Com casa cheia em Wembley, Jets derrotam os Dolphins, em Londres

Os ares londrinos não fizeram e não fazem bem para o Miami Dolphins. Em seu terceiro jogo na história no Wembley Stadium, a equipe da Florida saiu derrotado pela segunda vez. O algoz de 2015 foi o New York Jets, que não encontrou dificuldades para fazer 27 a 14 e conquistou sua terceira vitória na temporada. Já os golfinhos amargaram a terceira derrota e seguem na lanterna da AFC East.

O clima foi de muita festa na capital da Inglaterra. Festa para os ingleses e para Chirs Ivory, que deitou e rolou na defesa dos Dolphins, passando das 150 jardas terrestres e ainda anotando um touchdown. Até Fitzpatrick conseguiu boas corridas, ajudando o time a ter um total de mais de 200 jardas pelo chão.

Brandon Marshall ganha de Brent Grimes no alto

Brandon Marshall ganha de Brent Grimes no alto

Por causa da viagem para Londres, os dois times folga na semana 5 e só voltam a jogar na semana 6. No dia 18, às 15h (de Brasília), os Jets recebem os Redskins. No mesmo horário, Miami vai até o Tennessee para encarar os Titans, de Marcus Mariota.

Como foi o jogo

Jogando em casa, mas longe de Miami, os Dolphins começaram o jogo como nos últimos. Depois de um rápido three and out, já saiu atrás no placar. Em uma campanha de três jogadas, Fitzpatrick conectou grande passe com Brandon Marshall, deixando Chris Ivory em condições de anotar o primeiro touchdown da partida e abrir 7 a 0. E o início de jogo foi todo da equipe da Big Apple, que voltou a pontuar após novo drive rápido de Miami, mas desta vez em FG de 22 jardas de Nick Folk.

Ivory tenta passar pela defesa dos Dolphins

Ivory tenta passar pela defesa dos Dolphins

Completamente perdido, o ataque comandado por Ryan Tannehill não conseguia produzir nada. No início do segundo período, antes de Nick Folk acertar um FG de 48 jardas e fazer 13 a 00 para os Jets, o time de Nova York tinha dez jogadas no campo de ataque, contra nenhuma de Miami. Mas uma luz no fim do túnel se acendeu para os Dolphins, que ganharam 58 jardas em faltas do adversário para anotar seu primeiro touchdown do jogo, em passe curto de Tannehill para Stoneburner.

Só que os Jets têm Fitzpatrick, que as vezes vira Fitzmagic. E foi assim no Two-Minute Warning, quando liderou grande campanha. Com corridas e bons passes, colocou New York novamente na endzone, fazendo 20 a 07 no intervalo.

O segundo tempo começou como o primeiro: com os Jets explorando as fragilidades da defesa dos Dolphins e rapidamente chegando na endzone, desta feita em corrida curta de Zac Stacy, para abrir 27 a 07. Miami até conseguiu ir para o ataque na campanha seguinte, mas parou em uma quarta para duas que Tannehill não conseguiu completar o passe. New York até deu uma colher de chá, com NIck Folk errando um FG de 41 jardas, mas o adversário não aproveitou, falhando em mais uma quarta descida. Nem mesmo a interceptação de Fitzpatrick mexeu com os ânimos dos Dolphins.

Com larga vantagem e a defesa dominando o ataque de Miami, coube aos Jets apenas administrar a vantagem no último quarto, mas o time não o fez com tranquilidade. Antes de vencer, viu Tannehill conectar touchdown com Kenny Stills e deixar o placar em 27 a 14, mas na hora de trazer a diferença para apenas uma posse, o quarterback dos Dolphins foi interceptado na endzone. Festa dos Jets no Wembley Stadium!

Comentários