Cowboys batem os Eagles fora de casa e asumem ponta isolada da NFC East

Bryant foi o nome do jogo na Philadelphia

Bryant foi o nome do jogo na Philadelphia

O visitante mais indigesto da NFL segue sem perder quando atua longe de seus domínios. Vitória importantíssima do Dallas Cowboys no Lincoln Financial Field, o time venceu o Philadelphia Eagles por 38 a 27 no Sunday Night Football e assume a liderança isolada da NFC East. O time chega a 10 vitórias em 2014, depende somente de suas próprias forças para vencer sua divisão e garantir um lugar nos playoffs. É a segunda derrota seguida de Philly em casa, tropeço que complica as pretensões de pós-temporada dos comandados de Chip Kelly. DeMarco Murray mais uma vez foi bem, mas o nome do jogo foi o WR Dez Bryant. O camisa 88 destruiu Bradley Fletcher, recebeu 114 jardas e três touchdowns, todos em cima do CB das Águias.

Nem o mais fanático torcedor dos Cowboys poderia ter imaginado um começo de jogo tão bom na cidade do amor fraternal. O torcedor presente no Lincoln Financial Field não podia acreditar no que via, foram 21 pontos seguidos dos visitantes no começo do duelo! A tragédia teve início já no kickoff da partida, o calouro Josh Huff não agarrou o chute mais curto, a bola viva foi recuperada por Dallas já na red zone adversária. DeMarco Murray precisou de poucas jogadas para transformar o tunover nos primeiros sete pontos da partida.

-> CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO DA TEMPORADA 2014
-> VEJA OS PRÓXIMOS JOGOS DO SEU TIME

Domínio total dos Cowboys também defensivamente, os Eagles tiveram zero, isso mesmo, nenhuma jarda ofensiva. Isso que se trata do quarto melhor ataque da liga. Tony Romo fez o que quis nas primeiras campanhas, utilizando o WR Dez Bryant para queimar a fraca secundária dos Eagles. Foram duas ótimas campanhas, que acabaram com passes para touchdown do camisa 9 para Bryant. Dallas contou também com a ajuda do CB das Águias, Cary Williams, graças as faltas dele os visitantes mantiveram ambas as campanhas vivas.

"McCoy foi o melhor jogador do ataque dos Eagles

McCoy foi o melhor jogador do ataque dos Eagles

Após duas campanhas desastrosas, o ataque do Philadelphia Eagles começou a jogar no segundo período. Foram duas ótimas campanhas rápidas, no melhor estilo Chip Kelly: ambas com 11 jogadas em pouco mais de três minutos. Na primeira delas, quem carregou o piano foi LeSean McCoy, posicionou o também RB Chris Polk para um avanço de cinco jardas para a end zone. A segunda delas gerou um field goal de 47 jardas, que o calouro Cody Parkey, com muita emoção, colocou dentro do “Y”. Com um quarto para cada time, os Cowboys foram para o intervalo vencendo por 21 a 10.

Os Eagles mantiveram o ritmo no começo do segundo tempo: muita pressão em Tony Romo defensivamente, jogadas dinâmicas no ataque. Foi assim que Philly chegou a virada, ao todo foram 24 pontos seguidos do time mandante. As duas primeiras campanhas resultaram em touchdowns. O primeiro deles impulsionado por uma conexão de 72 jardas de Mark Sanchez com Jeremy Maclin, que Chris Polk mais uma vez finalizou com um TD curto pelo meio. Minutos depois, foi a vez de Dallas sofrer um turnover, Romo soltou a bola ao sofrer um sack de Vinny Curry. As Águias recuperaram a posse e não perdoaram, a “formiga atômica” Darren Sproles entrou na end zone e anotou o terceiro TD corrido, virando a partida no Lincoln Financial Field.

Entretanto, Philly não ficou muito tempo na liderança. Os Cowboys retomaram a ponta logo em seguida, mais uma vez com o monstro Murray. Ele finalizou a campanha de oito jogadas e 78 com um touchdown terrestre. Os Cowboys abriram uma confortável vantagem logo em seguida, capitalizaram mais um turnover cometido pelo time da casa. Sanchez até que vinha bem no jogo, não estava comprometendo, até o final do terceiro período. O passe dele foi desviado, a bola ficou livre para o safety JJ Wilcox. Em ótima posição de campo, Romo castigou, mais uma vez lançou um passe para touchdown para Dez Bryant. O CB Bradley fletcher foi simplesmente queimado nos três passes que Bryant recebeu na noite.

Os Eagles mais uma vez esboçaram uma reação, converteram um field goal de 43 jardas, mas seguiam tropeçando nos próprios erros. O time que mais entregou a bola ao adversário em 2014 sofreu mais um, praticamente acabando com a esperança do fanático torcedor na Philadelphia. Brent Celek sofreu um fumble, forçado pelo ótimo Wilcox, Dallas recuperou a posse. Dan Bailey colocou o chute de 49 jardas no meio do “Y”, o field goal que praticamente matou o duelo. Philly teve a bola mais duas vezes, mas pouco fez: a primeira acabou com 2 sacks seguidos em Sanchez, a outra com uma interceptação  do camisa 3. Linda vitória de Dallas fora de casa!

Philadelphia volta a campo no próximo sábado, isso mesmo, sábado, o time encara o Washington Redskins fora de casa. Dallas joga no dia seguinte (21), um difícil duelo contra o Indianapolis Colts no AT&T Stadium.

Comentários