Em aula da defesa, Seahawks batem os Eagles fora de casa

Lynch foi fundamental na vitória fora de casa

Lynch foi fundamental na vitória fora de casa

Muito se falou durante a semana sobre o embate entre o dinâmico ataque de Chip Kelly e a implacável defesa de Pete Carroll. No final das contas, apenas o grupo de Seattle resolveu aparecer no Lincoln Financial Field na tarde deste domingo (07). A “Legion of Boom” deu uma aula de defesa, dominou amplamente o apático ataque liderado por Mark Sanchez. Vitória importantíssima do Seattle Seahawks, o time bateu o Philadelphia Eagles por 24 a 14 e segue firme na briga por playoffs. Mesmo com a derrota, Philly lidera a NFC East com nove vitórias e quatro derrotas. Destaque total para a defesa de Seattle, que limitou o quarto melhor ataque da NFL a 153 jardas totais!

Jogo começou truncado na cidade do amor fraternal. Terceiro pior ataque aéreo da liga, Seattle iniciou o duelo com uma overdose de Marshawn Lynch. Mas, assim como na semana passada contra o ótimo DeMarco Murray, a defesa dos Eagles neutralizou os avanços do running back. O ataque aéreo das Águias pouco funcionava diante da “Legion of Boom”, isso até um erro grosseiro dos Seahawks. O punter Jon Ryan não agarrou o snap na hora do chute de devolução, a bola ficou viva e foi recuperada pelos Eagles. Já na red zone adversária, o time da casa sofreu, mas entrou na end zone. Após vários avanços de LeSean McCoy, Philadelphia abriu o placar em uma conexão de uma jardinha de Mark Sanchez para Jeremy Maclin.

Aos poucos, o ataque de Seattle foi encaixando. Como é clássico dos comandados de Pete Carroll, os Seahawks correm muito com a bola no começo das partidas, para “viciar” a defesa e surpreender com outras jogadas dinâmicas. Foi assim que o time visitante empatou o duelo, no começo do segundo período. Impulsionado por algumas faltas da defesa das Águias, Seattle foi avançando, anotou o primeiro touchdown em uma linda corrida de 26 jardas do quarterback Russell Wilson.

-> CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO DA TEMPORADA 2014
-> VEJA OS PRÓXIMOS JOGOS DO SEU TIME

Sanchez até tentava levar seu ataque para frente, mas a secundária dos Seahawks estava em uma noite espetacular na Philadelphia. O QB dos Eagles teve exatas 28 jardas aéreas no primeiro tempo inteiro! Wilson tinha um pouco mais de sucesso, administrava bem a posse de bola, mas também sofria com uma atuação de gala do pass-rush do time da casa. Os Seahawks tiveram outra ótima campanha pouco antes do intervalo, explorando a incapacidade da defesa das Águias em defender terceiras descidas longas. O camisa 3 não conseguiu um TD, mas posicionou seu kicker para um chute de 44 jardas. Steven Hauschka colocou dentro do “Y”, Seattle foi para o intervalo vencendo por 10 a 7.

Philadelphia recebeu a bola no kickoff para a segunda etapa, mas não ficou com ela muito tempo. O Lincoln Financial Field se calou já na primeira jogada, quando McCoy sofreu um fumble, recuperado pelo monstro Earl Thomas III. Foi o 13º dos Eagles em 2014, pior marca da liga. Seattle capitalizou com rapidez, em uma fantástica conexão de 15 jardas com Marshawn Lynch. Quarto TD recebido pelo running back em 2014, jogador de Seattle que mais recebeu touchdowns este ano.

Mesmo com muita dificuldade em furar a forte secundária dos Seahawks, Mark Sanchez encontrava algumas poucas brechas. Em uma delas lançou seu segundo TD da noite,  linda conexão de 35 jardas com o tight end Zach Ertz. Mas Seattle não deu tempo para o time da casa esboçar uma reação, respondeu com mais um touchdown. Os sete pontos vieram em uma ótima campanha de Wilson, explorando bem uma das piores secundárias da liga. Doug Baldwin entrou na end zone, em uma conexão de 23 jardas com o camisa 3. Drive impulsionado por uma chamada mais do que polêmica da arbitragem, um avanço de 44 jardas após uma controversa falta de interferência no passe de Bradley Fletcher.

Mesmo fora de casa, Seattle seguia dominando os Eagles na Philadelphia. Implacável na defesa, o time era muito superior em jogadas, jardas totais e tempo de posse. O torcedor presente no Lincoln Financial Field até teve um resquício de esperança, quando o ótimo Mychal Kendricks forçou um fumble em Marshawn Lynch no meio do último quarto. Philadelphia recuperou a posse, mas Mark Sanchez acabou com a festa do público. Lembrando seus piores momentos nos Jets, ele lançou uma interceptação grotesca, facilmente agarrada pelo CB Tharold Simon. A defesa mais uma vez dominou nos minutos finais, parou o ataque das Águias e assegurou a importantíssima vitória fora de casa!

Os dois times voltam a campo na noite do próximo domingo (14) para jogos decisivos dentro de suas respectivas divisões: Philadelphia viaja ao Texas para encarar os Cowboys, Seattle recebe o San Francisco 49ers no CenturyLink Field.

Comentários