Feliz 2016! Com início ruim, sete equipes já planejam a temporada 2016

Oficialmente a temporada regular 2015 acaba apenas no dia 03 de janeiro, quando serão jogados todos os 16 jogos da semana 17. No entanto, algumas equipes já não tem tanta ambição assim para a disputa da temporada. O início ruim de temporada faz com que sete times já entrem na semana 8, que para algumas franquias é a metade do calendário, sem almejar nada grande na sequência do ano.

Seja por lesões graves em jogadores chaves ou baixa qualidade técnica, sete equipes ainda tem chances de classificação no papel , mas é algo muito surreal e o início do planejameto para 2016 começa a ser feito desde já, mesmo não tendo atingido ainda a metade desta temporada da NFL.

ravens_logoBALTIMORE RAVENS (1-6)

Jogos restantes: Chargers (C), Folga, Jaguars (C), Rams (C), Browns (F), Dolphins (F), Seahawks (C), Chiefs (C), Steelers (C) e Bengals (F)

Depois de cair no Divisional Round na temporada passada, não se esperava muito do Baltimore Ravens em 2015, mas sempre com aquela pulga atrás da orelha de que o time poderia surpreender, dependendo da atuações de algumas peças. Uma dessas engrenagens que movem o time se machucou logo na primeira semana. A lesão do LB Terrell Suggs, a alma da defesa dos Ravens, foi uma baixa emocionalmente e fisicamente para a equipe. Outro que não vem rendendo tanto é o QB Joe Flacco, mas sem bons alvos e com o jogo terrestre não conseguindo produzir tanto, fica difícil jogar.

Mas o que mais incomoda nos Ravens são os vacilos nos momentos decisivos. Nas seis derrotas, todas foram com diferença de pelo menos uma posse de bola. E a única vitória também. Uma atenção maior nas retas finais das partidas e o resultado na temporada poderia ser 3-4 ou 4-3 ao invés de 1-6.

Outro aspecto que complicou Baltimore e matou o time já de cara foi o calendário. Dos sete primeiros jogos, cinco foram fora de casa, sendo que as duas partidas no M&T Bank Stadium foram clássicos divisionais, que são jogos mais disputados e decisivos. Dessas cinco partidas longe da torcida, três foram na costa oeste (San Francisco, Oakland e Arizona), o que ainda gera um longo deslocamento para ir e voltar.

Flacco sozinho não conseguirá muita coisa em 2015

Flacco sozinho não conseguirá muita coisa em 2015

browns_logoCLEVELAND BROWNS (2-5)

Jogos restantes: Cardinals (C), Bengals (F), Steelers (F), Folga, Ravens (C), Bengals (C), 49ers (C), Seahawks (F), Chiefs (F) e Steelers (C)

O ano já começou ruim com a disputa pela titularidade na posição de quarterback. Josh McCown começou jogando, mas se machucou e entrou Johnny Manziel. Com Johnny Football o time venceu a primeira, e jogando bem, mas no jogo seguinte voltou McCown e o Cleveland Browns perdeu duas. Desde então ele segue como titular, tendo altos e baixos e não consegue emplacar uma sequência de atuações.

A situação poderia estar melhor, mas dois jogos foram cruciais para a campanha ruim até aqui: derrotas para Broncos e Chargers, ambas com o time melhor e tendo a chance de vencer, mas saiu derrotado. Com os Bengals invictos e times de outras divisões com boas campanhas, a briga pelo Wild Card se torna complicadíssima.

lions_logoDETROIT LIONS (1-6)

Jogos restantes: Chiefs (F), Folga, Packers (F), Raiders(C), Eagles (C), Packers (C), Rams (F), Saints (F), 49ers (C) e Bears (F)

O Detroit Lions é uma das maiores decepções da temporada 2015. O time, que quase passou para o Divisional Round nos playoffs passado, não mostra nem de longe a força. Aliado a isso ainda teve o início ruim, com cinco derrotas seguidas. Ai não tem como… Derruba o moral de qualquer elenco.

