Análise da temporada: como será o 2015 do San Diego chargers

Com o seu quarterback garantido por mais quatro anos, e o maior salário de um QB que nunca ganhou um Super Bowl, os Chargers possuem uma plataforma sólida para uma possível mudança ou, nesse caso, retorno a Los Angeles. Rivers esteve envolto nessa polêmica de mudança de cidade fora da temporada, inclusive especulava-se que, caso houvesse mudança, ele seria trocado. Os rumores e o drama terminaram, agora os Chargers tem menos uma dor de cabeça (que seria mais uma enxaqueca nessa situação) para resolver.

De contrato renovado, Philip Rivers fará parceria com o RB calouro Melvin Gordon

De contrato renovado, Philip Rivers fará parceria com o RB calouro Melvin Gordon

SAIBA MAIS
> Compre ingressos para os jogos do San Diego Chargers
> Veja a tabela completa da temporada regular 2015
O nível de dificuldade da tabela das equipes em 2015

Rivers perdeu um dos seus alvos favoritos ano passado, o WR Eddie Royal, mas em compensação ganhou o ex-nº 1 de Buffalo Stevie Jhonson, conhecido por viver machucado, além de Jacoby Jones e Austin Pettis. Enquanto Jones deve ficar mais restrito ao time de especialistas, como retornador, Pettis tem a chance de entrar de fato no time, atrás de Keenan Allen, que deixou a desejar temporada passada. O TE Antonio Gates ainda deve ser a principal referência para o quarterback.  Mais mudanças no jogo corrido, os Chargers perderam Ryan Mathews e foram em busca de Melvin Gordon, um dos melhores running backs no último Draft. Além dele, Branden Oliver deve ter muitos snaps no começo da temporada, como está tendo na pré-temporada, pois o calouro ainda se recupera de uma lesão.

A chegada do LG Orlando Franklin, do rival Denver Broncos, deve ajudar a solidificar uma linha que sofreu no ano passado, permitindo que Rivers fosse sacado 36 vezes. A posição com mais lesões em 2014, a de center, deve cair no colo do jovem Chris Watt.  A melhora dessa unidade é o que vai determinar o sucesso do jogo corrido, apesar de Gordon ser um dos mais talentosos RBs dos últimos anos (o cara não foi escolhido em 15º a toa!).

O front seven da equipe (linha defensiva + linebackers) conta com peças importantes, como Corey Liuget e Melvin Ingram. Alguns outros nomes, como a eterna promessa Manti Te’o, precisam evoluir para que essa unidade se torne temida novamente.

O safety Eric Weedle, um dos líderes e principal jogador ano passado, ainda está sem contrato para o próximo ano, está constantemente externando sua insatisfação com essa situação. Já as laterais do campo parecem bem guardadas com Brandon Flowers e Jason Verrett: foi a primeira escolha da equipe Draft de 2014 e chegou a concorrer como calouro revelação, mas teve sua temporada encurtada por problemas físicos. Olho no rapaz, pois tem futuro.

Quem chegou

WR Stevie Johnson, OT Joseph Barksdale, OT Chris Hairston, G Orlando Franklin, DE/DT Mitch Unrein, CB Jimmy Wilson, CB Patrick Robinson, KR Jacoby Jones.

 

Quem saiu

RB Ryan Mathews, WR Eddie Royal, G Chad Rinehart, C Nick Hardwick, DE/OLB Dwight Freeney, ILB Reggie Walker, ILB Andrew Gachkar, CB Shareece Wright, S Marcus Gilchrist

 

Vai até onde?

Os Chargers, com Rivers, devem brigar pelo titulo da divisão e, consequentemente, uma vaga nos playoffs. Com o jogo terrestre funcionando e uma evolução na linha ofensiva, essas chances aumentam. Porém, é necessário que a defesa mostre sua cara e ela seja temida.

pojetu PRÉVIA 2015 CHARGERS

Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Comentários