Com virada no fim, Dolphins batem os Jets e seguem vivos na temporada

Tannehill apareceu na hora da decisão

Tannehill apareceu na hora da decisão

O New York Jets bem que tentou, dominou no jogo terrestre, mas é praticamente impossível vencer na NFL com um ataque unilateral. Quando precisou lançar passes, o time foi pífio como sempre, levou a virada do rival Miami Dolphins no último período e não teve força para reagir. Melhor para o time da Florida, que venceu o Monday Night Football por 16 a 13 em pleno MetLife Stadium e segue vivo na briga por uma vaga de Wild Card na AFC. O duelo foi limitado tecnicamente, não teve um grande destaque individual. Vale ressaltar a frieza do QB Ryan Tannehill, que, mesmo sem lançar nenhum TD, foi fundamental nas campanhas finais que deram a vitória a Miami. Do lado dos Jets, mais uma vez o ataque dominou nas trincheiras, o veterano Chris Johnson passou das 100 jardas.

-> CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO DA TEMPORADA 2014
-> VEJA OS PRÓXIMOS JOGOS DO SEU TIME

Rex Ryan foi muito inteligente em sua estratégia para a partida. New York é o pior time da liga em jardas aéreas, terceiro melhor pelo chão.  O técnico explorou bem seus RBs e WRs dinâmicos, praticamente só correu com a bola o jogo inteiro. Fato mais do que compreensível quando Geno Smith é o seu quarterback titular. Os Jets comandaram as ações no início da partida, a linha ofensiva dominava a 10º melhor defesa contra corridas. Foi o time da casa que abriu o marcador, impulsionado por um lindo avanço de Chris Johnson, que lembrou seus melhores dias nos Titans. O WR Greg Salas anotou o primeiro, e único, touchdown de New York no duelo, uma corrida dinâmica de 20 jardas.

Miami recebeu a bola na campanha seguinte e fez o oposto, foram nove passes de Ryan Tannehill e apenas uma corrida. Bom drive, mas que não resultou em pontos, o kicker Caleb Sturgis errou um field goal de 43 jardas. Os Jets ampliaram a vantagem logo em seguida, também com um field goal, Nick Folk finalizou a campanha de oito corridas e nenhum passe com um FG de 40 jardas. O kicker dos Jets podia ter aumentado mais a distância no placar, mas errou uma tentativa de 48 jardas. Sturgis ainda se redimiu antes do intervalo, colocou dentro do “Y”, com emoção,  uma tentativa mais uma vez de 43 jardas no estouro do cronômetro. New York foi para os vestiários do MetLife Stadium vencendo por 10 a 3.

A máxima seguiu na segunda etapa. Cada um a sua maneira, os dois times avançavam dentro de campo, gastavam o relógio, mas tinham extrema dificuldade quando chegavam próximo da red zone adversária. Portanto, a festa dos field goals seguiu no terceiro quarto: Sturgis fez um de 44 jardas, Folk respondeu com um de 45. Os Jets tiveram uma ótima posição de campo para praticamente matar a partida no final do período, após o CB Darrin Walls interceptar Tannehill. Entretanto, um sack do monstro Cameron Wake tirou a equipe até da área de field goal.

Miller anotando o único TD dos Dolphins no jogo

Miller anotando o único TD dos Dolphins no jogo

O ataque dos Dolphins engrenou no último quarto, balanceando muito bem as chamadas das jogadas. Tannehill e o RB Lamar Miller apareceram na hora da decisão, lideraram o time a uma bonita virada. Primeiro, Miller entrou na end zone em um avanço de quatro jardas, único touchdown de Miami no Monday Night Football. New York tentou responder logo em seguida: o time finalmente entrou na red zone adversária, mas mais um sack sofrido por Smith prejudicou a posição de campo para um field goal. Tudo bem que o chute não era tão complicado, 45 jardas, mas Folk outra vez errou. Se o camisa 7 tivesse se livrado da bola, seria um FG de 37.

O castigo veio a cavalo. Foi Miami que desempatou o duelo com um field goal, Ryan Tannehill posicionou seu kicker para um chute de 26 jardas, que Sturgis não desperdiçou. Os Jets receberam a bola de volta com exatos dois minutos, para pelo menos chutar um FG e levar a partida para prorrogação. É nessas horas que um time na NFL precisa de talento na posição de quarterback, coisa que o time não possui. Geno Smith foi interceptado na primeira tentativa de passe longo dele no jogo, Reshad Jones agarrou a bola e sacramentou a importante vitória para os Dolphins.

Os dois times voltam a campo no dia 07 de dezembro: Miami faz um jogão contra o Baltimore Ravens em casa, os Jets viajam até Minnesota para encarar os Vikings.

Comentários