As mudanças na defesa, principalmente as saídas de Ndamukong Suh e Nick Fairley, foram cruciais para a mudança de comportamento. Outro fator chave é o jogo corrido que não está encaixando. Ameer Abdullah, draftado em 2015, não engrenou, e os outros dois running backs, Joique Bell e Theo Riddick estão longe de sua melhor produção. Sobrando a decisão somente para o irregular Matthew Stafford, complicou e comprometeu todo o ano da franquia.

texans_logoHOUSTON TEXANS (2-5)

Jogos restantes: Titans (C), Folga, Bengals (F), Jets (C), Saints (C), Bills (F), Patriots (C), Colts (F), Titans (F) e Jaguars (C)

Houston sofre do mesmo problema que os Browns, mas um pouco mais agravado. Quem é o QB? Brian Hoyer é o titular, mas em algumas partidas foi Ryan Mallett, que nem no time está mais, após ser dispensado por atrasar e perder o voo para Miami.

Mas essa indefinição sobre o quarterback titular nem é o grande problema. A engrenagem principal do setor ofensivo do Houston Texans está estragada. Arian Foster não joga mais em com uma séria lesão no tendão de Aquiles. Principal saída em passes curtos e na corrida, o ataque perde muito.

Nem na fraca AFC South dá para colocar o time na briga pelo título sem Foster e com J.J. Watt lutando sozinho, mas tendo uma média abaixo de um sack por partida e sem nenhum fumble forçado na temporada.

chiefs_logoKANSAS CITY CHIEFS (2-5)

Jogos restantes: Lions (C), Folga, Broncos (F), Chargers (F), Bills, Raiders (F), Chargers (C), Ravens (F), Browns (C) e Raiders (C)

Quando Jamaal Charles se machucou, o que mais se ouviu foi: fim de temporada para ele, fim de temporada para o Kansas City Chiefs. E é verdade, tamanha a importância do jogador para a equipe. Perdeu a principal peça ofensiva que carregava, literalmente, o ataque. Com Alex Smith sozinho comandando o ataque e sem conseguir emplacar seus WRs é complicado fazer qualquer tipo de previsão.

Para piorar a situação, a defesa não joga no mesmo nível da temporada passada e cede um caminhão de jardas aéreas por partida. Das partidas restantes, cinco são contra rivais de divisão, sendo três fora de casa. Uma calendário ruim para imaginar uma reação da franquia de Kansas City.

 

Jamaal Charles não retorna em 2015 ; fim de ano para ele e para os Chiefs

Jamaal Charles não retorna em 2015 ; fim de ano para ele e para os Chiefs

49ers_logoSAN FRANCISCO 49ERS (2-5)

Jogos restantes: Rams (F), Falcons (C), Folga, Seahawks (F), Cardinals (C), Bears (F), Browns (F), Bengals (C), Lions (F) e Rams (C)

– A temporada ruim do San Francisco 49ers era um filme anunciado. O time foi se desmantelando aos poucos e perdendo várias peças importantes desde o vice-campeonato no Super Bowl 47 até chegar na saída do técnico Jim Harbaugh. A chegada de Jim Tomsula não afetou nem os ânimos e nem mexeu com o time, que sente falta de nomes como o DE Justin Smith, os LBs Patrick Willis e Chris Borland, e o RT Anthony Smith.

 

Com Kaepernick comandando um ataque fraco as chances eram menores. Junta-se a isso a maldição de o time que sedia o Super Bowl não conseguir chegar na decisão, o ano ruim do time da Califórnia era algo planejado e esperado por todos.

bucs_logoTAMPA BAY BUCCANEERS (2-4)

Jogos restantes: Falcons (F), Giants (C), Cowboys (C), Eagles (F), Colts (F), Falcons (C), Saints (C), Rams (F), Bears (C) e Panthers (F)

A reformulação no Tampa Bay Buccaneers não vem dando muito certo, principalmente pela defesa. A gota d’água foi a virada para os Redskins, quando o time abriu 24 de frente e acabou levando uma derrota para casa. As críticas estão pesadas. O ataque tenta se encontrar com Jameis Winston em sua temporada de calouro, mas não resolve sozinho.

A batata de Lovie Smith está bem assada e, só por um milagre, com o time se classificando, ele permanece no cargo para a próxima temporada nos Bucs.

O cargo de Lovie Smith está correndo perigo em Tampa

O cargo de Lovie Smith está correndo perigo em Tampa

Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Comentários