponta da NFC West

Wilson teve dois passes para TD e outro corrido

Wilson teve dois passes para TD e outro corrido

Após mais uma ótima apresentação do Seattle Seahawks, fica a pergunta: quem consegue parar esse time? O atual campeão vem crescendo no momento certo, não tomou conhecimento do Arizona Cardinals em pleno University of Phoenix Stadium e venceu o Sunday Night Football por 35 a 6. O ataque de Seattle conseguiu 597 jardas totais, pior marca da defesa de Arizona em mais de 60 anos! A “Legion of Boom” mais uma vez fez o seu papel, tem uma média de 5,5 pontos cedidos nos últimos seis compromissos. Lembrando que os dois times já estão classificados para os playoffs.

Quando duas das três melhores defesas da NFL se encontram (Seattle 2º e Arizona 3º ), é mais do que esperado um duelo com poucos pontos . Foi exatamente assim no primeiro quarto: muita aplicação tática das defesas, poucas jardas e nenhuma pontuação no ataque. Foram quatro punts nas primeiras posses de bola! O ataque dos Seahawks tinha um pouco mais de sucesso, mas nada que chegasse perto da end zone adversária. Com algum espaço pelo meio da defesa, Russell Wilson até teve uma linda corrida de 55 jardas na última jogada do primeiro quarto. Mesmo assim o time saiu zerado, o kicker Steven Hauschka errou um field goal de 52 jardas.

-> CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO DA TEMPORADA 2014
-> VEJA OS PRÓXIMOS JOGOS DO SEU TIME

Os Cardinals tiveram uma tentativa de field goal logo em seguida, o kicker Chandler Catanzaro colocou a fácil tentativa de 27 jardas dentro do “Y”. A primeira pontuação do jogo veio de uma boa campanha de 10 jogadas e seis minutos, o único bom drive da equipe no primeiro tempo inteiro. Não que seja algo fácil pontuar contra os Seahawks, o time levou uma média de 6,75 pontos nos últimos quatro compromissos! Defesa aos poucos voltando aos patamar absurdo de 2013. Se já e difícil encarar Seattle com o QB titular, imagine com o terceiro do elenco.

A partir daí, foi um domínio total de Seattle até o final da primeira etapa. Um show de Russell Wilson, encontrando espaços na ótima defesa do time da casa. O quarterback lançou o primeiro touchdown da noite, em uma fantástica conexão de 80 jardas com o tight end Luke Wilson. Teve outra boa campanha minutos depois, posicionou Marshawn Lynch, mesmo baleado, correr seis jardas e entrar na end zone adversária. Superior, Seattle foi para os vestiários vencendo por 14 a 3.

Lynch no magnífico TD de 79 jardas

Lynch no magnífico TD de 79 jardas

Os Seahawks continuaram melhores no segundo tempo, só não aumentaram mais a vantagem porque o seu kicker não ajudou.  Hauschka errou mais dois field goals no terceiro período, tentativas de 50 e 47 jardas! Incrível pensar que ele entrou no duelo com um aproveitamento de 90,6% dos chutes tentados. Quem colocou mais três pontos no placar foi os Cardinals, impulsionados por uma surpreendente conexão de 32 jardas de Ryan Lindley para Michael Floyd. Catanzaro converteu a tentativa de 32 jardas, deixando o duelo em uma posse de bola no final do terceiro período.

O suposto equilíbrio não durou muito tempo, Seattle tratou de anotar mais três touchdowns e liquidar a fatura no Arizona. O primeiro mais uma vez na conexão Wilson – Wilson: um passe de 20 jardas de Russell para Luke. Segundo da dupla na noite. O segundo TD foi uma pintura, para sacramentar a vitória com muito estilo. Mesmo debilitado, Marshawn Lynch ligou o “beast mode”, quebrou vários tackles e entrou na end zone após uma corrida de 79 jardas! Touchdown mais longo da carreira de Lynch.

Os Seahawks deram o tiro de misericórdia nos minutos finais, no melhor estilo dos comandados de Pete Carroll. Richard Sherman interceptou o esforçado Lindley, Russell Wilson fechou a fatura com uma corrida de 5 jardas para dentro da end zone. Vitória maiúscula dos Seahawks!

Os dois times voltam a campo na rodada cheia do dia 28 de dezembro: Seattle recebe os Rams no CenturyLink field, os Cardinals encaram os 49ers no Levi’s Stadium.

Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Comentários