Entenda a jogada polêmica que os Patriots utilizaram para confundir os Ravens

ANÁLISE TÁTICA Após a fantástica virada do New England Patriots sobre o Baltimore Ravens no último sábado (10), não faltou reclamação por parte do técnico John Harbaugh, afirmando que os Patriots utilizaram formações ilegais e enganosas em algumas jogadas. Questionado sobre o fato, Tom Brady foi curto e grosso respondendo o treinador: “estudem o livro de regras”. Afinal, quem tem razão?

reclamaçãoNesse caso, o quarterback de New England. As formações dos Patriots podem ser consideradas em alguns pontos de vista como “imorais” do jeito que foram executadas, mas são 100% legais. Mais uma genialidade do técnico Bill Belichick. Pode não gostar dele como pessoa, ou pelo fato das supostas espionagens, mas Belichick é sim uma das maiores mentes da história desse esporte.

Vamos explicar como ele deu o chamado “nó tático” em Harbaugh, a ponto do técnico entrar em campo para reclamar, levando de brinde uma falta de 15 jardas.

jogada

Escolhemos para exemplificar justamente a jogada que fez o técnico dos Ravens entrar furioso em campo. Repare que, a primeira vista, não há nada de anormal, pois os dois jogadores das pontas da linha podem receber a bola, contanto que avisem o árbitro que estão elegíveis (aptos) a receber o passe. Até aí nada demais…

CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR

imagem da jogadaUm olhar mais detalhado mostra que, mesmo sofrendo com o pass-rush dos Ravens, os Patriots entraram em campo com apenas quatro jogadores de linha ofensiva, ao invés dos tradicionais cinco. Aqui o toque de genialidade de Belichick. O TE Michael Hoomanawanoui, que faz a recepção, está alinhado como left tackle. Antes do snap, o RB Shane Vereen (circulado) avisou o árbitro que estava inelegível (inapto) a receber passes, portanto, fará na jogada o papel de ‘right tackle’. Com cinco bloqueadores, o tight end se torna apto a receber a bola.

Vereen, mesmo na posição de slot, está “coberto” pelo WR mais a direita. Repare que o RB corre para trás na hora do snap, se ele cruzar a linha de scrimmage será considerada uma penalidade.

Tudo 100% legal. Eis a questão de ser enganosa, citada pelo eufórico Harbaugh. Nessas formações, são quatro jogadores de linha e seis aptos a receber passes, até um deles, em uma das pontas, avisar ao juiz que está inelegível. Pela regra, o árbitro tem a obrigação de avisar o capitão da defesa de que aquele jogador não pode receber a bola. Mas isso feito logo antes do snap, não dá tempo suficiente para a defesa acertar a marcação.

O árbitro é obrigado a passar o jogador inelegível, mas não é responsabilidade dele dar tempo para a defesa perceber quais os cinco jogadores que estão elegíveis. Esperteza ou imoralidade? Fato é que as jogadas ajudaram os Patriots a tirarem uma diferença de 14 pontos e arquitetar a maior virada da história da franquia nos playoffs.

Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Comentários