Análises do Draft 2015: NFC North

nfc north final

O Draft 2015 já é coisa do passado, foi dada a largada para a próxima temporada! Ao longo dos próximos dias, a equipe do Endzone Brasil vai analisar as escolhas feitas por todas as equipes da NFL, separadas por divisão. Hoje é dia de falar da NFC North:

 Chicago Bears

Campanha em 2014: 5-11
Jogadores escolhidos no Draft 2015: 7 – Kevin White, WR, West Virginia; 39 – Eddie Goldman, DT, Florida State; 71 – Hroniss Grasu, C, Oregon; 106 – Jeremy Langford, RB, Michigan State; 142 – Adrian Amos, FS, Penn State; 183 – Tayo Fabuluke, OT, TCU

A escolha de Kevin White na primeira rodada se deu pela saída de Brandon Marshall para os Jets, além disso o WR Eddie Royal não é o cara para jogar pelas laterais. Sua habilidade é mais para dentro do campo, no slot. Na segunda rodada, Eddie Goldman vem para brigar pela posição de titular.

O DT foi cotado na primeira rodada, mas ficou no board até os Bears. Grande ganho pro meio da linha, que será uma das melhores de 2015. Foi um bom Draft. Com o John Fox de Head Coach e Vic Fangio (ex-49ers) na defesa, a promessa é de um ano maravilhoso em Chicago.

Detroit Lions

Campanha em 2014: 11-5 (caiu no Wild Card Round)
Jogadores escolhidos no Draft 2015:  28 – Lake Tomlinson, G, Duke; 54 – Ameer Abdulkah, RB, Nebraska; 80 – Alex Carter, CB, Stanford; 113 – Gabe Wright, OT, Auburn; 168 – Michael Burton, FB, Rutgers; 200 – Quandre Diggs, CB, Texas; 240 – Corey Robinson, OT, South Carolina

Os Lions fecharam sua linha ofensiva para 2015 com apenas um pick. O GM Martin Mayhew aceitou a troca com o Denver Bronos, recebendo o pick 28 do primeiro round, mais o C/G Manny Ramirez, tendo que entregar sua escolha 23. No fim do primeiro round, os Lions selecionaram o bom guard Lake Tomlinson.

Na segunda rodada, o rápido Abdullah se junta a Theo Riddick e Joique Bell para formar um corpo de corredores diversificado. O CB Alex Carter pode ser movido para safety pro conta de seu porte físico. Esse foi o primeiro Draft desde 2008 em que o time não recrutou um wide receiver.

 Green Bay Packers

Campanha em 2014: 12-4 (caiu na final da NFC)
Jogadores escolhidos no Draft 2015: 30 – Damarious Randall, FS, Arizona State; 62 – Quinten Rollins, CB, Miami (Ohio); 94 – Ty Montogomery, WR, Stanford; 129 – Jake Ryan, LB, Michigan; 147 – Brett Hundley, QB, UCLA; 206 – Aaron Ripkowski, FB, Oklahoma; 210 – Christian Ringo, DE, Louisiana-Lafayette; 213 – Kennard Backman,TE, UAB.

Green Bay é conhecido por fazer bons Drafts. A equipe impressionou ao trazer o FS Damarious Randall na primeira rodada. A justificativa usada foi sua versatilidade para jogar como um nickleback – CB que se posiciona mais dentro do campo. Seu amigo de quarto no Senior Bowl, Quinten Rollins foi a segunda seleção, terminando com os problemas de secundária.

Esperava-se um ILB, que é uma necessidade do elenco. Mas ele só veio na quarta rodada. Em suma, o time praticamente acertou seu Special Teams, pois trouxe atletas que sabem trabalhar no segmento, além de produzirem com qualidade no ataque e na defesa.

Minnesota Vikings

Campanha em 2014: 7-9
Jogadores escolhidos no Draft 2015: 11 – Trae Waynes, CB, Michigan State; 45 – Eric Kendricks – UCLA; 88 – Danielle Hunter – LSU; 110 – TJ Clemmings, OT, Pittsburgh; 143 – MyCole Pruitt, Southern Illinois; 146 – Stefon Diggs, WR, Maryland; 185 – Tyrus Thompson, OT, Oklahoma; 193 – B.J Dubose, DE, Louisville; 228 – Austin Shepherd, OT, Alabama; 232 – Edmond Robinson, OLB, Newberry

O Minnesota Vikings tem feito bons recrutamentos. O GM Rick Spielman conseguiu montar um time jovem através das escolhas. A primeira delas foi Trae Waynes, em tese, o melhor CB do Draft. Fará uma ótima dupla com Xavier Rhodes.

Eric Kendricks é irmão do LB Mycal Kendricks dos Eagles. É considerado até uma melhor escolha que Waynes. Vai se encaixar bem com Greenway e Barr. Pelo analistas americanos o Draft dos Vikings foi quase perfeito.

Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Comentários