Após deslanchar e levar um susto, Jaguars viram sobre os Bills em Londres

Não foi o melhor jogo da história da NFL, muito pelo contrário, mas Jacksonville Jaguars e Buffalo Bills esquentaram a tarde em Londres, no segundo jogo da Liga nesta temporada na capital inglesa. Quem se deu bem foi o time da Flórida, que venceu por 34 a 31, com direito a uma virada no fim do jogo, após abrir uma grande diferença, ficar atrás e ir buscar na reta final do último período.

Allen Robinson foi o melhor recebedor da partida em Londres

Allen Robinson foi o melhor recebedor da partida em Londres

EJ Manuel e Blake Bortles não foram brilhantes e tiveram muitas dificuldades para superar as defesas. Os Jaguars contaram com bom jogo de T.J. Yeldon para correr mais de 100 jardas e sair de Londres com uma importante vitória.

Os dois times folgam na próxima semana e só voltam a campo na rodada 9. As duas equipes jogam no domingo, 08 de novembro, às 16h. Os Jaguars visitam os Jets, enquanto os Bills recebem os Dolphins.

Facilidade, drama e felicidade

O duelo começou em um nível muito baixo, com os dois times tendo muitas dificuldades. Quando errou menos, na terceira campanha da partida, os Bills chegaram na primeira posição de pontuar entraram na redzone dos Jaguars, mas sem sucesso para conseguir o touchdown. Por causa disso, teve que se contentar com o field goal de 31 jardas de Dan Carpenter para fazer 03 a 00, placar do primeiro quarto no Wembley Stadium.

Yeldon passou das 100 jardas

Yeldon passou das 100 jardas

Se o primeiro foi apagado, o segundo brilhou todos os setores do time de Jacksonville, mandante da partida. Na terceira jogada do período, touchdown de 10 jardas de Blake Bortles para Allen Robinson, virando o placar para 07 a 03. Na terceira jogada da posse seguinte dos Bills, sack de A. Colvin em EJ Manuel, que sofreu o fumble. A bola foi recuperada por Chris Clemons, que retornou para a endzone. No lance seguinte, o quarterback de Buffalo foi interceptado por T. Smith, e o que o defensor dos Jags fez? Retornou para endzone, fazendo 21 pontos para o time em menos de três minutos. E o massacre não parou por ai. Após nova interceptação de Manuel, desta vez por Paul Posluszny, T.J. Yeldon correu 28 jardas pela esquerda e entrou na endzone, fazendo 28 a 03 para os Jaguars.

Mas nem tudo foi ruim para os Bills. Depois da hecatombe em alguns minutos, EJ Manuel se recuperou e comandou duas posses de pontuação antes do intervalo. Primeiro em conexão de 16 jardas com Robert Woods e depois em FG de 38 jardas de Carpenter, deixando o placar 27 a 13 no halftime em Londres.

No terceiro período, apenas duas posses de bola. Na primeira, os Jaguars gastaram 9:30 minutos para avançar até a linha de uma jarda, mas falharam para entrar na endzone na quarta para o touchdown e saíram zerados. Já os Bills responderam no restante do tempo, e a campanha só terminou no último período. Mais um FG de Carpenter, para fazer 27 a 16.

A emoção que faltou em grande parte do jogo sobrou no último quarto. Faltando 06:41 para o fim do jogo, EJ Manuel conectou um passe de 58 jardas com Marcus Easley para deixar a diferença no placar em apenas uma posse de bola após a conversão de dois pontos: 28 a 24. Na posse seguinte dos Jaguars, Blake Bortles tentou um passe horrível para Robinson e foi interceptado por Corey Graham, que retornou 44 jardas para a endzone e virou o jogo para Buffalo: 31 a 27.

Com o momento do jogo todo para os Bills, dificilmente o torcedor de Jacksonville acreditava em uma virada. Mas não é que ela veio?! Bortles comandou mais um bom drive e achou Allen Hurns em conexão de 31 jardas para fazer 34 a 31, faltando 2:16 para o fim. Buffalo ainda teve mais uma posse, mas não conseguiu passar nem da metade do campo e saiu com mais uma derrota.

 

Comentários