Bills dão trabalho, mas caem diante dos Patriots em Foxborough

O New England Patriots deu mais um passo importante rumo a temporada perfeita no  último Monday Night Football. Apesar da derrota, é preciso ressaltar o grande jogo que fez o Buffalo Bills, o time comandado por Rex Ryan fez frente para o atual campeão em Foxborough. O duelo teve mais emoção do que o esperado para o torcedor dos Patriots, mesmo assim o time teve tranquilidade nos momentos certos para vencer por 20 a 13 nesta segunda-feira (23). Tom Brady teve seus momentos de gênio, mas no geral não teve uma atuação excelente, muito por conta da ótima apresentação da defesa dos Bills. Não é nada fácil limitar o melhor ataque da liga a apenas 20 pontos em seus domínios.

Os dois times voltam a campo no próximo domingo (29): os Bills viajam para encarar os Chiefs às 16h, os Patriots sobem as montanhas para encarar o Denver Broncos do QB Brock Osweiler. Duelo que será o Sunday Night Football, às 23h30.

patriots bills grande

Defesa de Rex Ryan funcionando

patriots bills 1Ao contrário do que muitos esperavam, foi um primeiro tempo muito equilibrado em Foxborough, a defesa dos Bills fez um excelente trabalho parando o melhor ataque da NFL em seus domínios. Muito pela pressão exercida em Tom Brady, em quatro das primeiras seis vezes que ele recuou para o passe foi atingido pelo pass-rush de Buffalo. Pelo menos foi o time da casa que anotou os primeiros, e únicos, pontos do primeiro período. Como de costume, os Patriots pontuaram na primeira campanha com o ataque em campo, drive de seis minutos finalizado com um field goal de 35 jardas do kicker Stephen Gostkowski.

Se defensivamente as coisas iam muito bem para os visitantes, no ataque o time deixava a desejar. Muito por conta das penalidades cometidas pelo ataque, o Buffalo Bills é o time mais indisciplinado da liga, uma média de 10 faltas por jogo. A equipe até tinha posse de bola, mas sofria para pontuar. O time tirou o zero do placar apenas no meio do segundo período, com um chute de 52 jardas convertido com sucesso pelo kicker Dan Carpenter.

Buffalo teve a melhor campanha da partida até então pouco antes do intervalo, parecia que o time visitante iria para os vestiários vencendo. Bem, parecia. Tyrod Taylor por muito muito pouco não completou um lindo passe longo para o RB LeSean McCoy dentro da end zone, o time teve que se contentar com uma tentativa de field goal de 48 jardas. Dessa vez Carpenter errou o chute, a bola voltou para Brady em boa posição de campo e com 46 segundos no cronômetro. Tempo mais do que suficiente para o gênio trabalhar, o camisa 12 foi comandando o ataque até lançar o primeiro TD da noite, conexão de 20 jardas com o RB James White. Desespero de Rex Ryan no banco de reservas! Os Pats foram para os vestiários vencendo por 10 a 3.

Superioridade dos Pats na segunda etapa

patriots bills 2O segundo tempo começou com uma jogada mais do que polêmica, um erro bem complicado da arbitragem. Tom Brady saiu do pocket para o lado direito, conseguiu fazer o passe (sem sair do campo) e achou o WR Danny Amendola completamente sozinho. A chance do recebedor fazer o touchdown era grande, mas a jogada parou porque um dos árbitros apitou no momento que Brady soltou a bola. A arbitragem admitiu o erro, afirmando que a pressão de Rex Ryan no árbitro causou o apito, causando revolta no Gillette Stadium.

A situação piorou quando o kicker Gostkowski finalizou a campanha errando um field goal de 54 jardas, dando uma ótima posição de campo para Buffalo iniciar os trabalhos. O time visitante precisou de cinco jogadas para anotar o primeiro touchdown dele da partida, o nome do drive foi o ótimo RB LeSean McCoy. Teve participação em três das cinco jogadas da campanha, a última delas uma linda corrida de 27 jardas do lado direito para a end zone. Jogo empatado em Foxborough!

São nessas horas que você precisa que o seu quarterback apareça, por essas e outras o time da Nova Inglaterra ainda está invicto em 2015. Brady comandou um ótimo drive na metade do terceiro período, parecia que estava jogando no quintal da casa dele. Foram cinco jogadas, posicionando o ataque próximo da end zone. Substituto de Dion Lewis, James White avançou seis jardas e anotou o touchdown. A vantagem aumentou minutos depois, capitalizando um fumble dos Bills no retorno de punt. Dessa vez o touchdown não veio, pelo menos o chute de 35 jardas de Gostkowski colocou a diferença em duas posses de bola.

Tudo parecia encaminhado para uma vitória dos Pats, mas uma interceptação de Tom Brady no começo do último período colocou os Bills psicologicamente de volta na partida. Os visitantes não capitalizaram o turnover, mas voltaram fortes na campanha seguinte, ficaram a 15 jardas do sonhado touchdown. Carpenter foi obrigado a chutar o field goal de 32 jardas, colocando a diferença em uma posse de bola. Buffalo ainda teve outro drive nos dois minutos finais, Tyrod Taylor sucumbiu diante da boa atuação da defesa de New England. O último quarto dessa partida foi o primeiro em que o time dos Pats não anotou pontos em 2015, fechando um ciclo de 39 quartos seguidos pontuando. Mesmo assim o time garantiu a importante vitória e segue no caminho da temporada perfeita.

Comentários