Divisional Round 2016: Seattle Seahawks x Carolina Panthers

faixa wild card seahawks x panthers

pedaço 2 - seahawks x panthers

O time de melhor campanha em 2015 contra a equipe que mais cresceu de produção na segunda metade da temporada e que ninguém queria enfrentar nos playoffs. Certamente o duelo entre Seattle Seakawks e Carolina Panthers tem tudo para ser um dos melhores, se não o melhor, jogo de pós-temporada este ano. Ingredientes não faltam para o encontro de dois times com quarterbacks dinâmicos, jogo terrestres equilibrados e defesas fortíssimas. O Bank of America vai ficar pequeno para o jogaço do próximo domingo (17). Certamente essa será uma das históricas rivalidades nos próximos anos.

pedaço 3 - seahawks x panthers

Se um dos dois times estivesse na AFC, não seria nenhum exagero considerar esse um jogo de Super Bowl. Duas grandes equipes, uma ficará de fora da disputa do Vince Lombardi já nessa rodada. É a sexta vez que as franquias se encontram em um prazo de quatro anos, em quatro desses jogos o duelo foi decidido por cinco ou menos pontos. Independente de quem se sair vencedor, o torcedor que assistir a partida pode esperar muito equilíbrio, domínio defensivo, ou seja, poucos pontos, além de muita emoção no último período.

Dos seis duelos citados , em cinco os Seahawks venceram, inclusive o encontro na pós-temporada do ano passado. Após se ver praticamente eliminado no duelo de Wild Card, Seattle não pôde acreditar na sorte que teve. Certamente não é todo dia que um kicker erra um chute de 27 jardas no estouro do cronômetro. Sabe quando em video games você ganha uma vida extra? É exatamente assim que os Seahawks se sentem. Mesmo longe de seus domínios, o time deve ir com tudo em busca da terceira participação consecutiva na final da NFC. O time venceu os últimos seis compromissos longe de casa, levando uma média de 7,2 pontos por jogo.

Um desafio e tanto para os comandados de Ron Rivera. Um time para ser campeão precisa passar por obstáculos, esse, sem dúvidas, será o mais difícil dos Panthers até agora. Carolina já mostrou este ano que pode vencer os Seahawks, inclusive fora de casa, o time perdia por 10 pontos na semana 6 e arquitetou uma virada no último período. O time foi o melhor na temporada regular, quase conseguiu a invencibilidade, conta com possivelmente o MVP de 2015… Precisa mostrar a que veio. Muita pressão nos ombros de Cam Newton, ele lançou sete interceptações nos três jogos de playoffs que disputou, três delas contra Seattle ano passado.

ULTIMOS CONFRONTOS seahawks panthers

 

Seattle leva ampla vantagem no confronto, tanto na temporada regular como nos playoffs. São sete vitórias dos Seahawks contra apenas três de Carolina. Na pós-temporada, os dois jogos disputados entre as franquias resultaram em vitória dos Seahawks. Além do citado acima, o outro ocorreu no ano de 2006, também em Seattle, vitória do time da casa por 34 a 14.

 

CHAVE PARA A VITORIA SEAHAWKS

Em cinco das seis derrotas na temporada regular Seattle vencia no último quarto e levou a virada. Para um time que sonha com o terceiro Super Bowl consecutivo, isso não pode acontecer. Por muito muito pouco (né, Blair Walsh?) não ocorreu novamente no último domingo. Para isso, o ataque precisa segurar a posse de bola no último quarto, o possível retorno de Marshawn Lynch será fundamental nesse processo. No mais, o ataque aéreo vem em uma crescente impressionante, a melhor dos últimos anos. Para continuar nessa toada, a linha ofensiva precisa dar um mínimo de tempo para Russell Wilson castigar a secundária dos Panthers.

Defensivamente, o time precisará prestar mais atenção quando o safety Cam Chancellor for para a cobertura. Ele é um monstro subindo no pocket contra corridas, mas no último domingo ele foi muito mal. Errou tackles fundamentais nos momentos decisivos, não foi sombra do jogador que colocou muitos tight ends top da NFL no bolso nos últimos anos. Se os linebackers não ajudarem, Greg Olsen pode fazer muito mais estrago do que Kyle Rudolph fez na última semana.

CHAVE PARA A VITORIA panthers

 

Em um jogo tão equilibrado como esse, vencer a batalha nas trincheiras será fundamental. Carolina possui uma boa linha ofensiva, precisará estar nos melhores dias para conter a pressão dos DEs Cliff Avril e Michael Bennett.  O último deles foi o líder da NFL em pressão ao QB adversário, foram ao todo 84 vezes em que ele apressou o quarterback na temporada regular. Independente do retorno do RB Jonathan Stewart, Seattle deve brecar o jogo terrestre, forçando Cam Newton a ganhar o jogo pelo ar. Ele precisará de tempo suficiente para achar seu alvos e encontrar pequenos buracos nas marcações “Cover 3” da Legion of Boom. O WR Ted Ginn teve um TD a cada 4,4 recepções em 2015, foram 10 ao todo, será fundamental em todo esse processo.

Assim como dito no pré-jogo da semana passada, na chave para a vitória dos Vikings, a receita para os Panthers permanece a mesma. Os Rams foram a ‘kriptonita’ dos Seahawks durante o ano, pressionando demais Russell Wilson pelos lados e deixando um linebacker atlético para a posição de ‘spy’. Os Vikings repetiram esse conceito e quase venceram, limitaram o ataque de Seattle a dez pontos. Certamente o LB Luke Kuechly pode esse fazer esse papel pelo meio, ainda com mais competência do que os outros, agora a linha defensiva precisa deixar Wilson desconfortável no pocket. Para isso, Jared Allen e Dwan Edwards precisam melhorar no quesito pass-rush.

Quer apostar nesse jogo? Registre-se na 188bet e ganhe uma aposta grátis de R$25:

Comentários