Análise da temporada: como será o 2015 do Indianapolis Colts

Um ataque extremamente explosivo e um time mordido pela polêmica do Deflategate. Esses dois motivos aliados podem fazer o Indianapolis Colts ainda mais forte para a temporada 2015 e mais candidato a representar a sua conferência no Super Bowl 50.

Luck com seu novo parceiro de ataque, Andre Johnson

SAIBA MAIS
> Compre ingressos para os jogos do Indianapolis Colts
> Veja a tabela completa da temporada regular 2015
O nível de dificuldade da tabela das equipes em 2015

O líder de um dos melhores ataques da NFL, e que tem tudo para ser o primeiro no quesito jardas aéreas em 2015, é Andrew Luck. O jovem quarterback, que vai para a sua quarta temporada, tem impressionado ainda mais nos treinamentos do time e assumindo uma liderança ainda maior dentro do elenco. Os números desde sua primeira temporada estão em constante evolução, e devem ser ainda melhores agora.

A certeza para a afirmação acima são os novos companheiros de ataque, aliado aos bons alvos que permaneceram nos Colts. A franquia foi cirúrgica ao buscar os experientes Frank Gore, que chega para ser o RB número 1 e tirar um pouco da responsabilidade em Luck nas situações de terceiras descidas curtas, e Andre Johnson, ex-Texans e um alvo alto e forte para quando o ataque estiver na redzone.

Reencontro mais aguardado da temporada

Reencontro mais aguardado da temporada

Entre os que ficaram, as conexões com T.Y. Hilton, Coby Fleener e Dwayne Allen seguirão um sucesso, principalmente o primeiro, que acompanha o crescimento do quarterback e vem mostrando muito talento. Junto com Hilton e Johnson, o corpo de wide receivers ainda conta com o bom Donte Mocrief, Phillip Dorsett, a polêmica escolha do time na rodada 1 do último Draft, e Duron Carter, filho do Hall of Fame Cris Carter.

Se a defesa conseguir trabalhar tão bem quanto se espera do ataque, Indianapolis vai ainda mais longe que nesta temporada. O problema crônico do jogo terrestre parece ter sido solucionado, apesar de nos jogos cruciais contra os Patriots o time sucumbiu ao adversário graças as falhas defensivas pelo chão.

As saídas de Cory Reading, Sergio Brown e Ricky Jean-Francois foram bem recompensadas com as chegadas de Trent Cole, Nate Irving e, principalmente, com o retorno, desde que saudável, de Robert Mathis. Isso tudo no front seven. Na secundária, os principais nomes foram mantidos, o que é um bom sinal para a franquia.

O calendário dos Colts é bom para o time ir longe. A divisão adversária na NFC é a South, pior da NFL em 2014. Além disso, os principais jogos da tabela acontecem em Indianapolis: Broncos, Saints e o reencontro com os Patriots, no primeiro duelo entre as equipes após o Deflategate.

Quem chegou

RB Frank Gore, WR Andre Johnson, DB Dwight Lowery, LB Trent Cole, G Todd Herremans, LB Nate Irving e DE Kendall Langford.

Quem saiu

RB Trent Richardson, DB Sergio Brown, DE Cory Redding, RB Ahmad Bradshaw, FS Delano Howell, DT Ricky Jean-François, FS LaRon Landry, DE Fili Moala, C A.Q. Shipley e LB Shaun Phillips.

Vai até onde?

Com um ataque mais forte que o do ano passado, os Colts chegam um pouco mais favoritos para brigar pelo título da AFC. 2015 pode ser o grande ano da carreira de Andrew Luck e marcar sua primeira aparição no Super Bowl.

coltsprevia

Comentários