Análise da temporada: como será o 2015 do Cincinnati Bengals

A temporada passada do Cincinnati Bengals foi uma das piores dos últimos anos. Talvez a pior. Ainda assim o time conquistou uma vaga nos playoffs, mesmo que de maneira sofrida. A equipe comandada por Marvin Lewis está em uma das divisões mais complicadas da NFL: a AFC North. Possivelmente terá mais um ano difícil de classificação.

BELGALS PREVIA

De contrato milionário, Andy Dalton precisará mostrar serviço em 2015

SAIBA MAIS
> Compre ingressos para os jogos do Cincinnati Bengals
> Veja a tabela completa da temporada regular 2015
O nível de dificuldade da tabela das equipes em 2015

Conhecida por sua ótima defesa através dos anos, a franquia de Cincinnati teve um ano terrível. O início da temporada foi muito bom, mas do meio pra frente as coisas pioraram gradativamente. A equipe simplesmente não forçava mais turnovers, jamais pressionava o QB adversário e terminou a temporada como o pior time em sacks e um dos piores em anotar touchdowns a partir da defesa.

A arma do sucesso dos Bengals para 2015 será de encontrar uma defesa competente. A chegada do DE Michael Johnson pode deixar isso interessante. Mas recentemente o atleta sofreu uma lesão no joelho e ficará pelo menos um mês afastado. Agora Carlos Dunlap terá que trabalhar dobrado, principalmente para apagar a péssima temporada que fez em 2013/14.

O ataque dos Bengals vai ser comandado pelo QB Andy Dalton até, pelo menos, 2020. A diretoria resolveu estender seu contrato por seis anos pela absurda quantia de 96 milhões de dólares. Seu reserva será A. J. McCarron, que até jogou bem pela Universidade do Alabama e pode ter suas chances, mas dificilmente será o titular.

A saída do TE Jermaine Gresham deixou o torcedor abalado, pois é uma perda significante. Porém, abre espaço para Tyler Eifert mostrar o seu verdadeiro valor. Sofreu uma lesão séria em 2013 que o tirou da temporada. Agora ele vai ter mais uma chance, mas ainda assim terá que se esforçar muito, já que a disputa para ver quem será o tight end titular está acirrada.

Cincinnati também contará com um bom grupo de wide receivers: Mohamed Sanu, Marvin Jones, Brandon Tate, Denarius Moore e A. J. Green. Todos estão saudáveis, especialmente Green, que na temporada passada sofreu para tratar um dedão do pé fraturado.

Giovani Bernard e Jeremy Hill continuarão sendo as principais peças terrestres da equipe, com Hewitt sendo o fullback. A temporada de novato de Hill foi excelente. Tomou a posição de Gio Bernard, que também vinha de bom ano como novato. São dois bons corredores e podem ter um 2015 tão bom quanto foi 2013/14.

Quem chegou

DE Michael Johnson, WR Denarius Moore, LB A.J. Hawk, CB Brandon Ghee, DT Pat Sims, S Shiloh Keo.

Quem saiu

QB Jason Campbell, WR Greg Little, TE Jermaine Gresham, OT Marshall Newhouse, C Mike Pollak, DE Robert Geathers, CB Terence Newman, S Taylor Mays.

Vai até onde?

Marvin Lewis terá a maioria dos seus jogadores com 100% de saúde física e com vontade de ir para os playoffs por mais uma temporada. O Paul Brown Stadium vai ser palco de bons duelos e os Bengals têm se dado bem na esmagadora maioria deles. O torcedor terá muitas alegrias quando o time jogar em casa. O problema é quando os Tigres de Bengala saem da ‘Selva’, para enfrentarem seus rivais. A defesa tem que voltar a fazer barulho, como fez em anos anteriores ao de 2014. Pittsburgh e Baltimore serão adversários à altura, mas a franquia dev brigar por uma vaga na pós-temporada.

pojetu PRÉVIA 2015 bengalssss

Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Comentários